A Velha Guarda da Portela e o Samba Social Clube se apresentam neste sábado (02/02), no Terreirão do Samba, no Centro, às 19h, com participações de Arlindinho, Marquinhos de Oswaldo Cruz, Dorina, Marcelinho Moreira, Flavia Saolli e Casuarina.

Um bom programa carioca é a exposição interativa “Ilhas do Rio”, sobre o  Arquipélago das Ilhas Cagarras, no Forte de Copacabana, até este domingo (03/02). É de graça e o lugar, lindo.

Para tentar acalmar o calorão, a “Festa Rock” começa no fim da tarde desta quinta-feira (31/01), no Vivo Rio – a produção chama atenção para o ar condicionado bombando -, com show de Rodrigo Santos (ex-Barão Vermelho) e participação de João Barone (Paralamas do Sucesso). Antes e depois, DJ Cappelli animando a pista.

Mustache e os Apaches levam o show “Três” ao Teatro Sérgio Porto, no Humaitá, nesta quinta-feira (31/01), a partir de 20h30. Baseado no álbum homônimo, o grupo tem influências latino-americanas, repleto de romantismo, sarcasmo e a característica ironia bem-humorada.

O Miam Miam, em Botafogo, completa 15 anos em 2019 e faz, nesta quinta-feira (31/01), a partir de 19h30, a primeira degustação harmonizada com cervejas especiais – são cinco rótulos da Cervejaria Roter, de Barra do Piraí (RJ).

Depois de passar por Brasília e ainda em cartaz em São Paulo, a “Mostra Brasileirinhos de Cinema para Crianças” chega ao Rio nesta quarta-feira (30/01), no CCBB, Centro.

O bloco Amigos da Onça convida o bloco Agytoê para o projeto “Ensaios de Verão”, nesta terça-feira (29/01), a partir das 20h, no Espaço HUB, um galpão em Santo Cristo, Zona Portuária.

O restaurante Mee, no Copacabana Palace, único asiático do Rio com uma estrela Michelin, preparou um menu especial em homenagem ao Ano Novo Chinês, que será servido apenas no dia 5 de fevereiro (terça-feira), data do início dos festejos na China. 

A partir do próximo dia 31/01, o premiado musical “Elza” estreia temporada no Imperator – Centro Cultural João Nogueira, no Méier. A temporada vai até 24 de fevereiro. 

Neste domingo (27/01), às 11h, tem o melhor do chorinho, no Jardim Botânico, com o conjunto “Criançada Reunida”. O grupo, criado em 2017, traz os clássicos do choro com muito Pixinguinha, Anacleto de Medeiros, Ernesto Nazareth e Jacob do Bandolim. Uma lindeza! Sem falar no passeio pelo parque.