05/10/2018 - 20:30

Programe-se: agenda para o fim de semana

Circulando na rede: “Pessoal, nessas eleições não esqueçam: documento com foto, cola com os números dos seus candidatos e que vocês são pobres.” 

A propósito: pode enfiar o pé na jaca porque, no Rio, não vai ter a chamada “lei seca eleitoral” durante o primeiro turno, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Rio. 

Estreia “Senhora dos Afogados” no Teatro XP, nesta sexta-feira (05/10), no Jockey. No elenco, Alexia Deschamps (que fica nua em cena), Leticia Birkheuer, João Vitti e Karen Junqueira. Texto de Nelson Rodrigues e direção de Jorge Farjalla. 

Serviço de utilidade pública para os “lariquentos”: a tampa do requeijão daqueles copos de plástico cabem perfeitamente na lata de leite condensado.

Não aguenta mais ouvir falar em política? Calma, que está acabando ou, dependendo da sua escolha nas urnas, só começando. Amiga da coluna está com vergonha de ligar para o seu médico e pedir mais uma receita de Rivotril.  

Esperança de dias limpos neste fim de semana, mas só no tempo mesmo, porque nas ruas, a previsão é de insanidade e sujeira, em todos os sentidos. 

Seis em cada 10 brasileiros se (des)informam sobre política pelo WhatsApp, segundo o Datafolha. É verdade esse “bilete”, infelizmente. 

Quer tranquilizar esse espírito com música boa? Neste sábado (06/10), C Jazz e Ronaldo Diamante fazem um show em homenagem ao saxofonista argentino Gato Barbieri, autor da trilha sonora do filme “O último tango em Paris”, no Blue Note, na Lagoa, às 22h30. 

É samba que vocês querem? Temos também: Diogo Nogueira comemora 10 anos de carreira com a turnê do álbum “Munduê”, no Teatro Net Rio, em Copacabana, nesta sexta-feira e sábado (05 e 06/10), às 21h.

Programação ar livre porque o tempo vai limpar – o Circuito Bhering vai rolar neste sábado (06/10), no Santo Cristo, a partir de 13h com lojas e ateliês, gastronomia no pátio e show de Br Jazz Trio, às 17h, no terraço. 

Outra dica ao ar livre, só que 0800 – a feira Motirõ comemora a chegada da primavera com a edição especial à beira da piscina do hostel Beach House Ipanema, neste sábado (06/10), a partir das 15h, reunindo moda, decoração, arte, música e gastronomia, com um time de expositores formado em sua maioria por mulheres. 

Você, carioca, ainda tem dúvida em quem votar? Tem no site entrevista com os candidatos pontuados ao governo do Rio: Eduardo Paes, Garotinho, Indio da Costa, Marcelo Trindade, Marcia Tiburi, Pedro Fernandes, Romário e Tarcísio Motta.

Existem sites que podem ser uma ferramenta para que a gente vote melhor. O “Transparência Brasil“, o  “Tem Meu Voto“, o “Vote na web“, o “Bússola eleitoral” são alguns deles. Com as eleições vamos ter diante de nós um novo começo, o que, por si só, é (ou deveria ser) uma coisa maravilhosa! É ou não é?

Neste domingo (07/10) tem Guido Sant’anna, violinista de 12 anos, convidado da orquestra Johann Sebastian Rio, no Theatro Municipal, em homenagem ao Dia das Crianças. Deve ser uma lindura!  

Se você, que vota tão mal, chegar a sentir saudades do Temer – que desespero, meu Deus! – fique com o seu maxipânico pra si mesmo. Aí vai ser foda!   

Fica muda como um peixe nas redes sociais, “fazendo as vezes de redes de arame farpado”, como disse o cientista político Antonio Lavareda!  

Ilustração: Edgar Moura


Enviado por: Lu Lacerda
05/10/2018 - 19:00

Zé Maria: festival diretamente de Noronha para o Rio

Zé Maria com o filho, Tuca Noronha, numa das pescarias em Fernando de Noronha /Foto: Divulgação

Para quem só conhece pelas redes sociais, o “Festival Gastronômico do Zé Maria”, de Fernando de Noronha, chega ao Rio no dia 12 de outubro, no Sheraton Grand Rio, no Leblon. Zé Maria é dono da pousada homônima, apaixonado por gastronomia e, para o evento carioca, traz oito pratos inspirados nos 130 já criados por ele. “Se você tem Zé Maria em Noronha, tem tudo”, diz uma hóspede habitual. E completa: “O astral é tão bom na pousada que até um amigo gay se inspirou e queria me pegar de qualquer maneira (rsrsrs)”. O chef executivo Juca Paes Leme, que trabalha ao lado do pernambucano, garante que o evento terá três dos sucessos do festival: o arroz de jaca, a feijoada de frutos do mar e a farofa de pão velho. Um dos pratos do cardápio é a paella inspirada na espanhola, mas adaptada para o público carioca. ”Estou muito animado e contente de receber meus amigos cariocas nesta cidade tão linda. É a primeira vez que faço um festival no Rio aberto ao público. Vou levar muitos quilos de pescados frescos”, diz. A produção é de Val Lastres, que promete música ao vivo, caraokês e DJS.


Enviado por: Redação
05/10/2018 - 18:00

Sebo em SP: miniestante com livros de graça

“Desculpe a Poeira”: sebo de livros em São Paulo coloca estante na porta da loja para distribuir livros gratuitos /Foto: Reprodução

Um bom exemplo para as livrarias do País vem de São Paulo. O jornalista Ricardo Lombardi, dono do sebo “Desculpe a Poeira”, em Pinheiros, colocou uma espécie de miniestante, com alguns exemplares, que vai funcionar 24 horas por dia, somente com livros de graça. Você chega ali, abre a portinha de vidro e pega o que quiser. A maior parte do acervo da loja veio da biblioteca de Lombardi, que divide sua paixão pela leitura no blog, cujo nome também é “Desculpe a Poeira”: “A ideia do sebo surgiu como uma extensão analógica desse meu trabalho virtual, que é o de selecionar e compartilhar boas leituras. Há uma razão pela qual cada livro está nessa loja física; não é apenas uma decisão de negócios”, diz. E doações são muito bem-vindas. “Buscamos na sua casa, compramos lotes de livros e revistas”.


Enviado por: Redação
05/10/2018 - 17:37

O artista de quadrinhos John Cassaday confirmou a participação em todos os dias da CCXP, na São Paulo Expo, de 6 a 9 de dezembro – evento aguardado pelos nerds do País inteiro. Pela primeira vez no Brasil, o desenhista de trabalhos como a série “Planetary” e “Surpreendentes X-Men” vai participar de painéis especiais em comemoração aos 55 anos dos X-Men, além de ter um horário reservado na agenda para encontro com os fãs.


Enviado por: Redação
05/10/2018 - 17:28

“A prefeitura do Crivella tem sido um desastre em todos os sentidos. No nível técnico, está tudo uma bagunça. No nível político, o cenário é ainda pior: a cada dia, surge um novo escândalo sobre oferta de privilégios para determinadas igrejas, empresas e partidos que fazem parte da turma do Crivella. Essa talvez seja a pior prefeitura que o Rio já teve desde o fim da ditadura militar”.

 

De Tarcísio Motta, candidato ao governo do Rio, sobre a gestão de Marcelo Crivella.   


Enviado por: Redação
05/10/2018 - 17:18

Os cariocas vão ter mais uma opção de restaurante a partir do dia 10 de outubro. O chef Henrique Fogaça, ao lado de seu irmão Guilherme Fogaça e dos empresários Fernando e Rafael Ludgero, inauguram o primeiro Sal Gastronomia, no Shopping VillageMall, na Barra. 


Enviado por: Redação
05/10/2018 - 16:45

As curvas sinuosas de Mary Matias

Mary Carmen Matias /Fotos: Christina Rufatto

Eduardo Saron /Fotos: Christina Rufatto

Sylvia Facciolla, Daniel Klabin Wurzmann e Andre Matias /Fotos: Christina Rufatto

Jorge da Cunha Lima e Roberto Duailibi /Fotos: Christina Rufatto

Yutaka Toyota, Denise Mattar e Caciporé Torres /Fotos: Christina Rufatto

A escultora Mary Carmen Matias inaugurou a mostra “Símiles”, com 15 esculturas feitas recentemente em mármore e metal, nessa quinta-feira (04/10), no Instituto Cervantes, em São Paulo. Alguns convidados se diziam impressionados com a perfeição das formas do trabalho da artista, em curvas sinuosas e precisas que levaram nomes como Geminados, Abraço, Entrosamento, Libertação e Sustentação. A inspiração veio de escultores, tais como Caciporé Torres e Nicolas Vlavianos, com quem conviveu e aprendeu a lidar com os vários tipos de material, encontrando depois seu próprio caminho. “Não há a ideia de mais ou menos forte, mas sim a complementação. Um material sem o outro perde o significado”. Segundo a curadora Denise Mattar, “Mary encara como um permanente desafio a difícil arte da escultura. Suas formas curvas se entrelaçam e expandem, relacionando-se de maneira insinuante e sensual com o espaço.” 


Enviado por: Redação
05/10/2018 - 14:20

“Magnífica 70”: nova temporada com evento no Rio

“Magnífica 70”: Isabel Nascimento e Gabriel Braga Nunes /Foto: AG.News

“Magnífica 70”: Maria Luísa Mendonça e Simone Spoladore /Foto: AG.News

“Magnífica 70”: Maria Zilda Bethlem e Mario Gomes /Fotos: AG.News

“Magnífica 70”: Charles Fricks – Natália Rosa e Emiliano D’Avila /Fotos: AG.News

“Magnífica 70”: Roberto Pirillo e Adriano Garib /Foto: AG.News

O lançamento da terceira e última temporada de “Magnífica 70”, dirigida e roteirizada por Cláudio Torres para a HBO, movimentou o Cine Roxy, em Copacabana, nessa quinta-feira (04/10) – a série vai ao ar dia 14 de outubro. O drama nacional é sucesso no Brasil e no exterior – ano passado, ganhou o prêmio da Associação Argentina de Televisão a Cabo (ATVC), na categoria Melhor Programa de Interesse Geral – e começa a história em 1975, abordando o mundo da pornografia (com a Boca do Lixo) e as relações com a censura da Ditadura militar, uma pegada superatual. A reconstituição de época, figurinos e trilha sonora – na vinheta de abertura, “Sangue Latino”, do Secos & Molhados” – chamam atenção do público. Gracindo JuniorMaria Zilda BethlemVinicius de Oliveira são as novidades do elenco, que ainda conta com os retornos de Taumaturgo Ferreira, Charles Fricks, Mariana Lima e Mário Gomes.


Enviado por: Redação
05/10/2018 - 13:00

Espetáculo contra a violência no Cantagalo e Pavãozinho

“Cia Dançando para não dançar”: espetáculo gratuito contra a violência nos morros do Cantagalo e Pavãozinho /Foto: Divulgação

Paulo Rodrigues, primeiro bailarino do Theatro Municipal, assina a coreografia do espetáculo “Diga não à violência”, da Cia Dançando para Não Dançar, antecipando o Dia da Criança, em 10 de outubro, no Teatro Viva Rio, nos morros do Cantagalo e Pavãozinho, em Ipanema. No palco, o balé “Danúbio Azul” e variações do balé contemporâneo “Refavela”, com músicas do maestro Leandro Braga e de MV Bill. . “O carioca está perdendo a sua espontaneidade. Encurralado com medo das facas e das balas perdidas. Vamos com a dança fazer um protesto contra a violência”, diz a bailarina Thereza Aguilar, coordenadora do projeto, criado em 1994,que tem como objetivo dar acesso a crianças e jovens de favelas ao balé clássico. A entrada é gratuita e o acesso é pelo elevador do Brizolão, em Ipanema. 


Enviado por: Redação
05/10/2018 - 12:00

Marilene Tapias: “Pra não dizer que não falei das flores”

Marilene Tapias, Fernanda Leal e Liliane Bejgel /Foto: Marco Rodrigues

Luana e Nelly Gutmacher – Esteban Tapias e Samatha Magalhães /Fotos: Marco Rodrigues

Andrea Gonçalves e Rita Capell /Foto: Marco Rodrigues

Um dos maiores hinos da resistência na época da Ditadura, a música “Pra não dizer que não falei das flores” (1968), de Geraldo Vandré, é o nome da exposição da pintora carioca Marilene Tapias, inaugurada nessa quinta-feira (04/10), na galeria Marly Faro, em Ipanema. Com curadoria de Nelly Gutmacher, são 35 trabalhos, entre aquarelas, colagens e técnicas mistas, em diferentes dimensões, retratando folhas, caules, troncos, raízes e flores. “As flores aparecem soberanas, fonte de uma primavera que se impõe dentro deste momento obscuro de desencanto com o meu País”, explica Marilene.


Enviado por: Redação
Página 1 de 212