PREMIADA

21/05 -10h55 – Depois da bonita cerimônia de casamento da bela Vanessa Machado com o empresário Joaquim Pedro, nesse sábado, na casa de Lenny Niemeyer, a noiva não jogou o buquê, como tradicionalmente acontece. Diante de tantas amigas solteiras, a atriz preferiu distribuir as rosas brancas entre elas, como se estivesse dividindo a sorte com…

EMBALO

17/05 – 12h40 – São cada vez mais freqüentes atrações internacionais nos clubes cariocas. Vai valer a pena se enfiar em dois deles nesta sexta e sábado. O DJ americano Larry Tee aterrissa no Dama de Ferro pela quinta vez. Ele é criador do termo "Electroclash" e dono do selo Mogul Electro — modernos vão…

CEM OU SEM?

11/04 – 10h20 – Sérgio Cabral comemorou 100 dias de governo num jantar, nessa terça-feira, na casa de Leleco Barbosa, na Barra. O Governador estava acompanhado de grande parte da sua cúpula, além de pessoas como Joel Korn, Carlos Augusto Montenegro, Ricardo Amaral etc. Era um jantarzinho mais festivo, sem cara de compromisso oficial, ou…

O PRAZER TEM UM PREÇO

Dizem que cura até distúrbio emocional! Por um precinho que pode chegar a R$ 21 mil é o mínimo que se deseja. Falo do colchão Maxflex, único no Brasil feito a mão — e em muitos casos, sob medida — cujo fabricante acaba de inaugurar uma loja no CasaShopping. Tem uma espera de duas semanas, em média,…

Neste sábado (27/06), às 20h30, Marcelo Serrado vai estrear o monólogo “Os Vilões de Shakespeare”, do Teatro Claro Rio, sem plateia, pelo projeto “Palco Instituto Unimed-BH em Casa”. Nos canais do Youtube do teatro e do Sesc de Minas Gerais.

Seis perguntas para Celso Rayol: arquiteto descobre novo talento na quarentena

O arquiteto e urbanista carioca Celso Rayol, presidente da Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura (AsBEA), no Rio, e sócio da Cité Arquitetura, encontrou, em charges bem-humoradas, uma forma de passar pela pandemia. Desde meados de março, ele cria desenhos inspirados no cotidiano do isolamento social, tanto seu quanto dos amigos;  afinal, atualmente todos têm…

Seis perguntas para Almir França (estilista e ativista): Com retalhos doados, já passa de 10 mil máscaras

A vida ficou ainda mais intensa para Almir França, estilista, pedagogo e ativista de direitos humanos. No início de março, quando teve que fechar seu ateliê, na Praça da Bandeira, pensou: “Ou a gente liga a máquina de costura, ou enlouquece”. Escolheu a primeira opção e começou a pensar na produção de máscaras sustentáveis, feitas de…