A poeta Esther Faingold, ex-namorada de Tunga (1952-2016), trouxe de Nova York alguns trabalhos do artista para a exposição “Tunga – o rigor da distração”, que teve abertura só pra convidados nesse fim de semana, no Museu de Arte do Rio (MAR). São 200 obras, muitas delas inéditas, criadas entre 1975 e 2015. A curadoria é de Luísa Duarte e Evandro Salles, diretor cultural do MAR, em parceria com o Instituto Tunga. São esculturas, filmes, fotografias e textos – 12 anos depois da última individual do artista no Rio e a primeira depois da sua morte, em 2016. Confira quem passou por lá na Galeria.

Share
Enviado por: Redação

Os comentários estão fechados.


SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline