Até este domingo (22/07), está em cartaz a peça “Tchekhov é um Cogumelo”, às 19h, no CCBB, no Centro. Com direção de André Guerreiro Lopes, o espetáculo, com ótimas críticas, retrata o conflito entre o presente e o passado.

O Espaço Cultural Bndes, no Centro, recebe a exposição “Bossa 60, passo a compasso”, que homenageia os 60 anos da Bossa Nova. Com fotos, linha do tempo e uma seleção musical, a mostra fica até 6 de setembro.

O Museu do Amanhã, no Centro, recebe de terça-feira a domingo, a partir das 10h, a exposição “AYA e seu mundo de inteligências artificiais criativas”, com atividades com inteligência artificial. Visitantes podem interagir com a AYA, anfitriã de IA da mostra, e criar desenhos e músicas em conjunto.

A Cidade das Artes, na Barra, recebe a Atlantis Opera Orchestra, que apresenta uma montagem da primeira obra de Mozart, a ópera cômica “Bastien und Bastienne”, neste sábado (14/07), às 20h, e domingo, às 19h.

Nos dias 20, 21 e 22 de julho, acontece o Arraiá Lagoa Bier Fest, na Lagoa. A festa é gratuita, com apresentação de quadrilhas e barraquinhas de comidas típicas, food trucks, opções veganas e atividades para a família.

Até 5 de agosto, o Espaço Furnas Cultural, em Botafogo, reúne obras do artista plástico e grafiteiro Anderson Ferreira Lemes, mais conhecido com Alemão, na exposição “Oni Uni Liri Ludi”. A mostra é aberta ao público.

De terça-feira a domingo, o artista Marco Velásquez expõe, na Casa França-Brasil, no Centro do Rio, trabalhos que relacionam o simbolismo das cores ao movimento da bicicleta na mostra “Bicicletário55 — Cor em movimento”. A exposição, aberta ao público, fica até quarta-feira (18/07).

Inspirado no trabalho de João Cabral de Melo Neto, o espetáculo “Cão sem plumas” está em cartaz no Teatro Carlos Gomes, no Centro, de quinta-feira a domingo. A peça retrata a pobreza da população ribeirinha do rio Capibaribe.  O ingresso custa R$40 (inteira).

Nesta quinta-feira (12/07), às 17h, o Centro Cultural Banco do Brasil, no Centro, exibe gratuitamente filmes sobre futebol. O que abre a mostra é “Bahêa Minha vida – O Filme”, de Pedro Asbeg e Renato Martins, que comemora os 80 anos do Esporte Clube Bahia.