29/06/2016 - 19:00

Paris, por Paulo Pereira

colagem

No alto, em sentido horário, Le Bon Marché; Le BHV; Le Printemps; Les Galeries Lafayettes

Aconteceu a novidade esperada por milhares de turistas que visitam Paris todo ano: a abertura das grandes lojas de departamento aos domingos.
E começou pelo Bazzar Hotel de Ville (BHV), no Marais, que já está abrindo aos domingos; em seguida, serão as Galeries Lafayette, que já começaram a negociação junto com o Printemps e o Le Bon Marché. Tudo indica que, até o fim do ano, todas essas lojas de departamentos estarão abertas aos domingos – o que facilita muito a vida de quem mora e trabalha toda a semana, e a dos turistas, que terão mais tempo para os passeios durante a semana.
A batalha não foi fácil porque vários sindicatos franceses são contra; mas a crise e a demanda falaram mais forte.
_______________________________________________________________________________

col 2

col 21

Antigos perfumes Louis Vuitton

Esta nota é para as fãs da marca Louis Vuitton, que, em breve, vão poder, além de usar “looks” e bolsas da marca, perfumarem-se de Louis Vuitton!
A maison Louis Vuitton em Paris contratou o grande perfumista Jacques Cavallier Belletrud para desenvolver, nos ateliês de Grasse, o berço da perfumaria francesa, seu novo aroma.
M. Vuitton sempre criou perfumes para a marca: em 1927, lançou Heures d’Absence; em 1928, o Je,Tu,Il, e, em 1946, o Eau de Voyage, que seria, até então, o último perfume Vuitton.
Esta nova fragrância tão esperada terá o aroma do couro natural que encontramos nas alças das bolsas, misturado com um toque de flores da China, magnólias e jasmim sambac.
O desenho do frasco ainda não foi revelado. A marca promete um grande lançamento para o novo “bebê” Louis Vuitton.
As fotos acima são dos antigos perfumes Vuitton.
_______________________________________________________________________________

col 3

Ballon de Paris

Uma ótima ideia para suas férias de verão em Paris é o inusitado passeio no balão de ar quente (montgolfière) que sobrevoa toda a cidade, a mais de 150 metros de altura. No passeio noturno, você se sente próximo às estrelas. É inesquecível!
Vale a muito a pena!

Ballon de Paris – Parc Andrè-Citroën – 75015 – Paris
_______________________________________________________________________________

col 4

Interior e pizzas do restaurante Vivaio Le QG

Onde comer uma ótima pizza em Paris?
No Vivaio Le QG, um restaurante que tem uma pizza deliciosa, considerada uma das 10 melhores da cidade. Ambiente supersimpático, decoração simples e chique e ótimos drinks para acompanhar a famosa pizza.
É um lugar de encontros de amigos, com gente jovem bonita, boa música e jogos para divertir os clientes.
Um ótimo preço e uma ótima qualidade!

Vivaio le QG
28, Rue de la Pepinière – 75008 – Paris – Metro Saint-Augustin

_______________________________________________________________________________

http://parisporpaulopereira.com/

_______________________________________________________________________________

paulotarja

Enviado por: Redação
29/06/2016 - 18:00

Cinco perguntas para: Bruno Astuto

bruno-astuto-casamento-de-nicole-maio-2016-foto-cristina-granato

O jornalista Bruno Astuto faz noite de autógrafos, nesta quinta-feira (30/06), no Copacabana Palace, do livro “In the spirit of Rio”, que será lançado na França, dia 5 de julho, com o título “La légende de Rio”. Trata-se de uma edição impecável da editora Assouline, que já publicou, na mesma coleção, livros sobre Capri, Cannes, Miami e Saint Tropez, dentre outras cidades conhecidas. Bruno diz que quis fazer do Rio um personagem, para mostrar aos estrangeiros todas as nossas peculiaridades, desde a época do Império português até o carnaval, dicas de restaurantes, lugares e, principalmente, o jeito de ser do carioca, natural e espontâneo. O prefácio é do escritor Paulo Coelho.

1
Sua intenção foi mostrar, no livro, a história recente de um Rio alegre e glamuroso. O Rio atual está menos atraente? Foi por esse motivo que você optou por fotos de arquivo?

