“Orquestra”: Armando Klabin com a filha, Daniela Basílio /Foto: Leandro Menezes

“Orquestra”: Daniel Klabin e Luis Prados Covarrubias, cônsul da Espanha /Foto: Leandro Menezes

“Orquestra”: Anna Caldas e Ricardo Nauenberg – Felipe Veloso e Caio Prado /Foto: Leandro Menezes

“Orquestra”: Anselmo Zolla e Naiane Avelino – Paulo Goulart Filho e Bárbara Bruno/ Foto: Leandro Menezes

“Orquestra”: Tony Nogueira e Úrsula Corona, Vanessa Machado e Lalá Guimarães /Foto: Leandro Menezes

“Orquestra”: Luiz Fernando Coutinho, Liège Monteiro e José Possi Neto /Foto: Leandro Menezes

Essa quarta-feira (12/09) foi noite de “Orquestra” no Theatro Municipal. Por dois anos, 18 bailarinos da paulista Studio3 Cia. de Dança mergulharam com tudo na obra do maestro carioca Heitor Villa-Lobos, para mostrar ao público do Rio, em única apresentação, uma seleção de músicas de raridades fonográficas, fugindo do óbvio, como pano de fundo para um show visual. Para isso, Anselmo Zolla, diretor artístico da Studio3, chamou um trio e tanto: direção teatral de José Possi Neto, direção musical de Felipe Venancio e figurinos de Fause Haten. “Villa-Lobos foi o primeiro a incluir essa cultura popular em orquestra e também o que mais se voltou para as nossas origens – a dança faz isso, e temos uma preocupação cada vez maior em levar isso ao grande público”, diz Zolla. Saíram todos numa energia diferente da que lá chegaram – isso não é pouco! 

Share
Enviado por: Redação

Os comentários estão fechados.