“Não vou falar mal da minha terra, mas me confesso aliviado por não ter podido votar nessas eleições. Fiquei chocado com o nível de beligerância que marcou o confronto que dividiu o País, num clima de agressão que afastou amigos e parentes. O Brasil não é o inferno, e morar fora não é viver no paraíso”.   Do…

“Não sinto saudade, não tenho esse sentimento; já te disse que sou fora do esquadro. Encaro tudo de frente, vivo o que a vida determina e sigo em frente. Não vivo preso em nenhum momento, o que não significa que eu não tenha boas recordações e boas memórias. Não sou apegado a nada”.    De…

“Tirei água de pedra nesse tempo. Deixo o teatro sem dívidas – esses são os fatos”.    De Fernando Bicudo, que foi exonerado da presidência do Theatro Municipal (no dia 12/11), sobre a gestão sem irregularidades – ele estava no cargo desde dezembro do ano passado. Agora ele vai integrar a equipe de transição do governador…

“Ao novo governador digo que nos surpreenda – positivamente. Um povo pode resistir a uma série inacreditável de fracassos sem arrefecer, mas não consegue aceitar que perdeu seu futuro, se isso lhe foi prometido.”   De Zazá Piereck sobre as promessas políticas do novo governador do Rio, Wilson Witzel.

“Se Moro levar adiante sua agenda e investigar congressistas, qual será a reação? Como ele pretende aprovar uma legislação mais dura contra corrupção em um Congresso com tantos parlamentares investigados?”.   Do jornalista Thomas Traumann, autor do livro “O pior emprego do mundo”, sobre o novo ministro da Justiça, o juiz Sérgio Moro. 

“Nós, cariocas, estamos cada vez mais acuados, intimidados. A gente vai se acovardando cada vez mais. Isso seria solução paliativa, remendos e sem resolver o problema principal. Acho que todo mundo tem de se unir para tentar uma solução. Isso é uma incivilidade, querer remediar um problema com outro”.   De Glória Maria sobre a razão…

“Está tudo errado e, na verdade, é triste; não vejo solução, porque as pessoas não têm atitude. Elas vão até a metade do caminho e desistem. Tem muita gente que faz muita coisa isoladamente, mas levar isso para uma estratégia pública é muito difícil. O filme mostra como as coisas funcionam tortas. A gente não…

 “Seja rápida, Vera Donato, ninguém aqui está com idade de ter joelhos para ficar fazendo agachamentos de madrugada, não.”    De Bruno Chateaubriand, no aniversário de Narcisa Tamborindeguy, para a fotógrafa, que demorou um pouco mais para fazer um clique perfeito.

“A Rosa inspira justiça social, quer ser feliz, ganhar o dinheiro dela… E está sofrendo também – não é um mar de rosas sua vida. As pessoas têm sabedoria para ver e fazer suas próprias escolhas”.   De Letícia Colin sobre uma suposta influência da personagem Rosa, garota de programa em “Segundo Sol”, na vida…

“Em relação ao meu pai (Carlinhos Brown) e ao meu avô (Chico Buarque) é um lance que você acaba sendo constantemente subestimado ou superestimado, ou por eles ou pelos fãs, muito de acordo com a pré-concepção que os outros formam de você. E claro, envolve muita pressão certas vezes”.   De Chico Brown sobre o…