Roger Waters: o telão no intervalo do show dividiu a plateia de 45 mil pessoas em SP /Foto: Reprodução

O show de Roger Waters, cofundador do Pink Floyd, no Allianz Parque, em São Paulo, nessa terça-feira (09/10), está fazendo barulho até agora, e não é dos instrumentos musicais. Depois de ter dividido a opinião de 45 mil pessoas – com um telão passando imagens e textos, entre eles um para resistir ao “neofascismo” com exemplos de líderes de países onde a ideologia estaria em ascensão, citando Bolsonaro no Brasil -, os fãs invadiram as redes sociais de Waters para criticar e apoiar. O post no Facebook já está com quase um milhão de compartilhamentos e quatro mil comentários, a maioria de brasileiros. “Estou decepcionada com você. As pessoas pagaram para ouvir música, e não opinião política. Você transformou momentos de paz em ódio. Você não sabe nada sobre o nosso país”, escreveu uma fã. Outros, no entanto, elogiaram a atitude: “Sem palavras para esse show. Devemos resistir até o fim.” 

Na página da produtora T4F, que trouxe o show ao Brasil, centenas de pessoas também entraram para fazer comentários elogiosos e odiosos e até pedir o dinheiro do ingresso de volta. “Perdeu um monte de fãs. Decepcionou. Por que não vem morar no Brasil e fazer um show beneficente?”, escreveu um seguidor. Outros perguntaram se tinha algum “eleitor de Bolsominion ferido, querendo vender ingresso de meia-entrada”. Neste sábado (13/10), ele vai tocar em Brasília, no Estádio Mané Garrincha, e também vai passar por Salvador, Belo Horizonte, Rio, Curitiba e Porto Alegre.

Share
Enviado por: Redação

Deixe um comentário





SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline