“Se usasse roupa de grife, carrão e relojão, você iria me confundir com um jogador de futebol: sou cirurgião plástico”. De Paulo Müller, esta semana, ao ouvir de uma paulista que seu figurino era muito simples, no Copacana Palace.

“Você quer acabar comigo? Ainda não fiz 25”. De Glória Maria, esta semana, no Copacabana Palace, respondendo a uma paulista que comentou que ela não aparentava ter muito mais de 30 anos.

“Hoje estou fantasiado de homem invisível”. De Aécio Neves, no último fim de semana, avisando que não queria foto, em festa do Dia das Bruxas,  em São Conrado, no Rio.

“Desta vez, não periga que eu leve vaia, só tem gringo”. De Eduardo Paes, esta semana, falando que ao receber a bandeira dos Jogos Olímpicos, em Londres, seguramente não será vaiado.

“Não tem novidade ruim, o que em Copacabana, já é bom”. Do PM Cleyton Chaddar, nesse fim de semana, ao ser perguntado se teria alguma novidade em Copacabana, onde ele trabalha.

“Alguém tem que trabalhar, né?”. De Flávia Sampaio, namorada de Eike Batista, quando perguntada sobre seu atraso no desfile da Daslu, nessa quarta-feira (26/10), no Palácio da Cidade.

“A Dedé acordou comigo, mas deixei ela na cama. Desgruda de mim, criatura!” Do estilista Napoleão Lacerda, nesta terça-feira (25/10), referindo-se à depressão (a famosa Dedé) que vem tentando colar no seu pé.

“Tem sempre uns três minutos de despedida, como se ninguém tivesse vendo nada, só pra ficar bem na foto.” De Paulo Araújo, garçom do Braseiro, na Gávea, nesta terça-feira (18/10), ao ver a demora da despedida dos artistas à saída do restaurante, como que posando disfarçadamente.

“O Chopin, sob muitos aspectos, é o samba do crioulo doido.” De Regina Marcondes Ferraz, esta semana, sobre as mudanças do Edifício Chopin, na Avenida Atlântica, desde a posse do novo síndico Antonio Cereto.

“O sucesso de Steve Jobs é, em grande parte, o resultado da vingança narcísica dele dirigida aos pais biológicos, claro”.   Da psicanalista Bia Kuhn, esta semana, comentando sobre Steve Jobs, aliás, como muita gente fez no mundo inteiro.