Anna Ramalho e a vacina: agora, só por agendamento

Custou, mas saiu: depois de nota dada aqui, na manhã desta sexta (03/04), uma enfermeira da rede Prophylaxis foi vacinar em casa, no Jardim Botânico, a jornalista Anna Ramalho, 71 anos e problemas respiratórios, com indicação para vacina tetravalente. Esclarece o diretor da clínica, Daniel Tendler, que a procura por vacinas disparou de uma tal…

Vibradores de graça? Uau!

Se a moda pega… O sex shop americano Bellesa entrou na lista de empresas que prestam um serviço, digamos, essencial para driblar a quarentena dos americanos: está enviando vibradores de graça. Segundo a loja virtual, a medida é para que as pessoas permaneçam em casa. “Não podemos parar. Estamos enviando boas ‘vibrações’ porque queremos que…

Associação que defende garis propõe greve pelo direito a EPIs depois da morte de colega por suspeita de Covid-19

Célio Gari, presidente da Associação Círculo Laranja, que reúne parte dos servidores da Comlurb, está propondo uma greve, não por aumento de salário, mas pelo direito ao equipamento de proteção individual (EPI) da categoria no Rio; tudo, depois da morte do gari Manoel, de 62 anos, conhecido na gerência de Copacabana por “Quarenta”, que morreu…

De próprio punho, por Marialice Celidônio, de 83 anos, sobre o coronavírus: “Não me desespero com nada”

Acho que, apesar de ter completado 83 anos agora, 19 de março, em plena quarentena, não me considero fazendo parte do grupo de risco: acho que sou apenas meio grupo de risco, já que tenho uma saúde que poucos jovens têm. Saúde total: mental, física e espiritual.  Fiz uso recreativo de drogas quando mais jovem, como a maioria, e adoro uma…

Covid-19: o vírus da incógnita

O Covid-19 é mesmo o vírus da incógnita. Sobre a morte de Mirna Bandeira de Mello nessa segunda (23//03), que comoveu o Rio, sua contemporânea e melhor amiga, Andrea Buffara, que estava com ela na viagem a Punta (num grupo), onde Mirna começou a sentir-se mal, também foi contaminada, mas com sintomas muito amenos — está…

Pelo olhar do psi, por Arnaldo Chuster: “O coronavírus é novo, mas a humanidade já viu tudo isso acontecer”

Uma das características das epidemias é o desejo de identificar verdades universais sobre como as sociedades reagem a doenças contagiosas. Trata-se da eterna busca de uma verdade absoluta e que, geralmente, vem acompanhada de porta-vozes, muitos deles, “profetas do Apocalipse”. “A Peste”, livro de Albert Camus, ilustra bem essa característica. Nele, lemos como as epidemias seguem um drama…