01/06/2018 - 18:38

“Entrando alguém que se alinhe ao desejo do Governo significa a Petrobras voltar pro buraco”

 

De David Zylbersztajn (especialista em energia) sobre a demissão de Pedro Parente da presidência da Petrobras 


Enviado por: Lu Lacerda
01/06/2018 - 18:00

Programe-se: agenda para o fim de semana

agenda

Se você está empolgadíssimo com esta trégua na baixa temperatura no Rio, é melhor repensar os planos. No domingo, chega uma frente fria ainda mais intensa para os cariocas. Um dos 550 rótulos de vinhos portugueses, a partir desta sexta-feira (01/06), no CasaShopping, pode ter sido feito pra você.

Como de costume aqui na agendinha, alguns dos melhores shows que rolam na cidade pro fim de semana: nesta sexta-feira (01/06), o grupo The Manhattans, sucesso nos anos 60 e 70, apresenta-se no Vivo Rio; no Teatro Rival, nesta sexta (01/06) e sábado (02/06), é a vez do grupo MPB4, com participação especial de Bárbara Rodrix; Jorge Ben Jor também faz show nesta sexta-feira (01/05) e sábado (02/05), no Circo Voador; no sábado (02/06), Arnaldo Antunes apresenta-se, também, no Circo.

Descobriu que os homens mais importantes da sua vida dirigem um caminhão? Não é por isso que você vai maltratar esse com quem divide os lençóis (de preferência, de mil fios). Um bom sexo para abrir as comemorações (quaisquer, nem que seja pelo outono) pode ser uma boa ideia. Na dúvida, melhor dar.

Dedique mais atenção aos momentos de prazer do que o prefeito Marcelo Crivella dá à cultura, para não enlouquecer. A frase de Nietzsche “a arte existe para que a realidade não nos destrua” não vale nada pra ele; já, pra você, esperamos que sim.

Se você não está nas Maldivas, na festa de Luciana Rique, saiba que, no Rio, o sabadão é de sol. Esqueça esse lamentável cansaço e parta para um mergulhão, criatura!

Que tal variar um pouco a programação da criançada da sua casa e levá-las a algum lugar que não precisem de infinitos aparelhinhos eletrônicos? Aqui, sugerimos três musicais: no Oi Futuro, a peça “Thomas e as mil e uma invenções” conta uma história inspirada na vida do inventor americano Thomas Edson; com uma mistura de folclore, poesia e muitos cantos, “Passarinhando” entra em cartaz neste sábado (02/06), no Teatro Municipal Café Pequeno, no Leblon; por fim, no Teatro Ipanema, reestreia “Isaac no mundo das partículas”, que usa como referência personagem usado por David Bowie.

Este é o último fim de semana para visitar a mostra “Disruptiva”, no CCBB, aquela que pode te embalar a vácuo. Ali, os visitantes encontram mais de 120 trabalhos, grande parte deles, interativos, que testam alguns limites, muitas vezes, desconhecidos. Que tal?!

Concertos a R$1? Temos! A Orquestra de Sopros Banda Filarmônica do Rio apresenta o espetáculo “Bravo Ópera!” neste domingo (03/06), às 11h30, na Série “Domingo a R$1,00”, no Theatro Municipal. Nesse concerto, serão apresentados, sob a regência do maestro Antônio Seixas, algumas das aberturas, árias e duetos mais famosos de grandes óperas, como Aida, Carmen, O Guarani, O Barbeiro de Sevilha, A Viúva Alegre e La Traviata. No espetáculo, participação especial da soprano Mariana Gomes e da mezzo-soprano Lara Cavalcanti.

Se você não é adepto da “Operação Caguei para a Copa” e morre de saudade do clima de carnaval, sugerimos acompanhar o projeto “CarnaCopa”. A partir desta sexta-feira (01/06), até o dia 15 de julho, mais de 40 eventos rolam na cidade. Para começar, hoje e amanhã, no Píer Mauá, acontece a festa Biergarten, com atrações, como o Bloco Fica Comigo, Djs Zedoroque e Pachu, e muito mais.

Ilustração: Edgar Moura


Enviado por: Lu Lacerda
01/06/2018 - 17:00

Cinco perguntas para David Zylbersztajn (sobre saída de Pedro Parente)

david-zylbersztajn-1

David Zylbersztajn é especialista da área de energia. Fez mestrado na PUC-Rio, é ex-diretor da Agência Nacional do Petróleo (ANP), mas seu conhecimento e cultura no assunto estão bem além do catedrático, digamos assim. Por essas razões, é sempre chamado a opinar em momentos como este, em que a Petrobras pode estar deslizando novamente para o abismo, com a saída de Pedro Parente, o que traz ainda mais uma grande insegurança para os brasileiros.

1
O que significa a demissão de Pedro Parente?

A demissão do Pedro significa uma guinada para pior neste Governo. A empresa, depois de usada para fins políticos num passado recente, estava em fase de recuperação, o que era bom para o Brasil. Colocar alguém do perfil do Parente seria pouco provável, ou ele não teria saído.

2
A que se deve essa saída?

Saiu porque estava contrariado com o que estava sendo proposto, criando obstáculo. Entrando alguém que se alinhe ao desejo do Governo significa a Petrobras voltar pro buraco. (Parente era contrário à interferência do Governo nas decisões da estatal)

3
O que você antevê depois disso?

Tudo depende de quem for pra lá e do que se espera em termos de gestão. Dependendo de quem for o novo presidente, a gente vai saber o rumo que vai tomar.

4
Você encararia esse posto?

Não há hipótese, penso igual ao Pedro.

5
Em algum momento, você imaginou que a greve dos caminhoneiros teria a dimensão que teve?

Nesse tamanho, nunca imaginei. O WhatsApp mudou o País; a capacidade de organização mudou muito. Claro que aí tem também o interesse das transportadoras.


Enviado por: Lu Lacerda
01/06/2018 - 16:30

Varanda do Copa: sempre um bom cenário

A varanda do Copacabana Palace é sempre um bom cenário, juntando a isso os dias lindos de outono, como nessa quinta-feira (31/05), para uma festinha ao pôr do sol: a primeira edição do Heavens Brunch, organizado por Pamela Cancela e Leo Marçal. Com esse nome, supõe-se, sendo no Copa, só pode ser para não ter de traduzir a possíveis estrangeiros. Houve até espaços reservados para crianças, ou seja, nada daquela “loucurada eletrônica” – um clima quase ingênuo e familiar. Veja fotos.


Enviado por: Redação
01/06/2018 - 13:00

GP Brasil: mais informalidade, pelo olhar de Ricardo Satambowsky

pinterest

Grande Prêmio Brasil de Turfe: a 86ª edição, que acontece no dia 10 de junho, no Jockey, vai permitir roupas mais informais nas áreas fora das tribunas de honra e social / Foto: Reprodução do Pinterest

O Grande Prêmio Brasil de Turfe, no Jockey, dia 10 de junho, chega à sua 86ª edição trazendo de volta, depois de anos, um cerimonialista, que vem a ser um nome importante dessa área no Rio: Ricardo Stambowsky (a propósito, ele assina grandes casamentos). Neste ano, as tribunas de honra e social, onde só entram convidados, vão ser unificadas. Ali, continua uso de terno e sugestão de chapéus para mulheres; já nas outras áreas do clube, está valendo a informalidade. Como é tempo Copa do Mundo (apesar de pouca gente estar se lembrando disso), pode ser usada qualquer camiseta verde e amarela. A transmissão do jogo Brasil x Áustria será ao vivo, no telão, a partir das 11h. “Vão ter charmes, como o chapeleiro Dênis Linhares, maquiador de graça, alguns momentos que lembrem o casamento do príncipe Harry e ainda é um evento tradicional. E o clube é tão lindo!”, diz Stambowsky.


Enviado por: Lu Lacerda
01/06/2018 - 12:00

Cléo e Martinho da Vila: 25 anos juntos (é para os fortes!)

_dsc4445-cleo-ferreira-martinho-da-vila-e-padre-omar-maio-2018-foto-cg

_dsc4482-ana-paula-pedro-cleo-ferreira-geraldinho-carneiro-rappinhood-martinho-da-vila-e-mazzola-maio-2018-foto-cg

No alto, Cléo Ferreira, Martinho da Vila e o Padre Omar; nesta foto, Ana Paula Pedro, Cléo Ferreira, Geraldo Carneiro, Rappin’ Hood, Martinho da Vila e Mazzola / Fotos: Cristina Granato

Se existe um casal cujo casamento parece longe do tédio, com certeza, é o de Cléo Ferreira e Martinho da Vila. Depois da apresentação do espetáculo “Martinho da Vila 8.0“, nessa quinta-feira (31/05), ambos subiram ao palco do Teatro Clara Nunes para renovar os votos de amor: comemoraram 25 anos juntos – isso é para os fortes! A plateia, claro, foi à loucura. O padre Omar, querido por todo mundo, abençoou a cerimônia, mas não foi só ele: um pastor também a celebrou. Martinho aproveitou os dois para fazer um apelo: “Quero fazer uma campanha a favor do respeito às religiões” e completou: “Essa festa vai acontecer quando eu completar 50 anos de casado!”


Enviado por: Redação
01/06/2018 - 11:00

Teatro, por Claudia Chaves: Brimas

brimas-beth-zalcman-esq-e-simone-kalil-foto-guga-melgar-100

Costuma-se dizer que família é bom no porta-retrato, mas, felizmente essa máxima pode não acontecer. “Brimas” conta como as relações com avós, pais e sobretudo com a mãe podem ser altamente transformadoras, cheias de histórias incríveis. São capazes de nos impulsionar e de serem veículos de amor. E que podem virar arte.

“Brimas” é a história de duas amigas de vida toda – uma, judia (Esther), e outra, “turca” (Marion), interpretadas, respectivamente, pelas atrizes e autoras do melhor texto de 2015, Beth Zalcman e Simone Kalil. As duas, enquanto cozinham, trocam lembranças, vivências e, sobretudo, o que está difícil de encontrar: valores morais e éticos baseados em amor, lealdade e amizade. Um cenário inteligente de Toninho Lobo, com mobilidade de malas para mostrar que o tema são trajetórias, e, com um incrível jogo de projeção, é a moldura de um espetáculo com direção extremamente cuidadosa de Luiz Antônio Rocha.

Para a autora e atriz Beth Zalcman, falar de sua avó é falar de identidade construída pelo afeto, pelo cheiro e sabores da comida, pelos gestos, pela voz, pelas histórias vividas e sentidas. E esse afeto se desenrola na utilização dos elementos cênicos e nos lindos quadros vazados que ludicamente constroem o tempo do relacionamento.

Brimas é  a carpintaria perfeita do espetáculo teatral. Duas atrizes que se transmudam em seus personagens, com um texto construído de fatos e palavras do cotidiano que leva a plateia a refletir sobre vida, morta, amizade, amor. E existe teatro melhor do que esse?

Serviço:
Teatro Clara Nunes
Sábados às 19h.

tarja-claudiachaves


Enviado por: Redação

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline