01/10/2018 - 20:00

Treze perguntas para Pedro Fernandes: candidato ao governo do Rio

Dando continuidade ao “Especial Eleições 2018”, a entrevista desta segunda-feira (01/10) é com o candidato Pedro Fernandes (PDT). Já foram publicadas as entrevistas de Eduardo Paes, Garotinho, Indio da Costa, Marcelo Trindade e Marcia Tiburi

1
Por que se candidatar ao governo do Rio?  

Porque temos hoje, no Estado do Rio, mais de 1 milhão e 300 mil desempregados. São 3 milhões de pessoas vivendo na informalidade, sem direitos trabalhistas e sem contribuir para a Previdência. Nós não temos uma escola de tempo integral de qualidade, as unidades estão em péssimas condições e a evasão escolar chega a 50%, da última série do primeiro segmento no Ensino Fundamental até o terceiro ano do Ensino Médio, ou seja, a metade dos estudantes da rede estadual que entra na sexta série não completa o Ensino Médio. Desde Brizola não tivemos nenhum outro governador que priorizasse a Educação. Quero ser candidato para isso. A violência cresce a cada dia, porque não se tem a capacidade de contratar mais policiais para colocar nas ruas, protegendo a população e por não dar condições de trabalho para esses policiais. Não se investe em tecnologia e inteligência. É muito triste ver as pessoas peregrinando de unidade em unidade para ter acesso a um atendimento digno na Saúde e não conseguir uma consulta com especialista e nem fazer uma cirurgia eletiva. É totalmente possível reverter esse processo porque o problema do Estado não é falta de dinheiro – é falta de gestão! É só não roubar, não deixar roubar e administrar bem o dinheiro público, que vamos conseguir investir nos serviços essenciais.  

2
A fazer aliança com algum dos seus concorrentes, qual seria? Por quê?  

Tenho confiança que estarei no segundo turno e estarei aberto ao diálogo.  

3
Das tantas tragédias atuais na vida dos cariocas, qual a que mais o comove?  

A Saúde. Por causa da má gestão, as pessoas precisam peregrinar de unidade em unidade para conseguir atendimento. E isso no meu governo vai acabar. Vou valorizar os profissionais da Saúde e exigir um tratamento digno e respeitoso, além de, respeitando a Lei de Responsabilidade Fiscal, colocar mais médicos. Depois de tudo funcionando, vamos ampliar o atendimento em consultas com especialistas, como cardiologia, e zerar a fila das cirurgias eletivas, como varizes, cataratas e ortopédicas.  

4
Qual a ordem de prioridade pra você: educação, saúde e segurança?  

Todas são importantes. Colocaria Educação em primeiro lugar e acrescentaria, nessa lista, a geração de emprego e renda.  

5
Você colocaria um filho numa escola pública no Rio? Por quê?  

Eu vou implementar uma política pública que dê prioridade à Educação e, certamente quando a minha filha, que tem 2 anos, atingir a idade do Ensino Médio, as nossas escolas públicas terão as mesmas condições  das particulares.  

6
Quais as três primeiras providências se eleito?  

Acabar com os postos de vistoria do Detran, que custam R$200 milhões por ano, e investir esse dinheiro na transformação de 500 colégios estaduais já existentes em escolas de horário integral, com atividades esportivas e culturais. Vou convocar imediatamente 1.500 PMs já aprovados em concurso e 1.000 policiais civis também já aprovados. E a outra medida será a redução da alíquota da energia elétrica, igualando a São Paulo, diminuindo o valor da conta em 20% a 25%. Outra redução será no valor combustível, que custa R$ 1 a mais, por litro da gasolina, em São Paulo.  

7
A filha do Eduardo Cunha é candidata, o filho do Sérgio Cabral é candidato, o filho do Jorge Picciani é candidato; todos presos – o que existe de tão atraente na política que não intimida esses jovens nem nessas circunstâncias?  

Não faço a menor ideia. Posso responder o que me motivou, que foi transformar a realidade do nosso estado pra melhor, melhorar a vida das pessoas. O que os motivou cabe a eles responderem.  

8
O que pretende deixar de mais importante ao fim de seu governo?  

O legado que eu quero deixar é fazer o que tem de funcionar. Não estou prometendo nenhuma grande obra, não estou prometendo nenhum projeto novo. O meu legado é fazer com que as escolas e hospitais funcionem decentemente, que a gente tenha segurança e que retome a capacidade de geração de emprego.  

9
Que cidade citaria como exemplo? Por quê?

Eu citaria Niterói e Três Rios. Duas cidades que, mesmo na crise, são exemplos que podemos levar para todo o Estado. Niterói tem, atualmente, os melhores índices de desenvolvimento humano do Estado e um trabalho reconhecido nas áreas da gestão e da transparência da administração pública. Já Três Rios conseguiu manter o atendimento nas Unidades Básicas de Saúde, reformou as escolas da rede municipal de ensino e, na geração de emprego e renda, captou novas empresas para a cidade, o que vai gerar postos de trabalho diretos.  

10
Qual o seu apreço ou desapreço com a prefeitura do Crivella?  

Percebo uma piora na vida das pessoas pela incapacidade de gestão.  

11
E a vida cultural como anda? Qual a última peça, o último filme, o último livro?  

Aproveito o tempo para ficar com meus filhos e, lá em casa, quem domina é ‘Patati Patatá’. Já um livro é a biografia de Brizola.

12
Sabemos que a União retém quase a totalidade dos impostos arrecadados no Estado do Rio, deixando o governador, digamos, de pires na mão. Qual seria sua proposta para evitar essa romaria a Brasília, cada vez que mais dinheiro é necessário?  

É preciso rever o Pacto Federativo. De fato, da forma como está, os estados e municípios estão totalmente dependentes do Governo Federal. Pela Lei Kandir, referente à circulação de mercadorias e prestações de serviços de transporte interestadual e intermunicipal, as transferências da União ao Rio deveram estar passando dos R$2 bilhões, mas não chegam a R$ 90 milhões. Outro exemplo é o Teto Mac da Saúde, no qual o Rio encontra-se muito abaixo dos outros estados, com percentual de – 0,13%. Segundo dados do Relatório SISMAC/2018, o Rio Grande do Sul recebeu 3,46%; São Paulo 2,32%; Minas Gerais 1,68%; Espírito Santo 2,88%; e Ceará 1,69%.  

13
O que o senhor acha de políticos que mentem?  

Deveriam ser banidos da política.  


Enviado por: Redação
01/10/2018 - 19:00

Mariana Aydar: “Fiquei até surpresa com como fui sem-vergonha!”

Mariana Aydar: cantora posa nua para revista Trip /Foto: Autumn Sonnichsen – Revista Trip 

Mariana Aydar tem postado algumas fotos em suas redes sociais bem provocativas. Algumas delas são da edição 277 da revista Trip de outubro, em ensaio nu da cantora na Bahia, que, até o fim do ano, lança um EP sobre sua visão da música nordestina.

Na entrevista, a cantora questiona o formato monogâmico do casamento e ressalta a importância de  se sentir inteira depois de uma vida se dividindo em relacionamentos. “Acho que tem a ver com a minha ressignificação enquanto mulher, depois do nascimento da minha filha, que hoje tem 5 anos (do seu casamento com o músico Duani). Quando fiz 30, comecei a me achar velha. Agora, aos 38, me sinto uma adolescente. Isso é um mistério pra mim, mas estou gostando mais da vida. E esse ensaio vem para coroar isso. Fiquei até surpresa com como fui sem-vergonha!” A cantora ainda disse que ficar nua foi libertador.  “Senti uma força tão grande da natureza, de me sentir mulher, de ser o que sou. Teve um lance muito íntimo, percebi meu corpo como um templo espiritual”.


Enviado por: Redação
01/10/2018 - 18:00

“Per Vivere”: meditação, energia quântica e florais

“Per Vivere”: Clarissa Desterro, Camila Salgueiro, Luciana Fróes, Helen Pomposelli, Kika Gama Lobo, Lou Bittencourt e Debora Sansão /Foto:  Mariana Pietro

“Per Vivere”: Isa Salmen, Isabelle Nassar e Juliana Tucunduva /Foto: Mariana Pietro

“Per Vivere”: Myriam Carlos de Andrade, Helen Pomposelli, Daniela Pessoa e Vania Martins /Foto: Mariana Pietro

Nesse fim de semana, Helen Pomposelli esteve à frente do “Per Vivere bene especial Primavera”, no hotel Sofitel, em Ipanema. Esse projeto é inspirado na energia da estação para oferecer um novo significado à vida das pessoas, trazendo para o cotidiano a meditação, os cristais, a energia quântica e chás florais. “A ideia é se preparar para um novo ciclo. Segundo os povos indígenas, a primavera é uma estação perfeita para trabalhar comunicação, abundância e fertilidade”, diz Helen, que deu aula de meditação; teve também palestra sobre “Energia quântica – elixir da vida” com a coach energética Vivien Bonicelli; aula de chás com flores, especiarias e ervas com a sommelier de chás Priscila Soares, além de desfile da marca Vizzuo, da estilista Adila.


Enviado por: Redação
01/10/2018 - 16:35

Carlos Fernando: “Sou caipira, adoro uma procissão”

Carlos Fernando Gomes de Almeida: o médico no Monte Sant’angelo (na região da Puglia), onde nasceu Padre Pio, na Itália

Quem acha que cirurgião plástico só é ligado na aparência pode estar enganado. Carlos Fernando Gomes de Almeida, por exemplo, aprecia a estética, até pela profissão, mas é muito ligado à religiosidade: este ano, escolheu, passar seu aniversário, uma viagem espiritual pela Itália, de lá partindo nesta segunda-feira (01/10), para Paris. Esteve na Basílica de São Cosme e São Damião (padroeiros dos médicos), em Roma, participou de uma procissão na Fontana di Trevi, de lá partiu para Monte Sant’angelo (na região da Puglia), onde nasceu Padre Pio, em San Giovanni Rotondo, exatamente no mesmo dia que Carlos. Lá também fica o Santuário do Monte de São Miguel Arcanjo, visitado por ele. “Sou uma pessoa fervorosa, acredito na verdade, no bem, na justiça, são convicções que a fé me dá”, diz o médico. E completa: “Sou caipira, adoro uma procissão”. Depois de uma viagem assim, segue por outros lugares da Europa, antes de voltar para esse ninho de cobras das eleições brasileiras – está acompanhando de lá capítulo a capítulo.


Enviado por: Lu Lacerda
01/10/2018 - 14:58

Neste sábado e domingo (06 e 07/10), as empresárias cariocas Claudia Medeiros e Elizabeth Nigro promovem mais uma edição da “Balzak40”, feira de moda, arte e gastronomia, na Cobal do Leblon, entre 10h e 18h.  A 9ª edição do evento traz mais de 50 barracas de marcas autorais, além de show de mágica com o mágico Janjão e no som, DJ Xonga. Parte da venda dos produtos será revertida para o Instituto da Criança. 


Enviado por: Redação
01/10/2018 - 14:00

Lauro Cavalcanti: 2ª edição da biografia sobre Palácio Capanema

Lauro Cavalcanti: lançamento da biografia do Palácio Capanema e bate-papo com convidados /Foto: Lili Carvalho

Lauro Cavalcanti, arquiteto, curador e diretor da Casa Roberto Marinho, vai lançar a 2ª edição de “Dezoito graus – a biografia do Palácio Capanema” (Editora Olhares), seu primeiro livro de ficção, na próxima segunda-feira (08/10), na Travessa do Leblon, com bate-papo com o autor, além do escritor e curador Leonel Kaz, do artista plástico Luiz Aquila e da diplomata e poeta Vera Pedrosa. Na publicação, Lauro mistura ficção e realidade para contar a história do Palácio Capanema, conduzido por personagens reais – como Lucio Costa, Oscar Niemeyer e Le Corbusier –, repassando todo o projeto, que foi um dos primeiros da arquitetura moderna brasileira, em meio a um complexo embate político. “Quando reexaminei a história do prédio, impossível falar apenas do ponto de vista exclusivamente arquitetônico, já que o edifício foi inserido num complexo e fascinante quadro intelectual, político, econômico, histórico e social. Muito mais que tijolos, os seus protagonistas lidavam com ideias vinculadas a um projeto estético de transformação do País”, comenta o autor.

