Navalha na Carne: peça volta num prostíbulo real

Navalha na Carne volta a ser encenada pelo terceiro ano, por apenas três fins de semana, num quarto de quinta categoria no Hotel Paris, prostíbulo famoso na Praça Tiradentes: foi ali que tudo começou, em julho de 2010, partindo para São Paulo, participando de festivais pelo Brasil, seguindo para Moçambique. Ano passado, fez temporada na…

A peça “Vivo demais para ser feliz impunemente”, com Gilberto Behar e Thales Paradela, estreia nesta quinta-feira (17/01), às 21h, na Casa da Gávea.

Roberta Sudbrack: mala cheia de novidades para nova coleção

O restaurante Roberta Sudbrack, no Jardim Botânico, reabre nesta terça-feira (15/01), depois das tradicionais férias coletivas da equipe e de algumas obras de manutenção. A chef, que passou por Fernando de Noronha, Recife e interior pernambucano, voltou com a mala cheia de novidades. Mas as do cardápio só chegam com o lançamento da coleção, que…

Invertida, com Lucinha Araújo

Lucinha Araújo, grande personagem carioca, tem muitas coisas importantes na vida, mas, certamente, a principal delas é a Sociedade Viva Cazuza, fundada por ela em 1990, que cuida de crianças portadoras do vírus HIV. O assunto toca seu coração, que perdeu o único filho, o grande cantor e compositor Cazuza, vítima da AIDS. Não posou de…

Galeria de arte reabre no MNBA

A reabertura da Galeria de Arte Moderna e Contemporânea nessa quinta-feira (10/01), no Museu Nacional de Belas Artes, no Centro, foi um dos eventos em comemoração do aniversário do MNBA, que completa 76 anos no domingo (13/01). A diretora Monica Xexéo recebeu vários artistas.

“O lugar escuro”: grande sucesso no Sesc

A estreia de “O lugar escuro“, adaptação do livro de Heloisa Seixas, feita pela própria autora, foi nessa quarta-feira (09/01), no Teatro Sesc de Copacabana, lotado. Ao fim do espetáculo, era como se os aplausos não fossem terminar. Dirigidas por André Paes Leme, Camilla Amado, Clarice Niskier e Laila Zaid protagonizam a história entre avó,…

O monólogo baiano “O casaco”, escrito e dirigido por Vida Oliveira e interpretado por Maria Bela Andrade, faz duas apresentações no Rio, no Espaço Rampa – Lugar de Criação, em Copacabana. Nestas sexta e sábado (11 e 12/01), às 20h.