“Bebo suco de laranja com botox quando acordo”. De Bruno Chateaubriand, nesse fim de semana, explicando sobre sua idade real (35 anos) e a que aparenta (muito menos).

“No mercado financeiro, os caras vendem a alma ao Diabo na alta… E depois recompram na baixa!”. Do apresentador de TV e humorista Paulo Bonfá, nesta sexta-feira.

“Aécio Neves já decidiu: só vai definir seu futuro político depois que completar o álbum de figurinhas da Copa. E não se fala mais nisso, ok?”. De Tutty Vasques, fazendo piada com um dos pretendentes à presidência do País, nesta segunda-feira.

“E sábia! Saiu da sarjeta para a fama! Quantas outras não têm a mesma esperança?”. Do novelista Walcyr Carrasco, sobre a cadelinha de rua que foi adotada por Miguel Falabella, nesta segunda-feira, em Ipanema, e já ganhou o nome de Lakmé.

“Estou morta. Queria saber quem foi a energúmena que inventou que mulher tinha que trabalhar. Eu tenho jornada quádrupla! E ainda tenho que estar bonita, magra, bem vestida, penteada, maquiada, atenta, bem informada e inteligente! Cansa!!!”. Da jornalista Renata Capucci, nesta quinta-feira, sobre como conseguir tempo pra ela, se o trabalho e a filha a…

“Meu pai parou de fumar e aprovou a lei que ferrou todo mundo.” De João Pedro Cabral, o Cabralzinho, comentando sobre a Lei Antifumo aprovada por seu pai, o Governador Sérgio Cabral, depois de ser flagrado fumando no banheiro do Copacabana Palace, nesse fim de semana.

”Nunca fui gay, mas estou quase virando”. De Luiza Brunet, nesse fim de semana, em conversa sobre a “crise” no mercado masculino. Todo mundo acha a declaração não passa de charme da modelo, que está solteira porque quer.