Teatro lotado, gente talentosa, turma animada, reencontros e aplausos – esse foi o resumo da estreia de “Molière”, sob a direção de Diego Fortes, nessa quarta-feira (08/08), em curta temporada no Teatro Adolpho Bloch, na Glória, depois do sucesso em São Paulo. Em cena, 14 atores e músicos para amarrar a disputa bem-humorada entre a comédia, representada por Molière (Matheus Nachtergaele), e a tragédia, personificada pelo poeta Jean Racine (Elcio Nogueira Seixas), tudo embalado por músicas de Caetano Veloso, executadas ao vivo e com arranjos originais do maestro Gilson Fukushima. No fim da peça, sob aplausos intermináveis, Matheus dedicou todo o trabalho no palco ao ator Paulo José, que estava na primeira fila. “Quero ressaltar que foi o Paulo que me ensinou a rir”, disse. Os contemporâneos do ator começaram a ligar os pontos e acreditam que seja pelo seriado juvenil “Shazan, Xerife & Cia”, exibido na Rede Globo em 1972, criação de Walter Negrão com Paulo e Flávio Migliaccio, sucesso na época. Os convidados se encontraram no salão do teatro, para um coquetel, e se diziam impressionados – do cenário ao figurino.

Share
Enviado por: Redação

1 comentário para "“Molière”: teatro lotado em estreia carioca"

  1. 09/08/2018 - 22:43 Enviado por: Luiz Frederico

    Infelizmente não foi comentada a presença no palco do ator Renato Borghi, um dos fundadores do teatro oficina e ganhador de 3 prêmios Molière!

Deixe um comentário





SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline