BLOG

21/09/2017 - 19:20

Rita Wainer: arte urbana em grande formato

mural-paris_5

mural-paris_16

0be48570-666b-4c25-ae62-3444db10a5de

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

No alto e em seguida, o trabalho de Rita Wainer na rua D’Aix, perto da Place de la République, em Paris; depois, o mural no Sul da França, em La Seyne-sur-Mer; acima, prédio em São Paulo, na Praça Roosevelt/ Fotos: divulgação

Rita Wainer está de volta ao Rio, depois de ter pintado dois murais na França. A ex-estilista, que desde 2010 se dedica às artes plásticas, está numa fase de grandes formatos e de arte urbana. O primeiro trabalho foi um painel para as Olimpíadas, na Zona Portuária, perto do Museu do Amanhã.

Na França, em parceria com a Air France, a paulistana pintou sobre a saudade, sobre o amor à distância, primeiro numa rua perto da Place de la République. Escreveu na parede a mesma frase, em português e francês: “A distância é uma invenção dos homens. A gente tem asa. A gente é bicho”. O segundo trabalho foi numa cidade pequena no Sul, La Seyne-sur-Mer. “Eu pinto e vou embora, mas a preocupação é grande com as pessoas que vão ficar com o grafite. A interação foi muito boa: ganhei um saco de croissants, presentes, as crianças se aproximavam…”.

Em São Paulo, Rita também pintou, este ano, a lateral de 50m² num prédio na Praça Roosevelt e fez um grafite no Beco do Batman. No Rio, será dela a fachada de um bar no Arpoador, a que Rita vai transformar com seus desenhos dia 1º de outubro.


Enviado por: Marcia Bahia
21/09/2017 - 18:14

Empresários portugueses e brasileiros: unidos pelo design nacional

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Karla Lamounier, Marta e Pedro D’Orey: trio divulga o trabalho de designers brasileiros em Portugal/ Foto: divulgação

Marta e Pedro D’Orey, portugueses que representam nomes importantes do design brasileiro como Sergio Rodrigues, Jader Almeida e irmãos Campana, em Portugal, fizeram parceria com Karla Lamounier e Cristiana Mascarenhas – que, no Rio, decora para as famílias Monteiro de Carvalho, por exemplo – e comemoraram na loja Pau Brasil, nesta quinta-feira (21/09), no bairro Príncipe Real, em Lisboa, o sucesso das marcas brasileiras. Cristiana (que não aparece na foto) vive há anos também em Nova York, e está abrindo atelier também em Portugal; já Karla é uma carioca que mudou-se para Lisboa há anos, antes de metade do Rio ir morar lá.


Enviado por: Lu Lacerda
21/09/2017 - 17:26

Jacques Janine: cinco anos e cinco lojas no Rio

Ângela, Eduardo e Daniella Vaz: empresário está expandindo a rede Jacques Janine/ Foto: Vera Donato

Ângela, Eduardo e Daniella Vaz: empresário está expandindo a rede Jacques Janine/ Foto: Vera Donato

O Jacques Janine, que chegou ao Rio há cinco anos, sob o comando de Eduardo Vaz, acaba de inaugurar sua quinta loja na cidade carioca. Há dois anos, inaugurou o salão no Fashion Mall; há onze meses, no Rio Sul e, agora, o maior da rede no Barrashopping, com o sócio Geraldo Monge. O empresário tem planos de abrir outros cinco até 2020, de onde se conclui que, para esse setor, realmente não existe crise. O salão de 400m², dois andares e pé direito de quatro metros  teve investimento de R$ 1,5 milhão.


Enviado por: Lu Lacerda
21/09/2017 - 15:30

Pedro Ariel: arte, arquitetura, natureza e viagens em livro

Foto de:

O arquiteto e designer Pedro Ariel, diretor de conteúdo e relacionamento da Casa Cor, lançou, nessa quarta-feira (20/09), o livro “A Grande Beleza 2“, no Arnaldo Danemberg Antiquário, em Copacabana.

O clima era de festa, com o DJ Papagaio. Quem passou por lá viu as ambientações especiais dos dois espaços dentro do antiquário: um, o “AD“, decorado por Lu Kreimer; o outro, “AD Studio, por Paloma Danemberg“, com peças mais jovens destinadas a esse público, com montagem de Andrea Britto.

O sucesso do “A Grande Beleza 1”, lançado no ano passado, deu origem a este novo trabalho, com uma mistura de arte, design, arquitetura, decoração, natureza e viagens. Veja fotos na Galeria.


Enviado por: Redação
21/09/2017 - 14:51

Champanhe beneficente: Roger Daltrey, do The Who, lança em SP

Foto de:

O vocalista do The Who, Roger Daltrey, lançou, nessa quarta-feira (20/09), em jantar na casa do empresário João Cury, em São Paulo, no bairro Cidade Jardim, o champanhe com seu nome (Cuvée Roger Daltrey), criado ano passado para comemorar os 50 anos da banda. Com cada garrafa custando R$ 1.199,00, a ideia é direcionar parte da venda para uma instituição brasileira que atenda crianças com câncer – no exterior, a ONG beneficiada é a Teen Cancer America, fundada por Roger e pelo guitarrista Pete Townshend.

Muito bem humorado, o inglês, de 73 anos, chegou direto da passagem de som do show que o The Who faz, nesta quinta (21/09), no festival São Paulo Trip, no Allianz Parque. Rodou o fio do microfone como se fosse arremessá-lo longe, gesto que faz nos shows, antes de apresentar a bebida para os convidados e ficou duas horas na festa. Não viu, portanto, a versão em ritmo de samba que Marcelo Duani fez com seus músicos, do sucesso de 1971 do The Who, “Baba O’Riley”. No sábado (23/09), o The Who, que nunca tocou no Brasil, é a principal atração do Rock in Rio.

Veja um trecho da versão em ritmo de samba de “Baba O’Riley”


Enviado por: Marcia Bahia
21/09/2017 - 13:36

Rubens Casara lança livro com críticas ao neoliberalismo

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Em seu terceiro livro, Rubens Casara analisa como a população e o Poder Judiciário acabam manipulados para o benefício de um pequeno e privilegiado grupo/ Foto: reprodução

Rubens Casaras, juiz do Tribunal de Justiça do Rio – essa classe tão em alta no momento e professor da escola de filosofia Passagens, lança, nesta quinta (21/09), o primeiro livro brasileiro sobre o modo como a estrutura do neoliberalismo atua nas instituições que deveriam assegurar o jogo democrático. Em “Estado pós-democrático: neo-obscurantismo e gestão dos indesejáveis” (Editora Civilização Brasileira), Casara levanta a hipótese de que a lógica neoliberal minou as estruturas do Estado Democrático de Direito, em favor do lucro, do mercado e da circulação do capital financeiro.

A publicação conta com a recomendação da filósofa Maria Tiburi, que assina a orelha: “É a partir da premissa do ‘falso caráter extraordinário do momento’ que Rubens Casara, autor deste livro mais do que necessário à compreensão de nossa época, nos chama a pensar sobre o sentido da própria democracia nas condições do mercado, substituto da noção de vida no contexto da razão neoliberal”. Os autógrafos vão ser na Livraria Leonardo da Vinci, no Centro, a partir das 18h.


Enviado por: Marcia Bahia
21/09/2017 - 13:00

Desfile de Teresa Freire, baseado no trabalho de Patricia Secco

Foto de:

Glória Maria virou modelo por um dia, no Palácio São Clemente, em Botafogo, nessa quarta-feira (20/09). A jornalista desfilou a nova coleção da estilista Teresa FreireRevoada“, inspirada no trabalho da artista plástica Patricia Secco, com renda para a ONG Terra dos Homens, cuja sede é no Centro do Rio. Teresa se baseou numa exposição de Patricia, a “Metamorfose. Na passarela, ainda, as atrizes Alexia Dechamps e Angelita Feijó. O clima do evento foi muito alegre, e alguns pais, como João de Orleans e Bragança foram aplaudir as filhas adolescentes, que também desfilaram; no caso dele, a Maria Christina. Veja fotos na Galeria.


Enviado por: Lu Lacerda
21/09/2017 - 12:00

Musical da vida de Zeca Pagodinho

chico-pinheiro-e-zeca-pagodinho-2

joao-bosco-angela-bosco-e-julia-bosco-3

gustavo-gasparani-e-gringo-cardia

carlinhos-de-jesus-e-moacyr-luz-2

beatriz-rabello-e-zeca-pagodinho-1

Na primeira, Cris Pinheiro e Zeca Pagodinho; na segunda, João, Ângela e Júlia Bosco; na terceira, Gustavo Gasparini e Gringo Cardia; na quarta, Carlinhos de Jesus e Moacyr Luz; na quinta, Beatriz Rabello e Zeca Pagodinho / Fotos: Isac Luz / MS Fotos

Para comemorar a estreia de “Zeca Pagodinho – Uma História de Amor ao Samba”, Victoria Dannemann e Sandro Chaim, produtores do espetáculo, receberam convidados nessa quarta-feira (20/09), na sede da Dannemann Entretenimento, no Jardim Botânico. A festa não podia ser diferente: roda de samba.

O musical traz Peter Brandão e Gustavo Gasparini (também diretor da trama) representando Jessé Gomes da Silva Filho (nome na certidão de nascimento do famoso Zeca, mas nem ele lembra disso). “Zeca Pagodinho – Uma História de Amor ao Samba” estreia para o público nesta sexta-feira (22/09), e fica em cartaz até 29 de outubro no Theatro Net Rio, em Copacabana.


Enviado por: Redação
21/09/2017 - 11:00

Pé na Jaca, por Karen Couto: Binka Le Breton hoje no Clube Germania

binka-le-breton

Bianka Le Breton: inglesa, apaixonada pelo Brasil, faz encontro, nesta quinta-feira (21/09), na Gávea / Foto: Reprodução do Site Iracambi Atlantic Rainforest

Inglesa com jingado brasileiro, apaixonada pelo Brasil (e por caipirinha), pela Amazônia e pelos direitos humanos. Missão: Salvar as Florestas Atlânticas mineiras. Sorte do Estado de Minas, e nossa, de ter a oportunidade de estar com ela nesse encontro único no Rio de Janeiro!

Binka é ativista, ambientalista, diretora do centro de pesquisa Iracambi e autora do premiado livro “The Greatest Gift”, onde conta a história da freira americana Doroty Stang, assassinada na Amazônia, em 2005, que, em breve, vai para a telona.

Pedi a ela uma “palhinha” da palestra em que ela falou sobre alguns temas que podem nos interessar:

Biodiversidade

“A maior relevância da biodiversidade nada menos é que a continuidade da vida neste planeta, levando-se em conta que a biodiversidade é a base de toda vida e tudo sustenta. Sem diversidade, estaríamos à mercê de uma base genética reduzida, que poderia ser facilmente atingida por uma doença ou praga, que seguramente nos deixaria sem segurança alimentar. Sem biodiversidade, as florestas podem morrer, afetando drasticamente nosso clima, que já está no limite.”

Qual o Plano para a restauração florestal? E a agrofloresta?

O plano para a restauração florestal é escolher áreas prioritárias (ponto de vista de recursos naturais: água, solos, habitat para espécies ameaçadas e potencial produtivo). Precisamos de sistemas diferentes de acordo com o uso da floresta – áreas para habitat que vão ser menos impactadas podem ser reflorestadas com árvores nativas, enquanto, em outras áreas, pode-se instalar um sistema de agrofloresta de acordo com as necessidades de seres humanos, como cultivos de alimentos, fontes de renda e, até, algum pasto consorciado com árvores.

Me fala do seu livro e da Floresta Amazônica?

A mensagem mais relevante é que a morte da floresta é a morte de todos nós – visto que as florestas nos providenciam água pura, ar puro, comida, remédios, madeira e lenha, flores, frutas e fibras. A floresta também tem o papel importante de regular nosso clima, principalmente a Floresta Amazônica, que age como uma bomba hidráulica, armazenando o vapor da transpiração das árvores em forma do “rio voador” que passa por cima da floresta, atinge a cordilheira de los Andes, e traz a chuva pro Centro-Oeste e Sudeste do Brasil – justamente as áreas mais importantes para a agricultura brasileira.

Se a floresta do rio voador for cortada, corremos um grande risco – o que já aconteceu no ano 2004, trazendo enorme prejuízo e estiagens prolongadas ao Sudeste do Brasil.

A publicação do livro faz parte da divulgação, igual a documentários, vídeos e palestras. Mostra que nós, cidadãos, somos os mais capazes de fazer a diferença se unirmos forças e enfrentarmos desafios que parecem ser maiores que nós, mas que, de fato, não são. O fato é que um povo que não gosta dos políticos pode eleger outros, o consumidor que não gosta da postura ética de uma empresa pode boicotar seus produtos, podemos fazer abaixo-assinados, nos manifestar, e podemos, sim, transformar aos poucos o mundo.

A Doroty não tinha dinheiro, não tinha poder político, mas conseguiu inspirar pessoas e colegas que conhecia, assim como também chegará a inspirar tantas outras pessoas que venham a ler o livro.

DROPS INFORMATIVOS:
Salvando Florestas, Mudando Vida nas Montanhas de Minas
Quando: quinta-feira, 21 de setembro
Horário: 7:00 – 9:00 PM
Endereço: Sociedade Germania, Rua Antenor Rangel, nº 210 – Gávea
ESTACIONAMENTO GRATUITO
Investimento: apenas 20 Reais

tarja.2karencouto11


Enviado por: Redação
20/09/2017 - 20:20

João Carlos Martins: maestro apresenta filme para detentos

João Carlos Martins e o ator Alexandre Nero, que vive a fase adulta do maestro no filme de Mauro Lima/ Foto: divulgação

João Carlos Martins e o ator Alexandre Nero, que vive a fase adulta do maestro no filme de Mauro Lima/ Foto: divulgação

João Carlos Martins, retratado no filme “João, o maestro”, de Mauro Lima, vai estar, nesta sexta (22/09), às 14h, na penitenciária Lemos de Brito, no Complexo do Gericinó, em Bangu. Antes da exibição do filme para 300 detentos, o regente vai contar sua história de superação e conversar com a plateia. A iniciativa é o primeiro passo para criar cineclubes dentro dos presídios. Os filmes funcionariam como um estímulo a mais para os detentos lerem livros – muitos enredos surgem, primeiro, na literatura – o que garante remição de pena.

O secretário estadual de Cultura André Lazaroni, os produtores Luiz Carlos e Paula Barreto e o desembargador Siro Darlan acompanham o maestro nessa visita a Bangu.


Enviado por: Marcia Bahia
Página 1 de 2.66412345102030Última »