23/03/2017 - 18:27

Rio poderá ter rua exclusivamente gay

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Nélio Giorgini, da Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual (CEDS-Rio), anuncia, nesta sexta, projetos para a população gay, comemorando de véspera  o Dia Nacional do Orgulho LGBTT/ Foto: divulgação

O Rio poderá ter uma rua exclusivamente gay, com o comércio e atividades culturais voltados para o atendimento ao público LGBTT . Quem  está propondo à Riotur e a empresas privadas a ideia é Nélio Georgini, coordenador especial da diversidade sexual, que, nesta sexta (24/03), organiza um encontro na Casa de Rui Barbosa, às 10h30, para anunciar esse e outros projetos, comemorando o Dia Nacional do Orgulho LGBTT, que cai no sábado (25 de Março).

Nélio não sabe dizer, ainda, que rua seria essa a ser adotada pela comunidade gay: tudo depende da aceitação da população vizinha e também de um estudo de impacto sobre a economia local. Existe a possibilidade de que esse endereço seja na Zona Portuária. Uma audiência pública será feita e a proposta é, também, de empregar funcionários gays nos serviços.

Em Vancouver, no Canadá, a Davie Street virou atração turística com pontos de ônibus pintados de cor de rosa e bandeirinhas com o arco-íris espalhadas em postes. Ainda no Canadá existe uma outra localidade assim, entre as ruas Church e Wellesley, em Toronto. Em San Francisco, na Califórnia, nos EUA, gays e simpatizantes têm um bairro inteirinho só para eles, o Castro.

Enviado por: Marcia Bahia
23/03/2017 - 17:03

Maria Geyer faz ‘ponta’ em ‘Vamp’- o público também pode fazer

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Maria Geyer nos bastidores de “Vamp, o Musical”, no Teatro Riachuelo Rio, leva uma mordida do ator Ney Latorraca / Foto: Thaís Araújo

Maria Geyer foi uma das convidadas, nessa quarta (22/03), para a sessão especial de “Vamp, o musical”. Tanto Maria quanto Thaís Araújo, que estava com ela, são amigas de Ney Latorraca, o Conde Vlad do espetáculo. No intervalo para o segundo ato, as duas foram convidadas para subir ao palco e fazer figuração como plateia na cena do circo. Só Maria topou, e se divertiu muito. “Não foi propriamente uma atuação”, brinca Maria, “mas foi legal ver os bastidores, estar no palco e descobrir que não se vê nada da plateia, por causa das luzes”, disse. Quem quiser participar dessa “plateia interativa” também vai poder: é só se inscrever no site www.vampomusical.com.br ou ter a sorte de ser recrutado pela produção no intervalo.

Abaixo, a participação de Maria, curta, mas bem entusiasmada (rs), na peça:

Enviado por: Marcia Bahia
23/03/2017 - 16:25

Vinil de brasileiros: sucesso absoluto em Amsterdã

picmonkey-collage2

No alto, os vinis de Elis Regina com Tom Jobim e Gal Gosta; nesta foto, Maria Bethania e Carnegie Hall / Fotos: divulgação

No alto, os vinis de Elis Regina com Tom Jobim e Gal Gosta; nesta foto, Maria Bethânia e Carnegie Hall: todos na faixa dos 50 euros / Fotos: divulgação

Grandes nomes da música brasileira, como Elis Regina, Tom Jobim, Maria Bethânia e Gal Costa, são atração nas principais lojas em Amsterdã: os discos podem custar perto de R$ 200 reais (50 euros), e os vendedores os colocam com as melhores exposições na loja, porque “sai muito aqui na Europa”. Para fazer uma comparação, 50 euros é quanto custa a entrada na mais famosa casa de pornografia de Amsterdã, a Casa Rosso, no turístico Red Light District. Ou seja, há mais que sexo e drogas em Amsterdã: rock and roll, MPB e Bossa Nova também. Na loja Rush Hour, considerada por DJs e pesquisadores a mais bacana com relação às raridades internacionais, está lotada de cantores brasileiros.

Enviado por: Lu Lacerda
23/03/2017 - 16:00

Caixas às ocultas: clientes protegidas

livia-de-bueno-maria-flor-e-fernanda-rodrigues-7460

priscila-barcelos-e-fernanda-rodrigues-7538

No alto, Lívia de Bueno, Maria Flor e Fernanda Rodrigues; nesta foto, a diretora criativa da marca Priscila Barcelos e a atriz Fernanda Rodrigues / Fotos: Miguel Sá

O projeto da nova loja da Eva, no Rio Design Barra, levou em conta um pedido das clientes: o caixa não fica mais à vista. O pagamento é feito numa saleta, nos fundos da loja. A ideia é que a cliente fique blindada de tudo e de todos, e confortável na hora de passar o cartão de crédito ou assinar o cheque. Muitas se sentiam intimidadas em pedir para parcelar as compras na frente de uma amiga, ou de comprar a loja toda sem ninguém vendo. A loja nova, inaugurada nessa quarta-feira (22/03), está respeitando esses detalhes.

Enviado por: Lu Lacerda
23/03/2017 - 15:12

Claudio Bojunga lança livro sobre Roquette-Pinto, seu avô

claudio-bojunga-e-beatriz-carneiro-8x7a1180

daniel-filho-e-olivia-byington-8x7a1251

marilia-carneiro-e-marina-colasanti-8x7a1037

vera-e-zelito-viana-8x7a1062

No alto, Claudio Bojunga e Beatriz Carneiro; em seguida, Daniel Filho e Olívia Byington; depois, Marília Carneiro e Marina Colassanti; logo abaixo; Vera e Zelito Viana; acima, Miguel Faria Jr. e Walter Carvalho / Fotos: RT Fotografia

No alto, Claudio Bojunga e Beatriz Carneiro; em seguida, Daniel Filho e Olívia Byington; depois, Marília Carneiro e Marina Colasanti; logo abaixo; Vera e Zelito Viana; acima, Miguel Faria Jr. e Walter Carvalho / Fotos: RT Fotografia

Claudio Bojunga lançou nessa quarta (22/03), na Travessa do Shopping Leblon, o livro “Roquette-Pinto – O Corpo a Corpo com o Brasil”, onde fala sobre a história ainda pouco conhecida de seu avô, Edgard Roquette-Pinto, que não foi só o fundador da primeira estação de rádio do país, mas também era professor, médico, ensaísta e poeta. Roquette-Pinto também se dedicou a provar que a miscigenação racial no Brasil não era uma coisa negativa, como a comunidade científica da época acreditava. Na noite do lançamento, Bojunga recebeu muitos convidados ligados ao cinema. É que seu livro “JK – o artista do impossível”, ganhador do prêmio Jabuti, serviu de base para a minissérie “JK”, da Globo, e também para o roteiro de “Bela Noite para Voar”, filme de Zelito Viana sobre Juscelino Kubitschek.

Enviado por: Marcia Bahia
23/03/2017 - 14:02

Dois a dois: abertura de individuais na mesma galeria

flavia-finch-cristina-lapo-e-raphael-couto_img_4082

antonio-bokel-e-mercedes-viegas_img_4063

No alto, Flávia Finch, Cristina Lapo e Raphael Couto; no centro, Antonio Bokel e Mercedes Viegas; acima, Roma Drumond e Roberto Pires de Tibyriçá / Fotos: divulgação

No alto, Flávia Finch, Cristina Lapo e Raphael Couto; no centro, Antonio Bokel e Mercedes Viegas; acima, Roma Drumond e Roberto Pires de Tibyriçá / Fotos: divulgação

Mercedes Viegas abriu nessa quarta (22/03), na sua galeria da Gávea, duas exposições individuais e simultâneas, da mesma maneira que Luciana Caravello fez um dia antes – está virando tendência das galerias cariocas…. Raphael Couto apresentou “Tronco”, sua segunda mostra, com vídeos e fotografias sobre performances que mostram o encontro entre corpo, arquitetura e natureza. Cristina Lapo, a “Entrelinhas”, onde faz várias combinações entre ponto, linha e plano. As duas ficam em cartaz até 29 de abril.

Enviado por: Marcia Bahia
23/03/2017 - 13:31

Fardão da ABL pode não estar tão caro

A bermuda de quase R$24 mil faz parte da coleção 'Summer Gold', tem fios de ouro e um certificado de autenticidade, enquanto o fardão da ABL custa R$70 mil / Fotos: Divulgação/Cristina Bioeckel

A bermuda de quase R$24 mil faz parte da coleção ‘Summer Gold’, tem fios de ouro e um certificado de autenticidade, enquanto o fardão da ABL custa R$70 mil / Fotos: amigo da coluna e Cristina Bioeckel

Alguns imortais da Academia Brasileira de Letras são contra o uso do “fardão”. O trocadilho é óbvio: é mesmo de matar. Para o escritor Geraldinho Carneiro, por exemplo, que toma posse no próximo dia 31, foi organizado jantar de adesões – o traje sempre foi bancado pelos Estados, mas estão todos falidos! E ninguém vai aceitar esse presente da turma da Lava Jato – para qualquer um deles seria uma pechincha! Baseado no precinho dessa bermuda, na Harrods, em Londres, podemos concluir que os R$ 70 mil reais cobrados pelo alfaiate, pelo fardão, nem é tão caro assim. A bermuda (veja foto), também bordada com fios de ouro, custa 6.400 libras (mais ou menos R$ 24 mil).

Enviado por: Lu Lacerda
23/03/2017 - 12:21

Estreia de ‘Vamp, o Musical’: novela ressurge como superprodução

Foto de:

O diretor Jorge Fernando, ainda em recuperação de uma cirurgia em consequência de um AVC sofrido em janeiro, surpreendeu com sua presença na estreia para convidados, nessa quarta-feira (22/03), do espetáculo “Vamp, o musical”, no Teatro Riachuelo Rio. Os mil convidados assistiram ao diretor dizer, no final, que a palavra humildade, surgida na sua cabeça no início da criação do musical – “coisa de viado”, disse, para gargalhada geral – serviu justamente para ele, que teve que enfrentar as dificuldades das sequelas do AVC. Jorginho fez questão de atribuir os méritos da direção para o tímido Diego Morais – foi necessário Jorge empurrar a cabeça de Diego com as mãos, para fazê-lo agradecer e estimular os aplausos que vieram da plateia.

O musical da Aventura (Aniela Jordan, Luiz Calainho e Fernando Campos) é uma das maiores superproduções já vistas no teatro brasileiro – não há cena em que não ocorra, pelo menos, uma troca de cenário – com coreografia de Alonso Barros e  figurinos assinados por Lessa de Lacerda, o mesmo figurinista da novela, assim como o autor do texto, Antonio Calmon, foi o escritor original da novela.  Ney Latorraca está engraçadíssimo; já Claudia Ohana, essa é congelada, digamos assim, o tempo não passa mesmo – a mulher está igualzinha! E as interpretações de Claudia Netto como a Madrácula, Evelyn Castro como Penn Taylor e Lívia Dabarian como Mary Matoso se destacam. São 36 atores e uma equipe de produção de mais de 100 pessoas. “Vamp, o musical”, fica em cartaz até junho.  Veja fotos na Galeria.

Enviado por: Marcia Bahia
23/03/2017 - 11:00

Pé na Jaca, por Karen Couto: Bali, paraíso!

fullsizerender-1

Como todos os lugares, Bali tem um circuito comercial que, pessoalmente, não me atrai. A primeira vez que vim foi em 2003 e, de lá para cá, como é óbvio, muita coisa mudou: mais turistas, preços um pouco mais altos e muitos locais novos, principalmente de comida orgânica, natural e saudável, e centros de yoga – o que é ótimo.

A região de Ubud é um pouco mais tranquila. Estou hospedada numa casa tirada de um sonho que se chama “Bali Iconic House“, que encontrei pelo Airbnb, e que é de um casal: ela, portuguesa, e ele, colombiano, que é absolutamente incrível. A proprietária é colecionadora de fabulosos tecidos “antique” e criadora da marca de luxo desenvolvida na Itália, “Rita von Hildebrand“, uma linha “night clutches”, absolutamente fantásticas e únicas, que são mais joias que bolsas!!

Restaurantes orgânicos e vegetarianos em cada esquina: Alquemy, Cafe Lotus, Elephant (margherita, bloody mary, salada vietnamita de noodles e polenta ao funghi absolutamente incríveis) e Kafe sāo meus preferidos. No Kafe, os rolinhos de tofu com espinafre e rolinhos vietnamitas, o frango orgânico ao curry, o fetuccine com leite de coco, as saladas variadas e as sobremesas sem glúten e sem lactose são meus preferidos!

Você já planejou as próximas férias?

fullsizerender-2

fullsizerender

tarja-karen-couto-2017

Enviado por: Redação
22/03/2017 - 19:00

Paris, por Paulo Pereira

Colette, a loja conceito mais famosa da França, festeja 20 anos este mês. Para comemorar a data, com pompa e circunstância, ela invadiu o Musée de Arts Décoratifs, em Paris, criando, com o estúdio Snarkitecture, uma piscina de bolas gigantes no hall do museu. Trata-se de uma piscina moderna com direito a um deque com cadeiras brancas, para os clientes e turistas passarem um momento superdivertido e diferente dentro de um museu.

The Beach
De 21 a 25/03
Musée des Arts Décoratifs
107, Rue de Rivolli – 75001- Paris
foto-2-nota-1

foto-1-nota-1

foto-4-nota-1

foto-3-nota-1————————————————————————————————————————————

Uma galeria de arte com grandes obras a céu aberto em Paris! Considerada a avenida mais linda do mundo, a Champs Élysées vai virar um grande museu com 100 obras dos grandes mestres da pintura, como Picasso, Botticelli, Andy Warhol, Monet etc., que ficarão expostas ao longo de toda a avenida. Parisienses e turistas vão delirar com mais de 600 anos de arte, graças às reproduções em tamanho natural que fazem parte da exposição. Essa é uma excelente iniciativa, um projeto audacioso e importante, como não se via há mais de 25 anos na Champs. Projeto cultural com apoio da Réunion des Musées Nationaux.

Exposição “Cent”
A partir de 14/05, na Avenue Champs-Élysées – 75008, Paris
O quadro da última foto da galeria é do pintor Félix Ziem: “Paris, les Champs-Elysées” (Petit Palais, musée des Beaux-Arts de la ville de Paris)

foto-1-nota-2
foto-3-nota-2

foto-2-nota-2————————————————————————————————————————————

O Museu da Moda “Palais Galliera”, em Paris, vai ser ampliado graças ao mecenato da Maison Chanel. As salas no subsolo serão todas reformadas e receberão a coleção permanente do museu, que se resume a mais de 200 mil peças, entre antigas, da haute couture, acessórios e documentos. As novas dependências receberão o nome de “Salles Gabrielle Chanel” – mais que merecido! O projeto será inaugurado no final de 2019, segundo o diretor do Palais Galliera, Olivier Saillard. Enquanto vocês aguardam a inauguração do novo espaço do museu, vale a pena visitá-lo estando em Paris, pois há sempre exposições de moda superinteressantes.

Palais Galliera
10, Avenue Pierre 1er de Serbi
Rue de Galliera, 75016, Paris

foto-2-nota-3

foto-1-nota-3————————————————————————————————————————————

A Monnaie de Paris (casa da moeda) convidou o estilista Jean Paul Gaultier para criar as moedas de 10 e 50 euros. Com 33% de prata na moeda de 10 euros e 50% de prata na moeda de 50, elas trazem os desenhos icônicos das coleções de prêt-à-porter e de perfumes do estilista. As moedas não são somente para colecionadores; com elas, podem-se pagar as compras. Você pode comprá-las na Monnaie de Paris ou em alguns bureau de tabac (lojas que vendem cigarros).

foto-1-nota-4

foto-2-nota-4————————————————————————————————————————————

Visite também parisporpaulopereira.com

tarja-paulo-pereira-2017

Enviado por: Redação
22/03/2017 - 17:23

Atriz vive amante de Dom João VI e agrada até a público infantil

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Gisela de Castro em “Eugênia”: a peça foi indicada como Melhor Figurino no prêmio Shell e Melhor Cenário no prêmio Cesgranrio/ Foto: divulgação

Quando a atriz Gisela de Castro recebeu o convite para fazer a peça “Eugênia”, pensou: “Qual a relevância de falar da amante do rei português João VI no século XIX?” Mas, ao conhecer a personagem, decidiu que era urgente contar essa história no século XXI, quando a maioria das mulheres ainda precisa reclamar os seus direitos.

O enredo verdadeiro é triste: filha do governador de Minas Gerais, a brasileira Eugênia José de Menezes era dama de companhia de Carlota Joaquina na corte portuguesa, quando foi assediada e engravidou de Dom João VI. Foi exilada num convento na Espanha e, sua filha, entregue a um médico português, “um pai laranja”, segundo Gisela. No monólogo, ela surge como uma morta que volta à vida: “Tem muito da alegria do Dia dos Mortos mexicano”, diz Gisela, que conta que as crianças que assistem ao espetáculo – liberado para maiores de 10 anos – morrem de rir.

A atriz reconhece que o estigma da amante ainda existe na moral do público, mas que a personagem conquista a plateia: “Ela é mais vítima que outra coisa, não foi lá e roubou o marido da outra”, justifica. A peça, que já está em sua sétima temporada, tem mais duas apresentações gratuitas este fim de semana (25 e 26/03) no Espaço Cultural Furnas e, em abril, vai ser apresentada, todas as quintas, no Teatro Serrador.

Enviado por: Marcia Bahia
22/03/2017 - 14:28

Sonegômetro volta a Brasília: empresas devem mais de R$ 426 bilhões ao INSS

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Lançado em 2013, o Sonegômetro já foi mostrado no Rio, São Paulo, Vitória, Porto Alegre e Brasília, onde vai estar de volta nesta quinta-feira (23/03)/ Foto: divulgação

O Sindicato Nacional dos Procuradores da Fazenda Nacional (SINPROFAZ) leva o Sonegômetro, painel que denuncia os valores exorbitantes da sonegação fiscal no país, nesta quinta (23/03), para o Setor Comercial Sul, em Brasília, a partir das 7h. O objetivo, desta vez, é divulgar a dívida previdenciária de grandes empresas, que não pagaram mais de R$ 426 bilhões ao INSS – quase três vezes o déficit da Previdência em 2016, que foi de R$ 151, 9 bilhões.

O painel também vai mostrar que, desde o dia 1º de janeiro, mais de R$ 127 bilhões deixaram de ingressar nos cofres públicos em decorrência da sonegação de impostos – no total, a dívida que os sonegadores têm com a União supera R$ 1,8 trilhão.

Dos R$ 127 bilhões registrados pelo Sonegômetro, R$ 100 bilhões, isto é, 80% do total, foram escoados em operações de lavagem de dinheiro, ainda segundo o SINPROFAZ, que vai colocar ao lado do painel a Lavanderia Brasil, máquina de lavar gigante que simboliza os valores sonegados com a lavagem de dinheiro no país.

“A cobrança das empresas em inadimplência com a União é de suma importância. É justamente o dinheiro sonegado, não declarado, que compõe o caixa dois, o qual financia ilegalmente as campanhas eleitorais”, diz Achilles Frias, presidente do SINPROFAZ.

Enviado por: Marcia Bahia
22/03/2017 - 13:45

ONG do ator Matt Damon lança campanha por água limpa

Foto de:

Muita gente da moda anda ligada no social – além desse social que a maioria pode pensar. Esta semana, por exemplo, o estilista Amir Slama organizou jantar em benefício da ONG Love Together Brasil. Já ontem (21/03), Dia Mundial da Água, a marca de cervejas Stella Artois começou a fazer parte da campanha “Buy a Lady a Drink“, para chamar atenção dos brasileiros sobre o assunto. Para contribuir com a ação, Stella lançou três cálices, na Galeria Baró, nos Jardins, em São Paulo, cujas vendas serão revertidas à Water.org, ONG do ator Matt Damon, com o mote #1Cálice5anos. A cervejaria convidou o artista Fernando Chamarelli para desenhar. Muitos paulistas atentos passaram por lá. Veja fotos na Galeria.

Enviado por: Lu Lacerda
22/03/2017 - 13:13

Móveis e tecidos para decoração: primeira linha própria de casal paulista

Foto de:

Depois de vinte anos à frente da Montenapoleone, representante de várias marcas de mobiliário internacional, o casal Sandra e Hélio Bork lançou, nessa terça-feira (21/03), em São Paulo, sua primeira marca própria. A primeira coleção do Studio Monte, além de móveis, tem, também, uma linha de tecidos. Os paulistas têm vários clientes no Rio – alguns estiveram no coquetel. Veja fotos na Galeria.

Enviado por: Marcia Bahia
22/03/2017 - 12:29

Do enduro às telas: carioca abre exposição inspirada em cavalos

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Amanda Saladini: carioca que participa de enduros equestres está levando a paixão por cavalos para suas telas / Foto: divulgação

A carioca Amanda Saladini está levando sua paixão por cavalos para seu trabalho como artista plástica. Ela foi convidada pela Sociedade Hípica Brasileira para expor durante a Primeira Etapa Seletiva Sul-Americano e criou a mostra “Voando a Galope”, sua primeira individual, que abre dia 20 de abril.

Desde criança Amanda pratica equitação e deu, inclusive, aulas. Na adolescência, começou a participar de enduros equestres, tendo vencido o circuito nacional de 2009. Metade do valor da venda dos quadros vai ser doada à ONG Garra Animal, que resgata animais em situação precária.

Enviado por: Marcia Bahia