25/10/2014 - 13:00

Dilma e Aécio: o perdedor vai ter que ajudar o vencedor

 

debate Globo

Na foto acima, o estúdio da Rede Globo, lotado; nesta foto, alguns dos melhores amigos de Aécio Neves: Alexandre Accioly, Ronaldo e Marcus Buaiz - não publico aqui fotos do lado do PT - eles chegaram muito mais tarde, já com pedidos para os convidados permanecerem sentados / Fotos: Lu Lacerda

Na foto acima, o estúdio da Rede Globo, lotado; nesta foto, alguns dos melhores amigos de Aécio Neves: Alexandre Accioly, Ronaldo e Marcus Buaiz – não publico aqui fotos do lado do PT – eles chegaram muito mais tarde, já com pedidos para os convidados permanecerem sentados / Fotos: Lu Lacerda

Se fosse possível termos o Brasil oferecido no cardápio dos candidatos Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB), seria o País dos sonhos de qualquer um. Ela já teve oportunidade; ele, ainda não. O último de todos os debates, o da Rede Globo, nessa sexta-feira (25/10), com 290 pessoas na plateia, melhorou o nível, que, até aqui, podia ser comparado ao de campanhas de Prefeituras de cidades do interior, de tão baixo e bélico. No Projac, o clima estava denso, a energia pesava no ambiente – a mesma divisão das ruas, estava também dentro do estúdio, onde todos pareciam muito nervosos. O próprio mediador, William Bonner, a certa altura brincou: “Boa noite, indecisos (para os 80 que ali estavam para fazer perguntas, segundo sorteio), tem alguém nervoso aí? Eu também estou”.

Dilma e Aécio, quase como num ensaio para gravação, tiveram de repetir os cumprimentos, antes do começo do debate, algumas vezes, para definir o que iria ao ar. A Presidente apertava a mão do Senador, preferindo não olhar em seu rosto, o que acabou fazendo, depois de tentar evitar – perante uma plateia com grandes nomes do cenário nacional, e não só de políticos.

Os tucanos chegaram bem mais cedo; os petistas, bem mais tarde, entre ambos, os convidados da Globo. Todos os lados manifestavam-se por mais que Bonner pedisse. Com tudo que os especialistas já disseram, deve-se acrescentar que, se realmente Dilma e Aécio pensam no Brasil, como afirmam, depois do resultado das eleições, precisam fazer uma conciliação nacional: o perdedor tem que ajudar o vencedor – neste nosso Brasil tão sofrido e dividido.

Enviado por: Lu Lacerda
24/10/2014 - 19:30

Teatro, por Claudia Chaves: Forrobodó

'Forrobodó - Um choro na Cidade Nova'_Érico Brás, Juliana Alves e Marcos Sacramento_crédito Silvana Marques_MG_4641

Vivemos tempos tristes. Discórdias, separações. Um Brasil que nunca se viu. Agora, se quisermos reencontrar um Brasil vibrante, dançante, alegre e solidário o melhor é ir assistir a “Forrobodó – Um Choro na Cidade Nova”, comédia com músicas de Chiquinha Gonzaga, libreto de Carlos Bettencourt e Luiz Peixoto e direção de André Paes.

Acostumados a ver os musicais importados aos quais têm faltado dança, movimento e graça, Forrobodó traz mais do que um afinado elenco (ao cantar é luxo só): um grupo que dança o melhor dos ritmos brasileiros com graça e empenho, enorme competência, com direção de movimento de Duda Maia. O elenco tem Flavio Bauraqui (um gaúcho que mais parece baiano), a rainha Juliana Alves, Érico Brás, Marcos Sacramento, Diego de Abreu, Diego Marques, Edna Malta, Joana Pena, Sara Hana e Sérgio Ricardo Loureiro. Todos absolutamente excelentes.

A ação se passa em uma pensão/salão de baile no começo do século passado, reunindo a parte da sociedade excluída dos salões tradicionais. “Podemos falar desse Brasil que mudou, inclusive na postura dos negros, diferente da que aparece em momentos da peça. Para mim, é muita sorte poder jogar outro olhar sobre a mesma coisa”, comemora Flavio.

E tudo é uma enorme comemoração: dos corpos, das canções, dos amores, da comida. Canta-se, declama-se, briga-se, mas é samba de gafieira. A música, o Brasil engatinhando em suas próprias descobertas, os corpos colados no maxixe são motivo para as pessoas rirem, se gostarem. E mais do que tudo, se igualarem no orgulho pelo Brasil. Aproveitem e não deixem de viver o verdadeiro “Forrobodó”.

Serviço:
Teatro Ipanema
De quinta a sábado, às 20h
Domingo, às 19h

 

É melhor se programar:

Festival ES em Cena
Surpreenda-se com a qualidade artística, o primor dos trabalhos, a excelência, o talento dos grupos, peças completamente diferentes, com linguagens e textos diferenciados, dramas, comédias, tragicomédias, teatro físico, dança etc

De 29 de outubro a 2 de novembro, no Teatro Glauce Rocha

tarja.claudiachaves

Enviado por: Redação
24/10/2014 - 18:26

ONG de Lucyna Fraga ganha joia: peça vai ser sorteada

A ONG de Lucyna Fraga, Instituto Saúde Criança, vai ser a grande beneficiada do jantar de abertura do Casa Cor, este sábado / Foto: divulgação

A ONG de Lucyna Fraga, Instituto Saúde Criança, vai ser a grande beneficiada do jantar de abertura do Casa Cor, este sábado / Foto: divulgação

Os irmãos Laja e David Zylberman vão doar uma joia com pedras brasileiras, da Sara, para sorteio no jantar de abertura do Casa Cor, este sábado (25/10), no CasaShopping. A noite vai ser em benefício do Instituto Saúde Criança, ONG de Lucyna Fraga, com convites a R$ 250 por pessoa.

A joalheria, aliás, promove na quarta-feira (29/10), também no Casa Cor, um desfile com almoço do bufê Pederneiras para apresentar as joias da coleção Arte Cinética. São grande peças com diamantes, turmalinas paraíbas, tanzanitas, esmeraldas e opalas coloridas, que evocam as obras de arte contemporânea criadas por Jesus Sotto, Perez-Flores e Carlos Cruz-Díez.

Enviado por: Redação
24/10/2014 - 17:21

Batida agita a Hípica: em novembro tem mais

Hípica 3

Hípica 1

No alto, Lúcia Sá e Nanda Costa; à direita, Lan Lan; ao centro, Francisco Thiago e Tina Castro; embaixo Karla Guglielmetti e Jenny Prada; acima, Cris Kfuri, Roberto Souto e Joana Kfuri; Iza Lima e Layz Souza / Fotos: George Maragaia

No alto, Lúcia de Sá e Nanda Costa; à direita, Lan Lan; ao centro, Francisco Thiago e Tina Castro; embaixo Karla Guglielmetti e Jenny Prada; acima, Cris Kfuri, Roberto Souto e Joana Kfuri; Iza Lima e Layz Souza / Fotos: George Maragaia

O Batida Nacional, com Lan Lan nos vocais e percussão, botou a gataria para dançar na noite dessa quinta-feira (23/10), na Hípica. O show, que tem no repertório só sucessos nacionais, deixou animada a atriz Nanda Costa, a Tuane da novela “Império”. A noite faz parte do projeto Arte Nova na Hípica, de Lúcia de Sá e Roberta Leivas, que continua em novembro.

Enviado por: Redação
24/10/2014 - 16:27

Lançamento na Casa Ipanema

Foto de:

A Casa Ipanema, em parceria com o Zona Sul, lançou, nessa quinta-feira (23/10), uma linha de sandálias homenageando o Rio. Antonia Leite Barbosa, da coluna Pitada Carioca, recebeu os convidados, que lotaram a loja – todo mundo saiu de lá feliz com o novo par de chinelinhos. Veja fotos na Galeria.

Enviado por: Redação
24/10/2014 - 15:56

Joana, Amanda e Marta: um evento atrás do outro

Foto de:

A Q.Guai – loja e galeria em Ipanema -, das sócias Joana Almeida Braga, Amanda Haegler e Marta Frexes -, inaugurou a exposição “Refúgio” de Felipe Guga, nessa quinta-feira (23/10). A turma da arte – e quem adora os eventos do espaço – passou por lá e já levou metade dos trabalhos expostos, já na abertura da mostra. O evento teve chopp artesanal da Three Monkeys e comemoração de um ano da Paez no Rio – marca argentina de alpargatas. Veja fotos na Galeria.

Enviado por: Redação
24/10/2014 - 15:01

Festa Auê: turma animada se muda pra Lagoa

À esquerda, Paulo Gustavo e Benedita Casé; ao lado, em cima, MC , Regina Casé e Juliana Alves; e, embaixo, Carolina Dieckman com Preta Gil e o namorado / Fotos:

À esquerda, Paulo Gustavo e Benedita Casé; ao lado, em cima, Xande de Pilares, Regina Casé e Juliana Alves; e, embaixo, Carolina Dieckmann com Preta Gil e o namorado Rodrigo Godoy/ Fotos: Rogério Resende

A Festa Auê, promovida por Benedita Casé, João Pedro Januário, Douglas Silva e Vinícius Feijão teve sua segunda edição nessa quinta-feira (23/10), no Miranda, na Lagoa. Os convidados ficaram na pista até o fim da festa – era aquela turma animada: Preta Gil, Paulo Gustavo, Regina Casé, Carolina Dieckman e por aí vai. Teve show do Péricles, MC Ludmilla, Xande de Pilares e Grupo Soul +Samba. Veja fotos na Galeria.

Enviado por: Redação
24/10/2014 - 14:11

Reencontro de ‘Mulheres Q Dizem Sim’ vai contar com Moreno Veloso  

Os integrantes do "Mulheres Q Dizem Sim": Pedro Sá, Domenico, Palito e Maurício Pacheco / Foto: Divulgação

Os integrantes do “Mulheres Q Dizem Sim”, de volta 20 anos depois: Pedro Sá, Domenico, Palito e Maurício Pacheco / Foto: Divulgação

Autores de um único disco, de 1994, a banda “Mulheres Q Dizem Sim” volta a fazer um show, marcado para quinta-feira (30/10), no Circo Voador. E os rapazes Domenico Lancellotti, Pedro Sá, Maurício Pacheco e Palito retornam no mesmo estilo: vestidos de mulher, com roupas dadas por mães, irmãs, tias e namoradas, num clima entre o anárquico e o carnavalesco. O nome foi tirado do título de um filme pornô por Domenico, com a intenção descarada de aparecer. Apesar de não ter atingido um grande público, o grupo ficou conhecido como um dos mais influentes da geração 90, citado pelos Los Hermanos.

Moreno Veloso vai cantar algumas músicas de seu CD “Coisa Boa”, e, no seu estilo zen baiano, vai vestido de homem, mesmo. A noite tem abertura do Acabou La Tequila e o DJ Maurício Valladares, do Ronca Ronca, antes e depois dos shows.

Enviado por: Redação
24/10/2014 - 13:33

Cris Barros lança coleção e ‘Instaserie’ no Rio

Foto de:

Alexia Wenk recebeu a turma da moda em sua casa no Leblon, nessa quinta-feira (23/10), para o lançamento da nova coleção de Cris Barros e da estreia da série da marca que vai ser exibida no Instagram. Já é a segunda temporada da Instaserie – ideia da estilista para divulgar a marca na rede social que todo mundo adora – e essa foi filmada na Casa Jereissatti, em São Paulo, com Melanie Bittencourt, Michelli Provensi e Lane Marinho dublando clássicos dos anos 70 e 80. Muitas lindinhas deram as caras! Veja fotos na Galeria.

Enviado por: Redação
24/10/2014 - 12:51

Alcione vai abrir seu próprio centro cultural

As irmãs Alcione e Solange Nazareth: contando os dias para a inauguração do novo projeto da dupla / Foto: reprodução da internet

As irmãs Alcione e Solange Nazareth: contando os dias para a inauguração do novo projeto da dupla / Foto: reprodução da internet

A cantora Alcione vai realizar um sonho antigo: logo depois do seu aniversário, dia 21 de novembro, ela inaugura o Centro Cultural Marrom Music, que vai ocupar um andar inteiro de um shopping no Recreio. O centro vai funcionar como escola de música, estúdio de gravação e ensaios e vai ter um espaço para abrigar uma espécie de museu da Marrom, com todos os discos de ouro, platina, troféus e faixas colecionados ao longo da sua carreira. O centro também está deixando felicíssima Solange Nazareth, irmã e empresária da artista: é que ela é arquiteta de formação e está tendo oportunidade de voltar à antiga profissão com o acompanhamento das obras.

Enviado por: Redação
24/10/2014 - 12:21

Luiza Martins: um ano da marca e campanha de Bel Niemeyer

Foto de:

Luiza Martins comemorou um ano de sua marca de joias, Luli Martins, com lançamento da nova coleção, nessa quinta-feira (23/10), na loja do Leblon. A campanha é de Bel Niemeyer, que assina seu primeiro projeto como fotógrafa – Bel tem talento por todos os lados da família, é filha do médico Paulo Niemeyer, um dos maiores neurocirurgiões do Brasil, e da estilista de moda praia Lenny Niemeyer. Veja fotos na Galeria.

Enviado por: Redação
24/10/2014 - 11:49

Evaldo Cabral de Mello, novo membro da ABL, comemora em Ipanema

Foto de:

Evaldo Cabral de Mello comemorou sua entrada na ABL – Academia Brasileira de Letras -, nessa quinta-feira (23/10), no Hotel Praia Ipanema, ao lado de alguns acadêmicos. O historiador e diplomata pernambucano foi eleito com 36 de 37 fotos, e ocupa a vaga que era de João Ubaldo Ribeiro, morto em 18 de julho. Veja fotos na Galeria.

Enviado por: Redação
24/10/2014 - 11:11

Roberta e Francesca: acessórios e arte

Foto de:

A Dona Coisa, de Roberta Damasceno, lançou linha de acessórios assinada pela designer Francesca Romana Diana, nessa quinta-feira (23/10), no Jardim Botânico. A dupla se inspirou nos trabalhos dos artista plásticos Yayoi Kusama, Rothko, Tunga, Valtércio Caldas e Richard Serra. Roberta está sempre atrás de novidades para manter a loja atual – e lá tem de tudo: de chocolatinhos orgânicos a almofadas incríveis. Veja fotos na Galeria.

Enviado por: Redação
24/10/2014 - 10:41

A ‘goi’ Suzana Faini se destaca em “Silêncio!”, no Espaço Tom Jobim

Suzana Faini em cena como a avó judia e controladora da peça "Silêncio!", de Renata Mizrahi / Foto: Renato Mangolin

Suzana Faini em cena como a avó judia e controladora da peça “Silêncio!”, de Renata Mizrahi / Foto: Renato Mangolin

Termina este fim de semana, no Rio, a segunda temporada da peça “Silêncio!”, de Renata Mizrahi, no Espaço Tom Jobim, no Jardim Botânico. Como a matriarca vaidosa e controladora de uma família judia, a atriz Suzana Faini está dando um show de interpretação. Suzana acaba de filmar sua participação do filme de Marcos Schechtman com título provisório de “Maria da Graça”, sobre um homem acusado de violência contra sua mulher. A atriz paulista, com inúmeras novelas da Globo no currículo, destaca a atualidade dessa peça, por falar de intolerância e preconceito. O enredo aborda a maneira como uma família judia se vê às voltas, num jantar de Shabat, com o assunto das polonesas judias que vieram para o Brasil no final do século XIX e aqui se tornaram prostitutas, as chamadas “polacas”.

“Há até hoje essa discussão se essas moças já vieram para cá como prostitutas ou foram ludibriadas por cafetões, que até se casavam com elas na Europa antes de escravizá-las no Brasil. A peça fala do tabu, do silêncio que as pessoas fazem sobre assuntos que para elas é motivo de vergonha”, explica Suzana.”Isso ainda acontece aos montes”, acrescenta.

A atriz aponta os personagens jovens como um ponto alto do espetáculo. “Eles abrem janelas, mostram outra maneira de ver o mundo, de pensar”, diz.

Uma curiosidade: Suzana frequentemente é tida como judia, mas vem de família católica, com mãe espanhola. Portanto, ela é goi, como os judeus chamam os não-judeus. “Suzana é um nome hebraico, o que facilita a identificação”, diz, preferindo não revelar sua religião. “Tenho uma fé própria, mas acho isso um assunto muito particular”.

Enviado por: Redação
23/10/2014 - 18:13

#PorUmRioDeTodasEDeTodos, o filme: campanha já tem vídeo nas redes sociais

A atriz Alexia Dechamp é uma das mais de 40 personalidades que se engajaram na campanha "Por um Rio de todas e de todos" / Foto: Allan Amorim e Lucíola Villela

A atriz Alexia Dechamp é uma das mais de 40 personalidades que se engajaram na campanha “Por um Rio de todas e de todos” / Foto: Allan Amorim e Lucíola Villela

Ficaram  prontos os vídeos da campanha “Por um Rio de todas e de todos”, que Carlos Tufvesson gravou, na segunda-feira (13/10), com cariocas de nascença ou adoção que têm em comum um grande respeito pela cidade e tudo de bom que o Rio sempre representou. Os filmes já começaram a circular nas redes sociais e têm por objetivo desarmar espírito e mente da galera que anda exaltada, intolerante com opiniões, crenças religiosas e políticas e orientação sexual diferente da sua. Para ver as gravações, o link é: https://www.youtube.com/watch?v=tudjqyeVReM&list=UUJ4edW37az9W1-lPize0iCw&index=13

 

Enviado por: Redação