De próprio punho, por Marcus Gasparian (dono da livraria Argumento — 40 anos): algumas lembranças

O ano era 1975. Eu vinha da então longínqua Barra da Tijuca, onde tinha pegado boas ondas com minha prancha de surf. Cheio de fome, entrava em casa no Leblon e dava de cara com um sem-número de amigos do meu pai e de minha mãe, Fernando e Dalva, que estavam lá discutindo o futuro do Brasil. Dali a pouco, haveria mais um daqueles almoços…