A propósito, desde 2014 “em recuperação” as primeiras obras da fachada foram entregues no fim de setembro, já as mudanças no interior, do mobiliário de madeira e dos painéis de azulejos de Portinari, começam em breve e a previsão é que dure dois anos e meio.


Enviado por: Redação
01/10/2018 - 13:05

Antecipando o Dia das Crianças (12/10), os pequenos que visitarem o BarraShopping, a partir desta sexta-feira (05/10), podem fazer uma oficina gratuita inspirada no “Elephant Parade“, exposição que vai até o dia 28 com 60 réplicas desses animais com intervenções artísticas, que tem como objetivo chamar atenção para a preservação da espécie. A criançada vai poder fazer seu próprio desenho com giz de cera e canetinhas em elefantinhos feitos de MDF.


Enviado por: Redação
01/10/2018 - 13:00

Jeane Terra: artista plástica lança seu “Inventário”

“Inventário”: De cima para baixo, Jeane Terra e Lula Buarque de Holanda, e Jeane Terra e Ciro Sales, na lateral, Suzana Pires e Jeane Terra; na segunda foto Bel Kutner e Jeane Terra /Fotos: Cesar Alves

Jeane Terra, artista plástica mineira-carioca, lançou o projeto “Inventário”, como parte da “Arte Importa”, mostra que ocupou a Cidade das Artes, na Barra, nesse fim de semana, com debates, performances, exposições e dança, tudo de graça. Com 12 anos de carreira (nove deles como assistente de Adriana Varejão), incluindo trabalhos como atriz, ela levou ao espaço esculturas, projeções, mosaicos e instalações. “Quando trabalhava como atriz comecei a fazer cenários e a pintar, daí fui estudar na EAV (Escola de Artes Visuais) do Parque Lage. Fiz uma viagem com Charles Watson, meu grande mentor que me deu uma bolsa”, conta. A mostra “Inventário” fica na Cidade das Artes até este sábado (06/10) e depois segue para a Galeria AB, também na Barra, até 29 de outubro.


Enviado por: Redação
01/10/2018 - 12:45

Francisca Bastos e Mercedes Herrera participam da 10ª edição do “Joia da Casa”, criado pela curadora Anna Clara Tenenbaum, desta terça-feira a domingo (02 a 07/10), evento paralelo ao CasaCor, na Glória.


Enviado por: Redação
01/10/2018 - 11:40

Maya Gabeira: surfista está oficialmente no “Guiness Book”

Maya Gabeira: surfista recebe certificado do “Guiness Book”, em Nazaré, Portugal, nesta segunda-feira (01/10) /Foto: Reprodução Instagram

Maya Gabeira recebeu, oficialmente, nesta segunda-feira (01/10) o certificado do Guinness Book, o “Livro dos Recordes”, pela maior onda já surfada por uma mulher, mais de 20 metros, em Nazaré, Portugal. A surfista estava em plena campanha para que a onda gigante fosse reconhecida pela World Surf League (WSL) e, consequentemente, pelo Guinness Book. “Alcançar o recorde mundial era um sonho meu há muitos anos. Claro que, depois do acidente em 2013, em Nazaré, parecia um sonho distante. Foi muito trabalho para ficar 100% de novo e ter uma temporada como a última”, disse Maya, que sofreu uma queda e quase morreu afogada, sendo resgatada por Carlos Burle e levada a um hospital. A onda em Nazaré rendeu a Maya também o primeiro XXL Biggest Wave Award feminino – categoria criada pela WSL para premiar a maior onda surfada por uma mulher.  


Enviado por: Redação
Página 1 de 212

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline