04/05/2018 - 20:30

Sobre as joias no aptº de Dario e Rosane Messer

dario-e-rosanemesser

Dario e Rosane Messer: sobre as joias encontradas na casa do doleiro, sua mulher já foi dona da joalheria “Kamile Bernard” / Foto:Antonio Kampffe / arquivo Site Lu Lacerda

Sobre as joias encontradas pela Polícia Federal no apartamento do doleiro Dario Messer, na Delfim Moreira, no Leblon, junto a quadros de muitos artistas, entre eles, várias telas de Di Cavalcanti, há explicação possível: Rosane Messer, mulher de Dario, já foi dona da joalheria “Kamile Bernard”, num andar inteiro de um prédio comercial no mesmo bairro. Rosane chegou a assinar joias para a novela “Caminho das Índias” – certamente razão dos vários estojos com anéis, pulseiras, colares, brincos etc. achados ali. Seriam sobras? Essa joalheria acabou depois da prisão de Dario e Rosane, em 2009.


Enviado por: Lu Lacerda
04/05/2018 - 20:00

Programe-se: agenda para o fim de semana

agendinha-7

Para começar a agendinha desta semana, que tal uma sugestão para despertar o segundo maior prazer desta vida (se é que vocês me entendem…): neste sábado (05/05), a 3a. edição da festa em comemoração ao dia da Europa oferece maravilhas gastronômicas aos visitantes. Dentre os destaques, Fred Monier, Paella da Casa de Espanha, Kamille Plon, Piadina di Silvia, Belga Wafels e Berliner Haus. As 10 horas de evento acontecem na Praça Luís de Camões, na Glória.

Pensa de si pra si: você tem um bandido de estimação? Nesses tempos de Lava-Jato, tudo é possível. Ou você nem toma consciência e prefere esquecer que conheceu – conversou – jantou – dançou com alguém que, ao ligar a TV, dá de cara com a criatura de algemas? Dançar não, quem dançou não foi você…..  

Imagina assistir a Reynaldo Gianecchini e Ricardo Tozzi, juntos, no mesmo palco?! Nesta sexta-feira (04/05), estreia, em curta temporada, a peça “Os Guardas do Taj”, no Teatro XP Investimentos. O drama, baseado no emocionante e premiado texto do americano Rajiv Joseph, chega aos palcos do Rio depois de temporada em Portugal e em São Paulo. Não restam dúvidas de que você precisa ver, né?!

Alguns shows pela cidade: nesta sexta-feira (04/05), os Raimundos se apresentam no Circo Voador; no sábado (05/05), Marina Lima apresenta o novo disco, “Novas famílias”, também no Circo Voador; no mesmo dia, no Teatro Bradesco, Benito di Paula faz show de piano e voz a partir das 21h; no Vivo Rio, Samuel Rosa, do Skank, no sábado e no domingo (?). Para quem está com saudade do carnaval, o projeto “Feijão e Melodia” recebe Xande de Pilares e convidados na quadra da União da Ilha.

Encontrando Narcisa Tamborindeguy, certamente vai levar uma espreizada do “Ai, que loucura!” – seu novo perfume. Narcisa vem usando como uma arma – saca da bolsa e vai na sua direção. Muita gente tá adorando….  

Aos que gostam de bons programas sem gastar muito, que tal o Rio Harp Festival, durante todo o fim de semana? O evento, que celebra a harpa, oferece recitais gratuitos no CCBB. Seguindo a onda de entradas gratuitas, sugerimos a Feira Rio Antigo, com 400 expositores, na Praça Emilinha Borba, na Lapa.

É claro que não poderia faltar um programinha aos que preferem o silêncio, não é?! Para alguns, é muito melhor do que falar com gente vaga. Para isso, sugerimos o conforto do lar, sempre acompanhado de um bom livro e uma tacinha (ou duas) – é quase infalível. Se não acha essa uma boa ideia, que tal ir ao cinema? A companhia de Charlize Theron não parece nada mal. Acaba de estrear o filme “Gringo, vivo ou morto”, com uma mistura de humor, intriga e ação numa batalha de sobrevivência de um homem de negócios que está prestes a se tornar um criminoso procurado. Criminoso procurado te lembra alguma coisa?

Você, que adora abraçar qualquer causa, que adora um movimento, qual vai ser a deste fim de semana?  

Não deixou de ser uma certa coragem do Temer ir ao prédio da Paissandu. Estava sem saída ou seria linchado pela opinião pública – preferiu ir e quase foi linchado de fato. A cena também nos mostrou outra coisa: o Temer perdeu o direito de ir e vir; está solto mas preso.

Pra não esquecer do Churchill jamais: “A sorte não existe. Aquilo a que chamas sorte é o cuidado com os pormenores”, e não estou falando de sexo: aí já seria imprescindível.

Ilustração: Edgar Moura


Enviado por: Lu Lacerda
04/05/2018 - 18:42

Brenda Valansi: Nova York para novidades na ArtRio

brenda-valansi-cred-murillo-tinoco-a

Brenda Valansi: agenda cheia em Nova York para trazer novidades para a ArtRio 2018 /Foto: Murillo Tinoco

Brenda Valansi, presidente da ArtRio, partiu para Nova York por uma semana, com agenda voltada para as artes. Além de visitar as feiras Frieze NY (um aglomerado de galerias contemporâneas com mais de mil trabalhos de artistas atuais até o dia 6 de maio) e a TEFAF NY (de arte, antiguidades e design), ela vai ter uma série de encontros e reuniões com galeristas para falar sobre a ArtRio 2018, que acontece entre 26 e 30 de setembro, na Marina da Glória. Durante o fim de semana, por exemplo, constam na programação diversos leilões, incluindo o da coleção de “Peggy e David Rockefeller”, feito pela tradicional Christie’s, no Rockfeller Center. “É uma semana muito intensa. Um ponto importante do meu trabalho à frente da ArtRio é buscar uma sintonia total com as feiras já consagradas no mundo. O que vale não é uma feira enorme, mas que te traga um conteúdo muito rico, tanto em grandes nomes da arte como em surpresas”, diz ela.


Enviado por: Lu Lacerda
04/05/2018 - 17:12

Gil e Sandra de Sá: sem cachê por Cazuza

gil-e-sandra

Gilberto Gil e Sandra de Sá: show em homenagem à Cazuza em Vassouras sem cobrar cachê /Fotos: Divulgação

O Centro Cultural Cazuza, em Vassouras, a ser inaugurado dia 11 de maio, pode ser surpreendente para fãs do músico: ali vão constar itens preciosos da vida do artista, selecionados por sua mãe, Lucinha Araújo. “Vão ter letras de músicas feitas à mão que mandei emoldurar; primeira camisolinha usada por ele; último terno do show no Canecão; muitos LPs, enfim, lembranças do meu filho”, diz Lucinha, enquanto fala de sua emoção ao mexer nesses objetos todos. Nesse dia, jantar para 80 convidados, em sua maioria, do Rio (alguns, donos de fazendas ali perto), seguido de show da Sandra de Sá, comadre de Cazuza. No dia seguinte, sábado, quem se apresenta é Gilberto Gil, sem cachê, um presente à Lucinha. “Gil vai cantar o baião de Vassouras, de Luiz Gonzaga, graciosamente”, diz, frisando ter adorado o presente sugerido pela amiga Flora Gil. Lucinha nasceu nessa casa, construída em 1849; até aqui, chamava-se Casa de Cultura de Vassouras – ela investiu R$ 3 milhões na reforma. Ambos os shows vão ser na Praça Barão de Campo Belo, onde se apresenta também o Bloco Exagerado. Fim de semana de festas ininterruptas.


Enviado por: Lu Lacerda
04/05/2018 - 16:00

Carioquices: desempregado usa criatividade nas ruas do Leblon

cena-carioca

Carioquices: desempregado como milhões de brasileiros arrumou um jeito criativo de pedir ajuda nas ruas do Leblon /Foto: Reprodução Alerta Leblon

Carioquices: num banco de calçada na esquina da Ataulfo de Paiva com Afrânio de Mello Franco, no Leblon, um homem descansa enquanto sinaliza “preciso de trabalho”, escrito à mão num pedaço de papelão em sua bicicleta, que descansa igualmente, amparada pelo banco. A criatividade carioca e a atitude é o retrato do desemprego no País, que atingiu 13,7 milhões de pessoas, segundo o IBGE. Nesta sexta-feira (04/05), o presidente Michel Temer tentou justificar o aumento do desemprego, que segundo ele, tem a ver com a maior procura por postos de trabalho. “O que acontece é que, quando a economia começa a melhorar, o desempregado, que estava desalentado, se transforma em alentado e vai procurar emprego, mas não tem emprego para todos ainda”, disse Temer para uma plateia de professores e estudantes da ESPM de São Paulo.