“Imagina! Mais da metade das fotos do livro é de imagens atuais. Adoro o glamour do passado, mas essa mania de mostrar o Rio só em tons sépia não é comigo. Felizmente, tive livre acesso ao arquivo do jornal O Globo e acho que essa é a primeira publicação internacional que se preocupa em evidenciar a riqueza desse acervo, ao invés de só garimpar na Biblioteca Nacional. Tem cada foto espetacular, que foi difícil escolher”.

2
Tudo o que recomenda você já testou pessoalmente? Como foram suas idas ao Maracanã e a centros de umbanda?

“Experimentei quase todas, fora subir a Vista Chinesa de bicicleta; prefiro ir de carro. Já fui ao Maracanã para ver os shows da Madonna e, vá lá, um único jogo de futebol. Não indico no livro centros de umbanda específicos, mas falo da importância cultural, espiritual e até musical do sincretismo na história da nossa cidade. Fui a centros quando pequeno; meus pais eram meio umbandistas, meio católicos. Carioca que não se arrepia num batuque ou não faz pedidos para Iemanjá precisa rever sua cidadania”.

3
A Carmen Mayrink Veiga já disse que é impossível para uma pessoa pobre ser elegante. Acha que a carioca que se veste mais despojadamente pode ter estilo e elegância?

“Em termos de elegância, a carioca é a parisiense da beira-mar. Ao contrário do que as pessoas imaginam, a parisiense não sai de alta costura para comprar baguette; ela coloca um jeans, uma jaqueta, um écharpe, o cabelo propositalmente bagunçado e vai. A carioca também tem esse estilo desencanado-chique no dia a dia. Se você vai ao Sushi Leblon de grife dos pés à cabeça, as pessoas olham meio de banda, como se você fosse um ET. O Rio é a única cidade do mundo que sabe se vestir à beira-mar. Na Côte d’Azur, na Riviera italiana e no Caribe, você sempre se depara com uma gringa de bronzeado abóbora e um biquíni bizarro ou um cara de camisa florida. O guarda-roupa da carioca é sutil e poético. Aqui você só não pode usar linho, porque engruvinha na umidade e não existem tinturarias no Rio que saibam lavar ou passar perfeitamente o linho. Agora essa história de elegância e pobreza não existe. Se elegância tivesse a ver com dinheiro, o cabelo do Trump estaria penteado e a Imelda Marcos seria capa da Vogue. E a mulher mais elegante do Rio hoje para mim é a Squel, porta-bandeira da Mangueira”.

4
Nem todas as festas citadas por você como memoráveis na cidade você teve idade para conhecer. Você considera uma pessoa nostálgica? Gostaria de ter frequentado as festas cariocas das décadas de 40, 50, 60?

“Supernostálgico! Não é à toa que escrevo há 10 anos na Vogue uma coluna chamada Nostalgia. Mas não tenho essa vontade de viajar no tempo, não. Prefiro imaginar essas festas, fantasiar sobre elas. Vai que eu me decepciono (rs)”.

5
Quanto tempo de dedicação ao livro? Qual a maior alegria nesse percurso?

“Escrevi o livro em 15 dias. A escrita sai do meu coração direto para a mão e peguei prática com tantas revistas para que escrevo. Terrível foi encontrar as imagens, obter todas as autorizações. O estado dos nossos arquivos é deplorável. Não temos nenhum respeito pela nossa memória e a burocracia é estúpida. A maior alegria é poder contar aos gringos que aqui não tem só bolinho de bacalhau e chope – que eu, por sinal, adoro -, mas gastronomia de alto padrão, histórias memoráveis, tesouros colonais e um povo que, apesar de todas as maldades que fazem com a nossa cidade, é o mais afetuoso e divertido do mundo. O espírito do Rio é maravilhoso; o dos nossos políticos é que é de porco, com raríssimas exceções”.

Enviado por: Marcia Bahia
29/06/2016 - 17:00

Nada abala o humor do carioca do Baixo Gávea

Pinheiro cai no Baixo Gávea: de um momento pro outro, virou tamboretes

Pinheiro cai no Baixo Gávea: de um momento pro outro, virou tamboretes – que tal? / Foto: amiga da coluna

Um pinheiro caiu, nessa terça-feira (28/06), no Baixo Gávea. A poda tinha sido autorizada pela Prefeitura, mas nem deu tempo, foi ao chão antes. Como a turma ali não perde o humor por nada na vida, a árvore já virou tamboretes que estão na rua, em frente a um restaurante. Veja as imagens, com algumas mensagens.

Enviado por: Lu Lacerda
29/06/2016 - 16:01

Aniversário de instrutora de ayurveda: energias em dia

Risden Junior Renata de Abreu e Alexandre Mazza _ Gianne Carvalho _ IMG_0293

Renata de Abreu e Alexandre Mazza, no alto; acima, Denise Leão, Denise Barcelos e Camila Meccia / Fotos: Gianne Carvalho

Renata de Abreu e Alexandre Mazza, no alto; acima, Denise Leão, Denise Barcelos e Camila Meccia / Fotos: Gianne Carvalho

Renata de Abreu recebeu alguns amigos na piscina do Hotel Fasano do Rio, para comemorar seu aniversário, nessa terça-feira (28/06). Renata, que mora em Miami, é a responsável pelos spas do grupo Fasano e está no Brasil por esses dias. Além disso, também é instrutora de Medicina Ayurvédica: ela tem dado consultas na clínica da dermatologista Denise Barcelos. O corpão em dia fala por si.

Enviado por: Marcia Bahia
29/06/2016 - 15:27

‘Rio Moda Discute’ no Teatro Fashion Mall

Foto de:

A abertura do Rio Moda Discute Internacional, nessa terça-feira (28/06), no Teatro Fashion Mall, com a exposição “A Música que Você Veste”, vai até quinta-feira (30/06), com três noites de debates, sobre a influência da música na moda. A primeira foi mediada pela jornalista Maria Prata, com vários nomes ligados a esse mercado. Veja fotos na Galeria.

Enviado por: Lu Lacerda
29/06/2016 - 14:52

Iram e Alessandra: festa-surpresa de noivado

noivado 2

No alto, Vanessa de Oliveira, Cecilia Rascovschi e Alessandra Oliveira; à direita, André Ramos, Vanessa de Oliveira e Bruno Chateaubriand; acima os noivos Iram Mello e Alessandra Oliveira, com Madeleine Saade ao centro / Fotos: Edilson Costa

No alto, Vanessa de Oliveira, Cecilia Rascovschi e Alessandra Oliveira; à direita, André Ramos, Vanessa de Oliveira e Bruno Chateaubriand; acima os noivos Iram Mello e Alessandra Oliveira, com Madeleine Saade ao centro / Fotos: Edilson Costa

Alessandra Oliveira, tão querida no Rio quanto sua irmã, Vanessa de Oliveira, vai se casar com o produtor e professor de teatro Iram Mello na próxima semana, num cartório carioca. Nessa terça-feira (28/06), em Ipanema, ela ganhou uma festa de noivado, da empresária paraense Cecília Rascovschi. O bufê foi da Madeleine Saade e o som do DJ Roger. No final do mês o casal viaja para Los Angeles, nos EUA, onde pretende passar uma boa temporada.

Enviado por: Marcia Bahia
29/06/2016 - 14:17

Formatura de turma de hotelaria: 30 alunos já estão empregados

Maria Lucia Horta Jardim e Carlos Fernando Carvalho_EU7A3791_fotos Miguel Sa

Igor Gomes, Barbara Silva, Laura Castagnini e Ana Carla Silva_EU7A3773_fotos Miguel Sa

No alto, Maria Lúcia Horta Jardim e Carlos Fernando Carvalho; no centro, Igor Gomes, Bárara Silva, Laura Castagnini e Ana Carla Silva; acima, os novos diplomados em hotelaria / Fotos: Miguel Sá

No alto, Maria Lúcia Horta Jardim e Carlos Fernando Carvalho; no centro, a diretora-geral do Hilton Laura Castagnini (de blazer) e três dos alunos já empregados: Igor Gomes, Bárbara Silva e Ana Carla Silva; acima, os novos diplomados em hotelaria / Fotos: Miguel Sá

Na formatura da Escola Carvalho Hosken de Hotelaria, nessa quarta-feira (29/06), no hotel Hilton Barra Rio, dos 76 alunos que receberam seus diplomas, 30 já estão contratados temporariamente pelo hotel. Os outros estão participando de processos de seleção em outras três redes hoteleiras da Barra. Em tempos de desemprego, os alunos da Escola Carvalho Hosken de Hotelaria – uma parceria da Carvalho Hosken com a ONG RioSolidario, o Senac e a ABIH-RJ –  têm motivos para comemorar.

Enviado por: Marcia Bahia
29/06/2016 - 13:01

Só coisas boas nas Olimpíadas: pintores mostram seu olhar ingênuo

Quadro "A largada da maraton", do pintor Fábio Sombra, uma das telas da exposição "Jogando com as cores naïf" / Foto: divulgação

Quadro “A largada da maratona”, do pintor Fábio Sombra, uma das telas da exposição “Jogando com as cores naïf” / Foto: divulgação

Jogos Olímpicos e Paralímpicos alegres, num clima de perfeita paz e confraternização: os problemas da cidade carioca passam longe dos temas dos quadros que vão ser mostrados na exposição “Jogando com as cores naïf”, que abre dia 6 de julho no Museu Internacional de Arte Naïf (Mian), no Cosme Velho.

São 160 trabalhos de 30 artistas naïfs, estilo também conhecido como pintura ingênua ou primitiva moderna. Algumas das telas, exclusivamente sobre as diversas modalidades esportivas dos Jogos, já estiveram no Museu Olímpico de Lausanne (Mol), na Suíça.

Pela primeira vez desde a sua inauguração, o Mian reformulou todo o seu espaço de exposições, tirando da vista do público as exposições permanentes para dar lugar a essas pinturas, escolhidas pela curadora Jacqueline Finkelstein de artistas conhecidos no estilo  como Alba CavalcantiHelena Coelho,Fábio SombraBebethDalvane Telmo. Durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, em agosto e setembro, a entrada do museu vai ser gratuita.

Enviado por: Marcia Bahia
29/06/2016 - 12:10

Carol Murta Ribeiro: dinheiro para a igrejinha de São Conrado

colagem chá

No alto, Carol Murta Ribeiro, Consuelo Paes, Isis Penido e padre Marcos Belizário; embaixo, Lenir Lampreia e Eliana Moura; Tânia carvalho e Lana Madureira /Fotos: Armando Araújo e Marcelo Borgongino

Carol Murta Ribeiro, ministra da eucaristia da Paróquia de São Conrado e moradora do bairro há mais de 30 anos, organizou chá beneficente nessa terça-feira (28/06), no Gávea Golf Club, com renda para a manutenção da igreja, que tem à frente o padre Marcos Belizário. Teve concerto da própria anfitriã, que é pianista – e foi duplamente elogiada, pela música e pela iniciativa. Durante o evento, sorteio de joias e objetos religiosos, além dos 200 convites a R$ 150 cada um: o dinheiro vai todo para a igrejinha linda.

Enviado por: Lu Lacerda
29/06/2016 - 11:31

Teatro Cesgranrio: segunda inauguração

Foto de:

Um convidado brincava: “Quero vir à terceira inauguração”. Na noite dessa terça-feira (28/06), o Teatro Cesgranrio foi inaugurado pela segunda vez. São 840 metros quadrados e capacidade para 300 pessoas, no Rio Comprido. Idealizado pelo professor Carlos Alberto Serpa, presidente da Fundação Cesgranrio, o espaço foi projetado pelo arquiteto Jorge Delmas, com consultoria do cenógrafo José Dias. Tem plateia, balcão, cabine de luz e som, ribalta aérea, palco com porão, varandas etc. O espetáculo foi “Uma Saudação a Whitney Houston”, com a cantora Thalita Pertuzatti. Muitos artistas, como Miguel Falabella, Ney Latorraca e Jacqueline Laurence estavam lá, convidados dos promotores de eventos Liège Monteiro e Luiz Fernando Coutinho. Veja fotos na Galeria.

Enviado por: Lu Lacerda
28/06/2016 - 20:00

Em casa, por Marcia e Manu Müller: Criação x Colagem

2d257874-6890-43a1-b972-9c9b1ee42846

A nova ordem de informação no mundo atualiza-nos em tempo real e conecta-nos com todo tipo de conhecimento – situações impossíveis, tempos atrás.
E não faz muito tempo que a revolução com esse novo tipo de acesso à informação aconteceu.
Palavras, como “viralização”, na mídia virtual, hoje estão no nosso dia a dia e fazem, com certeza, a verdeira revolução na nossa sociedade.
Movimentos incríveis acontecem através de grupos no WhatsApp e novos conceitos de vida estética etc… são apresentados e divulgados no Instagram.
Como podíamos imaginar isso algum tempo atrás?
O mundo virtual ganhou força inquestionável; quem ainda luta contra ele fica defasado .
O e-commerce está absoluto, tomando conta e transformando totalmente o conceito tradicional da compra.
Existem discussões sobre esse movimento mundial – muitos consideram uma forma de mediocrizar os serviços como um todo, mas é impossível parar esse novo conceito de vida.

734003a0-e630-412c-8484-f94fccc86750

b290c38d-09a9-41f8-bc72-d90e20cd84e1

Na área da decoração, da arquitetura e da estética como um todo, isso também está modificando muita coisa.
A informação anda a mil, e para qualquer um, conectando todo mundo ao mesmo tempo e na mesma hora. Não existe fronteira para a informação!
“Todo excesso gera problema” – ouvi isso de uma médica.
E não poderia ser diferente para outras áreas.
Saber filtrar é fundamental; a troca entre as pessoas pode gerar inúmeros conflitos se não for digerível.
Às vezes vejo a arquitetura e a decoração como uma colagem de tendências fotográficas.
Será que aquele ambiente tão bem fotografado serve para aquela casa e aquele espaço?
Será que aquela casa tão fotograficamente incrível e com ângulos contemporâneos sensacionais pode ser bem executada por aqueles profissionais e para aquela situação de terreno, clima posição do sol e para atender àquele programa arquitetônico?
Isso sem falar em edifícios… será que aquele prédio se adapta aqui?

7d08d149-13cb-4812-acbd-c64554a8a468

Essas perguntas deveriam ser feitas bem antes de aplicadas sob a forma de projeto de execução.
Sempre houve trocas de inspirações entre outros arquitetos, o que é normal e muito saudável, mas vejo, cada vez mais, colagens em vez de inspirações…
Ter uma certa característica regional e mesmo pessoal marca seu estilo, e isso não podemos deixar que o mundo virtual nos tire.
Adoro o que a tecnologia nos deu; nada, porém, substitui a criatividade de cada um!
Viver o coletivo da informação sem perder o seu olhar único!
Esse será o nosso desafio para o futuro.
Mostramos lindos exemplos de arquitetura e decoração criativas, regionais e pessoais .

tarjamarciamuller

Enviado por: Redação
28/06/2016 - 19:19

Luto: morre Tony Mayrink Veiga

Tony Mayrink Veiga: o empresário morreu na tarde desta terça-feira (28/06), no Hospital Silvestre / Foto: Cristina Granato (arquivo Site Lu Lacerda)

Tony Mayrink Veiga: o empresário morreu na tarde desta terça-feira (28/06), no Hospital Silvestre / Foto: Cristina Granato (arquivo Site Lu Lacerda)

Morreu, na tarde desta terça-feira (28/06), aos 84 anos, Antonio Mayrink Veiga, o Tony, no Hospital Silvestre, em Santa Teresa, por falência múltipla dos órgãos, onde esteve internado por menos de duas semanas, depois de um mal-estar em casa, na Av. Rui Barbosa, no Flamengo – nos últimos anos, ele teve muitos problemas cardíacos. Tony, que apreciava a caça, ao contrário da mulher, Carmen Mayrink Veiga, sempre teve uma vida mais discreta e menos festiva. Um dos poucos lugares frequentados por ele nos últimos tempos era o Country Clube, em Ipanema, onde tinha inúmeros amigos.

Consta que nos anos 1990, no Governo Collor, suas empresas sofreram grande golpe financeiro, com o confisco da poupança. Mesmo depois de ter mudado o padrão econômico, Tony mantinha a postura ereta, o ar aristocrático, o jeito de quando era dono da Casa Mayrink Veiga, grupo de oito empresas das áreas de armamentos –  era fornecedor do Exército – e equipamentos de embarcações. A vida dos Mayrink Veiga (grandes nomes da sociedade, quando isso existia) com obras de arte valiosas, festas incríveis na Europa, muitas viagens, sempre foi num padrão comparável ao de poucos casais da América Latina. Tony deixa a viúva, Carmen, dois filhos, Antenor e Antonia, e cinco netos. Ainda não está definido horário ou local do enterro.

Enviado por: Lu Lacerda
28/06/2016 - 17:47

Quatro de julho com samba: Unidos da Tijuca faz festa americana

160624_Embaixad_292

160624_Embaixad_300 (1)

No alto, Susan Story e o cônsul dos EUA James Story entre o segundo casal de mestre-sala e porta-bandeira da Unidos da Tijuca, Matheus André Lohane Lemos; no centro, nas pontas as musas da escola Lilian Duarte e Larissa Neto, a passista Fabíola,a embaixadora dos EUA Liliana Ayalde entre o segundo casal de mestre-sala e porta-bandeira; acima, Hélcio Paim, a embaixadora Liliana Ayalde e o ator Blair Underwood.

No alto, Susan Story e o cônsul dos EUA James Story entre o segundo casal de mestre-sala e porta-bandeira da Unidos da Tijuca, Matheus André e Lohane Lemos; no centro, nas pontas, as musas da escola Lilian Duarte e Larissa Neto, a passista Fabíola e a embaixadora dos EUA Liliana Ayalde entre o segundo casal de mestre-sala e porta-bandeira; acima, Hélcio Paim, a embaixadora Liliana Ayalde e o ator Blair Underwood / Fotos: divulgação

A embaixadora dos EUA, Liliana Ayalde, deixou Brasília para festejar, nessa segunda-feira (27/06), no Centro do Rio, na Biblioteca Parque, os 240 anos da independência dos EUA antecipados – o 4 de julho cai só na próxima segunda-feira. Quem animou o evento foram alguns integrantes da Unidos da Tijuca, que no seu enredo para 2017 vai falar da música negra norte-americana, tendo como ponto de partida um encontro que aconteceu entre Pixinguinha e Louis Armstrong, no Palácio das Laranjeiras, em 1957. A simpatia dos diplomatas americanos já é um primeiro passo para, quem sabe, a escola amarela e azul conseguir patrocinadores no país de Obama. O ator Blair Underwood, de séries como “L.A. Law”, “As novas aventuras da velha Christine” e “Agentes da S.H.I.E.L.D.” também participou da comemoração.

Enviado por: Marcia Bahia
28/06/2016 - 16:15

Ensaio dos Fagundes: vale uma ponte aérea

Antonio e Bruno Fagundes como o pintor Rothko e seu assistente Ken, na peça Vermelho / Foto: Caio Galluci

Antonio e Bruno Fagundes como o pintor Rothko e seu assistente Ken, na peça Vermelho / Foto: Caio Galluci

Os atores Antonio e Bruno Fagundes abrem ao público, a partir deste sábado (02/07), em São Paulo, no teatro Tuca, leituras e ensaios de “Vermelho”, nos finais de semana até o dia 10 de agosto, das 15h às 16h30.

No dia 12 de agosto eles reestreiam a peça que fez muito sucesso no Rio, em 2013, e que foi avaliada pela crítica Bárbara Heliodora como “teatro obrigatório”. No palco, o foco são os embates entre o pintor Mark Rothko e seu novo assistente, Ken.

“Há algumas décadas eu já fazia isso e era realmente especial para ambos os lados. É um momento único para quem se interessa”, comenta Fagundes sobre a decisão de receber o público antes da temporada oficial. Ele e o filho vão receber até 80 pessoas por sessão, com ingressos a R$ 20, e ficarão à disposição para responder a dúvidas e curiosidades. A peça de John Logan, com direção de Jorge Takla, é um ótimo programa para quem estiver em São Paulo – bem que poderia voltar para o Rio!

Enviado por: Marcia Bahia
28/06/2016 - 15:03

Ministro Luís Barroso: dois livros de uma vez

a9b32764-f123-4cb5-902f-a61d7b9403e0

No alto, Luís Roberto Barroso ri com o ex-presidente do STF, Sepúlveda Pertence, tendo logo atrás o advogado Sigmaringa Seixas; acima, em sentido horário, Barroso com o atual presidente do STF, Ricardo Lewandowski; com o ministro Luiz Fux; e com o ex-presidente do STF Ayres Britto e a advogada Renata Saraiva / Fotos: divulgação

No alto, Luís Roberto Barroso ri com o ex-presidente do STF, Sepúlveda Pertence, tendo logo atrás o advogado Sigmaringa Seixas; acima, em sentido horário, Barroso com o atual presidente do STF, Ricardo Lewandowski; com o ministro Luiz Fux; e com o ex-presidente do STF Ayres Britto e a advogada Renata Saraiva / Fotos: divulgação

O ministro Luís Roberto Barroso, que é de Vassouras, no Estado do Rio, lançou nessa segunda-feira (27/06),  no restaurante Soho, no Pontão do Lago Sul em Brasília, dois livros de uma vez: “A vida, o direito e algumas ideias para o Brasil” e “Migalhas de Luís Roberto Barroso” – esse era um presente do autor a quem levava o primeiro livro. Vários ministros do Supremo, advogados, procuradores, professores e alunos de direito formaram uma longa fila para os autógrafos de Barroso. O evento mostrou personagens da capital bem descontraídos, o que nem sempre é comum ver.

Enviado por: Marcia Bahia