“Busquei mais os meus sentimentos e menos me ative a pesquisas. É um capítulo que se parece mais com um quebra-cabeças com peças faltando. Achei importante, para dar a quem já passou por isso, um relato de que a vida tem que continuar. O amor de todos me salvou”.

Do músico Bruno Gouveia, sobre o capítulo da biografia recém-lançada “É impossível esquecer o que vivi”, em que fala do filho, Gabriel, de 2 anos, que morreu num acidente de helicóptero em 2011, na Bahia.