Opinião, por Eduardo Affonso: A Itabira de cada um

O título de hoje é roubado de uma crônica da Martha Batalha. Ela termina dizendo que “… minhas lembranças não se redimiram. São como a Itabira de Carlos Drummond, resumida a uma fotografia na parede. Coisinhas de nada, diante do monte de vida. Mas como doem”. Minha Itabira se chama Unaí. Tem, em comum com…