Opinião, por Ava Simões (dentista):  “Na ausência de respirador, você acha que podem escolher uma trans?”

Nos tempos atuais de pandemia, cientistas e médicos infectologistas e a Organização Mundial de Saúde têm tentado, de todas as formas, não escolher entre jovens ou velhos no momento de salvar uma vida — o próprio juramento da medicina é salvar sem olhar a quem. Não é difícil observar situação semelhante no contexto vivenciado pela pandemia do…

Marcus Gasparian: dono de livrarias ‘vira’ entregador de livros (muito bem acompanhado), nestes dias lindos de outono carioca

Você também acha que livro é essencial? Marcus Gasparian, dono das livrarias Argumento (certamente entre o circuito do charme carioca), acha a mesma coisa, tanto que vive deles. Depois do isolamento, o empresário está se adaptando ao momento atual: “Logo que percebemos que teríamos de fechar as lojas, dispensamos funcionários, fizemos acordo e tivemos a…

Opinião, por Maria José Alves de Lima, a Zeca (organizadora) — momento coronavírus: “A ordem pode demonstrar que retomamos o controle sobre nós mesmos”

  Não é só a Covid-19 que pode estar em muitos lugares, sem que a vejamos. Depois do coronavírus, comecei então a me lembrar das minhas diretrizes sobre limpeza, explicando que a falta de higiene contribui para a vida dos “bichos” invisíveis:  ácaros, bactérias, fungos. São muitos, eu garanto. Não guarde seus sapatos sem limpar, não…

Efeito coronavírus: a pandemia marcada na pele. Que tal?

Algumas pessoas estão lidando com o coronavírus, digamos, artisticamente — questão de (péssimo) gosto! Desde o mês passado, começaram a surgir  contas nas redes sociais, exibindo tatuagens em homenagem ao Covid-19. Isso não é fake news! Alguns fizeram na pele o símbolo da pandemia, além de mensagem, como “O Covid-19 esteve aqui” e até garrafas…

De Próprio Punho, por Ana Luiza Rego (artista plástica está presa em NY, com a filha, desde o início da pandemia): “Vou tentando tirar o melhor do pior”

  Cheguei aos Estados Unidos, no final de fevereiro, para visitar minha filha, como sempre faço. No dia 4 de março, embarquei para New Orleans, onde fica sua universidade. Nessa data, soube-se  do primeiro caso do estado de Nova York: um advogado que trabalhava em Manhattan e morava em New Rochelle. Não havia alarme, tudo continuava…