De próprio punho, por Juliana Borges (empresária de bem-estar): “Nossos espaços de ioga estão morrendo nesta pandemia. Vamos fechar se as pessoas não voltarem” 

Há nove anos, comecei a praticar ioga. Em quatro meses, aquilo transformou a minha vida, mas soube que o estúdio onde eu praticava fecharia. Ali, resolvi comprá-lo para que eu pudesse beneficiar as pessoas como fui beneficiada. A partir daquele momento, passei a viver, respirar e a amar a ioga. Ao longo desse caminho, vi que ela fez…