Os seres mutantes de Serpa

A Galeria Gustavo Rebello Arte, no Copacabana Palace, abriu, nesta quarta-feira (14/05), a exposição “Ivan Serpa – Transfigurações”, com trabalhos…

Leia Mais

Paris, por Paulo Pereira

Começa, nesta quarta-feira (14/05), o 67° Festival de Cannes 2014, um dos eventos mais importantes do cinema mundial: ganhar a…

Leia Mais

Chico em clima de cabaré

Estreia nesta quinta-feira (15/05), no Teatro Maison de France, o musical “Palavra de Mulher”, só com canções de Chico Buarque…

Leia Mais

Lu Lacerda, jornalista, pesquisadora, fotógrafa, ama a terra, ama o mar, ama o sol, ama homem, ama comer, ama beber, ama o Rio, com os pés no Sertão e a cabeça no mundo.

 
 

Futilidades

O espaço físico do MAM São Paulo está fechado, mas o museu oferece uma programação intensa online. O #MAMonline traz ações artísticas, culturais e educativas através de mais de 10 mostras numa turnê virtual.

A partir da segunda (30/03), entram no ar as Classes Abertas, salas de aulas online em que professores disponibilizam reforço escolar, material educativo e tiram dúvidas, desenvolvido pela Fundação Roberto Marinho. São 10 turmas para reforço ao Ensino Fundamental e Médio. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site telecurso.org.br

O Instituto Italiano de Cultura do Rio oferece, a partir da segunda (30/03), todos os cursos online, com os mesmos professores, materiais didáticos e abordagem dos presenciais. Os interessados devem enviar e-mail para: centro.iicrio@esteri.it (colocando em cópia corsi.iicrio@esteri.it).

O casal Gianne Carvalho e Gabriel Mendes, ambos fotógrafos, criou um curso online com 12 aulas ensinando como editar no celular aqueles vídeos bacanas que você vê por aí de forma rápida e fácil. Com o código “fiquemcasa” tem desconto — só acessar o site www.gabrielnmendes.com.br

O sambista Moacyr Luz vai fazer uma live neste sexta (27/03) na conta @moaluz, com bate-papo musical, cantando e contando histórias por trás das composições. “Gostei muito desse movimento, acho que é uma forma importante e democrática de levar nossa arte para a casa das pessoas”, diz ele.