De próprio punho, por Taissa Maia (pesquisadora): “Gal Costa me ensinou que nosso corpo é inteligente, que ele produz discursos”

Nunca estive pessoalmente com Gal Costa — eu a conheci aos poucos. Como muitos, eu também a colocava num segundo plano, entre os grandes da MPB. Quando me perguntavam quem estava no meu pódio, Milton Nascimento e Chico Buarque, com certeza. O terceiro lugar variava: às vezes, Caetano, às vezes Gil. Gal me fez quebrar o…