De próprio punho, por Marialice Celidônio, de 83 anos, sobre o coronavírus: “Não me desespero com nada”

Acho que, apesar de ter completado 83 anos agora, 19 de março, em plena quarentena, não me considero fazendo parte do grupo de risco: acho que sou apenas meio grupo de risco, já que tenho uma saúde que poucos jovens têm. Saúde total: mental, física e espiritual.  Fiz uso recreativo de drogas quando mais jovem, como a maioria, e adoro uma…