“Vou comemorar meu aniversário de 50 anos. Quem tiver dúvida é só perguntar ao Roberto Irineu, que ele vai comprovar”.   De Glória Maria, que programa festa, segundo ela, pelos seus 50 anos.

“Sou a bicha mais velha desta cidade, mas estou no formol”.   Do produtor e empresário Cabbet Araújo, 44 anos, sobre a evolução da noite carioca – ele produz festas na ciadade há mais de 20 anos.

“Se roubaram igual, ou bota todo mundo em Bangu, ou todos nos batalhões da PM. Dois pesos e duas medidas não dá. Não importa se presidente, senador, governador: crimes iguais, punições iguais.”   De Glória Maria, sobre a prisão especial para Sérgio Cabral.

“Se está preso, tem que ser num regime que não lhe permita influenciar, que opere. Teria de ser levada em conta a ética do advogado, mas, no Brasil de hoje, os grandes criminosos pagam a advogados com dinheiro roubado. Num mundo ideal, o advogado jamais seria ‘garoto de recado’. Neste caso, sei que estou sendo…

“Está tudo ótimo entre nós: tanto pro hotel quanto pra ele; depois de três anos, estava na hora de partir pra outra”     De Andrea Natal, diretora do Copacabana Palace, sobre a saída do chef Kazuo Harada do restaurante Mee

“Entrando alguém que se alinhe ao desejo do Governo significa a Petrobras voltar pro buraco”   De David Zylbersztajn (especialista em energia) sobre a demissão de Pedro Parente da presidência da Petrobras 

“É muito difícil ser mulher. Na próxima encarnação, quero voltar do mesmo jeito. Por favor!”.   Do ator Maurício Branco, sobre a personagem transexual Glória, na série “Natália”, da TV Brasil. 

“Podemos dizer que o uso social ou recreativo da canabis (maconha) também é um uso medicinal. Da mesma forma que algumas pessoas tomam uma taça de vinho para relaxar, usam a canabis para dormir melhor ou aumentar a libido”.    Do neurologista Eduardo Faveret, sobre tratamentos  à base de canabidiol.

“Em Ipanema, tenho o que chamo de inútil paisagem, não posso viver direito: na rua tem assalto; na praia, tem arrastão; no restaurante, tem bala perdida. Tudo lindo, mas inutilizável. Na Gávea, tem mais opções para as crianças”   Da jornalista Glória Maria sobre sua mudança para a Gávea, depois de três anos morando na…

Muito mais interessantes! Volta e meia, alguém me procura dizendo que a vida daria uma novela, mas a verdade é que a vida de ninguém daria novela.     De João Emanuel Carneiro quando perguntado se as vidas da ficção são mais interessantes que as dele.