De próprio punho, por Edgar Duvivier: “Fui assistir a ‘Coringa’ e, ao ver Gotham City, cheia de malandros e ratos, pensei estar vendo o Rio”

Amo o Rio. Uma cidade incrível, onde a natureza exuberante e variada é das mais lindas do mundo. Sou filho dessa cidade e, além de povoá-la com meus filhos, tenho mais de 40 esculturas — minhas filhas também — espalhadas por diversos bairros, de norte a sul, leste a oeste, e até no Corcovado, bem pertinho do…

De Próprio Punho, por Monica Velloso: “A meditação me afasta daquilo que me ameaça”

  Escutava falar de meditação, o assunto sempre me interessou, eu lia um pouco, tentava praticar um pouco, conversava um pouco sobre as possibilidades, vislumbrava, mas não desenvolvia. A certa altura, me recomendaram a Meditação Transcendental, MT, e eu fui. Fiz toda a primeira semana, continuei mais um pouco e, na sequência, as minhas primeiras dúvidas triplicaram. Eu…

De Próprio Punho, por Eric Frederik Gualberto, cirurgião que estava operando no Badim, na hora do incêndio

Entrei no centro cirúrgico do Badim, quinta-feira (12/09), às 14h, e em torno de 17:45, no decorrer da cirurgia que auxiliava, fomos informados de fogo no prédio antigo e, por isso, deveríamos liberar imediatamente o centro cirúrgico. Era uma cirurgia de redução de mama, para mim, esporádica, já que não trabalho ali. Normalmente, o centro cirúrgico é um lugar…

De próprio punho, por Oskar Metsavaht – Amazônia: “Estou cansado de ideologias antiquadas de Direita X Esquerda, de Verdes X Empresariado”

Esta semana, postei, no Instagram: “Pray, but Act for Amazon”, instigando, de alguma forma, algumas campanhas pedindo que rezássemos pela Amazônia. Claro que a entendi e até a repostei. Daí, porém, fiquei pensando em todas as ações que já havíamos, eu, o Instituto-E e a Osklen, realizado nessas últimas décadas, em prol da Amazônia, junto…

De Próprio Punho, por Monique Elias, advogada e youtuber: “O rótulo da menina que não tem pai”

Se eu tivesse que escolher uma única palavra para me definir, seria superação. Logo na infância, precisei aprender, a duras penas, a lidar com o rótulo de ‘a menina que não tem pai’, pois eu não o conhecia, e não tinha o nome dele na minha certidão. Tive que contornar desejos simples de criança, como o de comer um doce, por falta de dinheiro. Tive que engolir o choro…

De próprio punho, por Marcelo Szpilman, diretor do AquaRio: “Sonhos não saem do papel sem grande esforço e muita determinação”

Quando, em 2005, comecei a sonhar com a possibilidade de o Rio de Janeiro ter um aquário de nível internacional, de grandes dimensões, como há muito merecia, inevitavelmente eu me questionava se não seria muita loucura da minha parte, muita pretensão para um biólogo marinho sem acesso aos recursos necessários.  Claro que eu sabia que não…