Nove perguntas para Arnaldo Chuster, psicanalista, sobre hostilidade nas redes X pandemia: “Nada vai acontecer com a pessoa agredida se ela não se identificar com a agressão”

A Covid trouxe consigo — melhor dizendo, fermentou — outro vírus, o do ódio. Nas redes sociais e plataformas virtuais, vemos um mundo de crimes digitais desde o início da pandemia: homofobia, machismo, racismo, violência contra a mulher e o cyberbullying. Com eles, as causas são o aumento da ansiedade, depressão, percepção de solidão e muitos…

Oito perguntas para Mariana Sochaczewski (Medicina Humanizada): “Estamos muito ruins de olhar para o outro”

Nos últimos anos, a expressão “Medicina Humanizada” tem sido muito ouvida, falada, repetida, mas como funciona na prática? No Rio, veio à tona mais ainda, com a recente morte do grandíssimo cirurgião Ricardo Cruz.  Na teoria, o objetivo da humanização (implantado no ano 2000, pelo Ministério da Saúde) era promover uma nova cultura de atendimento,…

Oito perguntas para Tati Leite (Benfeitoria): “Não podemos reduzir a filantropia num País tão desigual quanto o Brasil”

As vaquinhas virtuais foram a solução pra muita gente na pandemia; vários projetos foram financiados, ou simplesmente sobreviveram. No entanto, essas correntes solidárias vão muito além do que fazer um depósito num site. Aí é que entra a carioca Tati Leite, criadora da Benfeitoria, uma das principais plataformas de financiamento coletivo. Só nos últimos oito…

Doze perguntas para Julius Wiedemann (diretor da Taschen): “Se conseguiu fazer algo dar certo no Brasil, você consegue fazer em qualquer lugar”

Para os apreciadores de livros de artes visuais, arquitetura, cinema e design, a Taschen é a Disney do mercado editorial, digamos assim. Nos 20 dos seus 40 anos de existência, comemorados em 2020, a editora alemã conta com um sotaque carioca: entre seus diretores executivos da área de Design e Cultura Pop, está Julius Wiedemann,…

Treze perguntas para Mauricio Santoro (cientista político), sobre as eleições: “A crise no Rio é maior e mais séria do que a crise brasileira como um todo”

Sobre dizer que o Rio é a vitrine do Brasil ou que o Rio é o centro nervoso do País (esta última consta ser do Brizola), ninguém há de duvidar. Neste domingo (15/11), dia das eleições, vamos saber quem vai administrar essa selva perigosa e maltratada que a cidade virou. Por essas e outras, a coluna…

Onze perguntas para Joana Henning (empresária e produtora): “Acho que de perto ninguém é normal mesmo, e é muito legal enfrentar as anormalidades que temos dentro de nós”

Assim que começou a pandemia, em março, a produtora cultural Joana Henning Generoso, 35, sócia da produtora Escarlate, pôs os funcionários em home office, mudou todo o cronograma e fez adaptações. Isolada desde então, mas nunca desconectada, ela tem acompanhado tudo de uma chácara próxima a São Paulo, com o marido, Pedro Parente (ex-ministro do Planejamento…

Dez perguntas para Lucy Barreto (produtora): Na quarentena, trabalha como nunca antes, aos 87 anos, e todos os dias agradece por estar viva

Faz 58 anos, desde que o casal Lucy e Luiz Carlos Barreto, o Barretão, fundou a produtora de cinema L.C. Barreto  numa casa onde moravam, na Rua Dezenove de Fevereiro, em Botafogo, junto com o Cinema Novo. Desde então, foram quase 100 filmes de vários gêneros, produzidos e coproduzidos, entre curtas, médias, longas-metragens e documentários – alguns…