“Prêmio UBC”: Erasmo Carlos e Ana Cañas /Foto: Miguel Sá

“Prêmio UBC”: Gilberto Gil e Emicida /Foto: Miguel Sá

“Prêmio UBC”: Sandra de Sá, Simone Floresta e Simoninha /Foto: Miguel Sá

“Prêmio UBC”: André Midani e Flora Gil /Foto: Miguel Sá

“Prêmio UBC”: Diego Drexler e Ney Matogrosso /Foto: Miguel Sá

“Prêmio UBC”: George Israel e Moraes Moreira /Foto: Miguel Sá

“Prêmio UBC”: Toni Garrido e Ludmilla /Foto: Miguel Sá

“Prêmio UBC”: Mariana Volker, Liminha e Tais Alvarenga /Foto: Miguel Sá

“Prêmio UBC”: Ronaldo Bastos, Erasmo Carlos, Aloisio Reis e Paulo Sergio Valle /Foto: Miguel Sá

“Prêmio UBC”: Erasmo Carlos e os artistas no palco cantando “É Preciso Saber Viver” /Foto: Miguel Sá

A noite dessa terça-feira (09/10) foi de muitas emoções para Erasmo Carlos, o homenageado do Prêmio UBC (União Brasileira de Compositores), no Centro. O evento começou com uma homenagem especial ao Dia do Compositor Brasileiro, com entrega do troféu Fernando Brant a João Carlos Muller, autor da Lei Brasileira de Direito Autoral, que completa 20 anos. Em seguida, o ator Lucio Mauro Filho, mestre de cerimônias, anunciou as primeiras atrações: Gilberto Gil e Emicida dividiram o palco pela primeira vez, depois vieram Johnny Hooker, a funkeira Ludmilla, a dupla Illy e Diego Drexler, Ana Cañas, João Cavalcanti e Mosquito; Simoninha e Rael e no fim, Ney Matogrosso. Depois de tudo, o Tremendão recebeu o troféu das mãos de André Midani e Paulo Sérgio Vale. Todos se uniram para cantar juntos “É Preciso Saber Viver”. “Erasmo Carlos forma, junto com Roberto, nossa dupla Lennon e MacCartney. E no trabalho solo, Erasmo também se consolidou como compositor incisivo, particular, generoso”, diz Marcelo Castello Branco, diretor da UBC.

Share
Enviado por: Redação

Deixe um comentário





SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline