Opinião, por Marialice Celidônio, 82 anos: tentando provar ao INSS o casamento de 55 anos com Zé Hugo Celidônio — “Não tenho dinheiro nem para pagar o condomínio” 

Fui casada durante 55 anos com Zé Hugo (Celidônio). Vivíamos  muito bem, graças aos restaurantes e ao trabalho dele como chef. Fiquei viúva há dois anos; entrei com pedido de pensão no INSS, conforme a lei manda, e contava com isso para viver. Depois de oito meses, recebi a resposta: o benefício foi indeferido — não reconheceram…

Opinião, por Manuela Noronha (estilista): “Como mexeram comigo as cenas de reabertura dos bares no Leblon — pessoas sem máscara, sem respeito, sem noção”

Moro na Gávea a vida inteira, mas o Leblon é o bairro que mais frequento: a praia, os restaurantes, academia, supermercado… Até que abri minha loja (Maria Manuela) há 15 anos, na Rua Dias Ferreira; desde então, minha frequência no bairro ficou ainda mais assídua.  Nessa época, o Leblon estava em fase de transformação — alguns…