“O preconceito racial, os embates do feminismo, a obsessão pelas aparências, a superficialidade das relações e a desigualdade social caracterizam a contemporaneidade, para além da pandemia. Essas questões, contudo, já eram assuntos palpitantes há um século”. 

Da historiadora Marissa Gorberg, que acaba de lançar o livro “Belmonte: caricatura dos anos 1920” (Editora Fundação Getúlio Vargas), finalista do Prêmio Jabuti 2020, na categoria de Ciências Humanas.