Enviado por: Redação
04/05/2018 - 15:00

Dá pra evitar aquela-família-mala sem ferir nenhuma etiqueta

363767

Faltando apenas 15 dias para o casamento do príncipe Harry com a atriz Meghan Markle, o noivo ainda não conhece o cunhado, Thomas Markle / Foto: Reprodução

A 15 dias do casamento do príncipe Harry com a atriz Meghan Markle, o noivo ainda não conhece o cunhado, Thomas Markle, segundo a imprensa inglesa. Pelo visto, dá pra evitar aquela-família-mala (além da sua) sem ferir nenhuma etiqueta. Não é maravilhoso? Antes da festa, os pais da noiva serão apresentados à rainha Elizabeth – pode pegar bem, até para a hora dos cumprimentos. É ou não é? E o casal não vai sair correndo para a lua de mel, como a maioria acha que deve ser, caso até de alguns casais que já estão à beira do tédio – se é que vocês me entendem…


Enviado por: Lu Lacerda
04/05/2018 - 14:14

Gávea Golf: golfistas de todo o País pelo professor Raymundo Coelho

gavea_golf_fvicente-a

Gávea Golf: golfistas do País inteiro chegam ao Rio para a “Taça Professor Raymundo Coelho” /Foto: Divulgação

Neste sábado e domingo (05 e 06/05), acontece a abertura da temporada da “Taça Professor Raymundo Coelho”, no Gávea Golf, em São Conrado, com golfistas de todo o Brasil. No evento, vai haver um torneio de incentivo para jovens praticantes do esporte e uma feijoada – sim, o prato brasileiro não combina só com roda de samba. O nome do torneio é uma homenagem ao funcionário que trabalhou mais tempo num clube do esporte e é um dos 13 brasileiros no livro dos recordes, o Guiness Book – o instrutor de golfe Raymundo começou a carreira carregando o equipamento dos golfistas e só parou aos 95 anos, quando morreu, em 2011. O evento é patrocinado pelas representantes da Christie’s International Real Estate no Rio, a Judice & Araújo. E, em Lisboa, a Porta da Frente – Portugal tem grande diversidade de campos; foi eleito por quatro anos consecutivos (2014 a 2017) como melhor destino de golfe do mundo na premiação World Golf Awards.


Enviado por: Redação
04/05/2018 - 13:30

Cariocas pedalam pela paz no trânsito

pedal-da-paz

“Pedal da Paz”: cariocas pedalam na região do Porto Maravilha para chamar atenção aos cuidados no trânsito /Foto: Divulgação

Neste domingo (06/05), acontece o “Pedal da Paz no Trânsito”, parte do programa Maio Amarelo, na área do Porto carioca. O objetivo é chamar a atenção sobre a responsabilidade no trânsito, tanto dos motoristas quanto dos pedestres. A organização pede que todos vão vestidos de amarelo no percurso que começa entre o MAR e o Museu do Amanhã e vai até o AquaRio, dando a volta para seguir até a Praça XV. O tema do movimento deste ano é “Nós somos o trânsito”; vários monumentos cariocas já estão iluminados de amarelo, como o Cristo e o Palácio da Guanabara. Em 2016, 36.726 pessoas foram vítimas (entre feridos e mortos) nas estradas e ruas do Estado, segundo dados do Detran e do ISP (Instituto de Segurança Pública). No Brasil, a taxa é de 23,4 mortes no trânsito para cada 100 mil habitantes, de acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde) no ano passado.


Enviado por: Redação
04/05/2018 - 12:20

Ernesto Neto: escultura na Suíça e povos indígenas

colagem-sem-titulo

_dsc0252-alessandra-daloia-fabio-szwarcwald-e-renata-fadel-maio-2018-foto-cg

_dsc0200-ana-fortes-paulo-herkenhoff-maria-lynch-e-mercedez-viegas-maio-2018-foto-cg

Na primeira foto, Flavia Quaresma e Mercedes Viegas, seguidas de Ernesto Neto e Luiz Zerbini; na segunda, Alessandra D’Aloia, Fabio Szwarcwald e Renata Fadel; na terceira, Ana Fortes, Paulo Herkenhoff e Maria Lynch / Fotos: Cristina Granato

Foi concorridíssimo o evento “Artist Talks”, um bate-papo entre o artista plástico Ernesto Neto, o diretor da Fundação Beyler, Sam Keller, e o curador de arte Paulo Herkenhoff, nessa quinta-feira (03/05), no Parque Lage. Os três se reuniram para conversar sobre a importância do projeto de instalação de Neto, “GaiaMotherTree”, na maior estação ferroviária de Zurique, no fim de junho. Os ingressos gratuitos esgotaram-se em pouco tempo e as pessoas começaram a chegar ao local no fim da tarde e recebiam pulseiras de cores diferentes, uma para assistir à conversa num salão, outra do lado de fora, acompanhando de um telão. O evento foi transmitido ao vivo para a Suíça.

Sam fez a introdução, em seguida, Paulo começou a conversa com Neto. “Qual a sua idade?”, perguntou ele: “Tenho 23”, respondeu Ernesto, para risos gerais. “Isso é para dizer que o Ernesto é muito antigo, tem a idade da terra. E nesse sentido a gente pode pensar em sua obra como um conjunto”, começou Paulo, numa palestra que durou 1h30 e abrangeu muitos assuntos: desde o descobrimento do Brasil, cultura africana, Floresta Amazônica, religião, galáxias até, finalmente, chegar à explicação do trabalho em Zurique. “Tive essa visão da escultura como se fosse uma árvore e no seu interior um coração, uma cupixaua (onde concentram as comemorações do povo Yawanawá, como danças, cantorias e cerimônias) para as pessoas terem uma conexão espiritual. Tudo com inspiração e respeito aos povos sagrados. Durante a inauguração vamos levar alguns representantes de tribos indígenas”. Ao fim foi exibido o clipe “Demarcação Já”, uma homenagem de mais de 25 artistas aos povos indígenas pelo direito à terra.


Enviado por: Redação
04/05/2018 - 11:00

Teatro, por Cláudia Chaves: O Último Capítulo

divulgac%cc%a7ao

A vida se faz de pequenos prazeres. Alegrias, muitas vezes, de hora marcada são melhor que um pote ao final do arco-íris. O cotidiano, normalmente pesado, acaba por ficar distante, desde que esse prazer  seja um grande prazer. Um pão quentinho, uma chuva ao final de uma tarde quente. E o último capítulo de uma trama de amor. A peça “O Último Capítulo“, no Teatro Fashion Mall, trata disso e de muito mais.

Paulo Mathias Jr. (Dagoberto), absolutamente hilariante, faz, nos pequenos gestos, trejeitos simples, declinação na voz e no corpo e muita ginga – a perfeita interpretação marido-encosto-folgado- traidor-e-absolutamente- sedutor. Já Mariana Xavier faz Berenice, a mulher batalhadora, mas totalmente apaixonada, procurando desesperadamente a reencarnação de uma heroína que batalha, mas acaba por encontrar o “foram felizes para sempre”.

Escrito por Alexandre Morcillo Clóvis Corrêa e dirigido por Márcio Vieira (premiado pela direção do espetáculo “Favela” e assistente de direção de “Andança – Beth Carvalho – O musical”), “O Último Capítulo” comemora a oportunidade dos amigos Mariana e Paulo, declaradamente fãs um do outro, trabalharem juntos.

O cenário reproduz a casa simples, totalmente brasileiro, mas que, com pequenos procedimentos, serve perfeitamente bem aos flashes back que estruturam a narrativa. Sem palavrão algum, com diálogos certeiros, “O Último Capítulo” é, em si mesmo, só alegria, como  a vida deveria ser.

Serviço:
Teatro Clara Nunes
Quartas às 21h
Quintas às 17h e às 21h 

tarja-claudiachaves


Enviado por: Redação

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline