Com adaptação inspirada no livro “Eles eram muito cavalos”, de Luiz Ruffato, está em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil, no Centro, a peça “Naquele dia que vi você sumir”, de quarta-feira a domingo.

A partir desta sexta-feira (24/08) tem início no Sesc Tijuca a 4ª edição do projeto Palavra Líquida, que une literatura a outras linguagens artísticas, com a presença de quadrinistas internacionais e nacionais.  

Nesta sexta-feira (24/08), a escritora Zilda Martins vai estar na Livraria Travessa de Botafogo para lançamento do livro “Cotas raciais e o discurso da mídia: Um estudo sobre a construção do dissenso”, com bate-papo e sessão de autógrafos, a partir das 19h.

Nesta terça-feira (21/08), às 19h, o pianista italiano Stefano Bollani lança o disco “Que bom”, acompanhado por Jorge Helder (baixo), Jurim Moreira (bateria), Armando Marçal (percussão) e Thiago da Serrinha (percussão), no Teatro Carlos Gomes, no Centro.

Nesta quarta-feira (22/08), a artista plástica Luiza Furtado inaugura sua primeira individual “Pigmento”, na Ble Galeria de Arte, em Botafogo. São 32 trabalhos – 20 telas e 12 aquarelas.

Nesta terça-feira (21/08), a cantora Mariene de Castro apresenta o espetáculo “Meu cumpadre Ferreira”, em homenagem à obra de Roque Ferreira, no Teatro Riachuelo, no Centro, às 20h.

O cantor carioca Gustavo Fagundes faz show de lançamento de novo EP, com cinco faixas inéditas, nesta quinta-feira (23/08), às 21h, no teatro Solar de Botafogo.

A banda Apoema apresenta o show “Mudo”, no Etnohaus, em Botafogo, nesta sexta-feira (24/08). No palco, músicas que propõem reflexões sobre opressão e intolerância com influências de rock progressivo, alternativo, jazz e até MPB.

O jornalista George Vidor vai dar a palestra “Ética na Comunicação”, no ciclo “BMC Talks”, no auditório do Botafogo Medical Center, nesta segunda-feira (20/08), a partir das 19h.

Na próxima sexta-feira (24/08), apresentação única de “Luiz Gama – Uma Voz Pela Liberdade”, na escadaria da Câmera Municipal do Rio, na Cinelândia, às 17h. O evento é uma homenagem à memória de Luiz Gama, ex-escravo, advogado, poeta e patrono da abolição.