helena-severo-o-ministro-roberto-freire-e-luiz-carlos-prestes-filho

viviane-falcao-maria-eduarda-marques-e-irene-ferraz

ministro-roberto-freire-entre-os-repentistas-miguel-bezerra-e-edvaldo-santos-1

julio-bandeira-e-camila-pereira

o-ministro-roberto-freire-helena-severo-com-a-sec-de-cultura-do-rj-nilcemar-nogueira-1

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

No alto, Helena Severo, Roberto Freire e Luiz Carlos Prestes Filho; embaixo, Viviane Falcão, Maria Eduarda Marques e Irene Ferraz; depois, o ministro da Cultura e os repentistas Miguel Bezerra e Edvaldo Santos; em seguida, Júlio Bandeira e Camila Pereira; Nilcemar Nogueira e Roberto Freire; acima, Helena Severo e Joaquim Falcão / Fotos: Marco Rodrigues

Ao som de repentistas e com muitos pernambucanos entre os convidados, a presidente da Biblioteca Nacional, Helena Severo, abriu, nessa quarta-feira (10/05), a exposição que relembra a Revolução Pernambucana de 1817. Foi a primeira conspiração contra o domínio português que conseguiu ir além da fase de preparação – seus líderes se mantiveram no poder por 75 dias, até serem presos, enforcados e esquartejados por ordem de Dom João VI. Cinco anos depois, viria a independência do país. A exposição segue até dia 15 de agosto, com entrada franca.

Share
Enviado por: Marcia Bahia

Os comentários estão fechados.