“O Rio e o Brasil precisam muito de uma atitude positiva em relação à vida, livre de ressentimentos, de mágoas, de tudo o que não for capaz de trazer de volta a alegria de estar num país e numa cidade privilegiados. Os tempos são pesados, mas a vacina vai chegar e, de alguma forma, sob muitos pontos de vista, o novo e o velho normal não serão tão incompatíveis”.

De Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira, reeleito recentemente presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio (Firjan).

Leia Mais