Pelo olhar do psi, por Arnaldo Chuster: “Os jovens não são ‘inocentes do Leblon’, nem de Bangu, nem de qualquer lugar”

Angelus Silesius, médico-pensador do século XVII, escreveu uma poesia com o título “Sem porquê”: “A flor é sem porquê, floresce por florescer, não olha para si mesma, nem pergunta se alguém a vê”. A poesia me parece falar do mistério da vida ou da realidade, ambas sempre muito mais complexas do que podemos supor. Com…

Pelo olhar do psi, por Arnaldo Chuster: “Os princípios jurídicos básicos evidenciam que a vítima não pode ser o juiz do caso. Contudo, esse princípio de imparcialidade foi rasgado e lançado ao lixo”

Um ministro do Supremo Tribunal Federal (o nome não importa para o que penso ser importante destacar) declarou que “liberdade de expressão não é liberdade de agressão”. Certamente, essa afirmativa não se trata de uma opinião jurídica (para a qual é pago para dar), mas de uma posição moral, que, como qualquer outra nessa categoria,…

Pelo olhar do psi, por Arnaldo Chuster: “Todo isolamento na história das pandemias cobrou seu preço, senão no imediato, em algum ponto do futuro”

  No museu do Prado, um pequeno painel de Hieronymus Bosch representa a tentação de Santo Antão. Em destaque, vemos o velho eremita sentado num buraco de árvore, tendo, por trás, uma paisagem miraculosa, feita de cores ocres e verdes suaves, a qual se abre num caminho que corre entre pequenos vales e colinas arborizadas.…

Pelo olhar do psi, por Arnaldo Chuster: “Não existe quem não possa enxergar seus erros e tentar abrir-se para uma reparação”

O “discurso do ódio” não tem lado, não tem partido, não tem religião nem cultura. Ele pode valer-se de tudo e de todos, vir acompanhado das mais diversas justificativas e titulações, mas é sempre destrutivo para a mente humana. Como psicanalista, penso que jamais devo silenciar sobre o cortejo de danos causados pelo ódio, os…

Pelo olhar o psi, por Arnaldo Chuster: “A peste sob a forma de uma Esfinge se instalou nas portas da cidade, impondo um isolamento social”

A peste, como realidade e metáfora, está presente no mito que mais engloba e traduz a realidade psíquica humana: o mito de Édipo. Freud utilizou esse mito para descobrir a psicanálise, oferecendo-nos múltiplas possibilidades — hoje e sempre — para pensar nos fenômenos psíquicos que caracterizam e configuram a mente humana. Conta-nos o mito que, por causa…

Pelo olhar do psi, por Arnaldo Chuster: “Ainda nos encontramos engatinhando como sociedade”

Nossos ancestrais mais remotos eram muito frágeis, mas desenvolveram uma forma fantástica de sobreviver num mundo que lhes era extremamente hostil. Os bebês passaram a nascer cada vez mais “inacabados”, ou seja, sua maturação completa passou a ocorrer depois do nascimento. Os paleoantropólogos chamam esse processo de neotenia — significa que a imaturidade dos fetos reduziu…

Pelo olhar do psi, por Arnaldo Chuster: “Agora, o inimigo é invisível, o que não exclui o fato de existirem pessoas procurando inimigos visíveis o dia todo”

Dor e adversidade são elementos constantemente presentes na vida humana. No mínimo, é tão fácil ser cruel, negando-as como componentes da vida, quanto é fácil ser cruel, negando ajuda para esses elementos. O famoso escritor russo Feodor Dostoievsky dizia que “compara-se muitas vezes a crueldade do homem à das feras, mas isso é injuriar estas…

Pelo olhar do psi, por Arnaldo Chuster: “Não adianta apenas se indignar; é preciso fazer algo realmente humano para mudar a sociedade egoísta, infantil e irresponsável em que vivemos”

A ética é a função psíquica que, como psicanalista, chamo, metaforicamente, de “anjo da guarda”, uma proteção invisível contra os perigos da crua realidade das emoções de ódio, inveja, voracidade, ambição, crueldade etc. A lista é grande, como são os males que saíram da caixa de Pandora. A ética não pode ser ensinada, mas pode…

Pelo olhar do psi, por Arnaldo Chuster: “Fazemos parte da equipe do resgate mental e emocional dos náufragos da pandemia”

Existe um complexo interjogo entre desenvolvimento tecnológico e desenvolvimento emocional. Em ambos desenvolvimentos, o ser humano não consegue resolver nenhum problema sem que imediatamente surjam novos problemas para solucionar. Por exemplo, quando uma criança aprende a andar é imediatamente apresentada a um espaço muito mais vasto do que quando engatinhava, e esse mundo novo e…

Pelo olhar do psi, por Arnaldo Chuster: “Políticos se batem de frente, com argumentos opostos”

Se existe algo com que o psicanalista deve tomar cuidado, é com reducionismos de interpretação. Por exemplo, interpretar a complexidade social como se funcionasse como o psíquico, e vice-versa. As áreas relacionam-se intimamente, mas não são redutíveis uma à outra. Entretanto, existe um pensar psicanalítico capaz de abrir caminho para discutir o que ocorre no…