“Autor de teatro, depois da estreia, vai beber. Roteirista de cinema, depois da estreia, vai beber. Colaborador de novela, depois da estreia, vai trabalhar por mais cento e tantos capítulos”. De João Ximenes Braga, nesta terça-feira, reclamando da falta de tempo durante a produção de uma novela. Ele é um dos colaboradores de “Insensato Coração”,…

“Nas sete horas e meia que fiquei na fila do Hemorio, consegui doar e me emocionei com a solidariedade do carioca: ninguém reclamou nem foi embora. Só não sabemos escolher governantes!” Da decoradora Leila Teixeira Soares, nesta segunda-feira (17/01). Por aí, pode-se ter uma ideia do tamanho das filas, proporcionais à solidariedade, obviamente.

“Estou aqui no que restou do Vale do Cuiabá. Depois das imagens terríveis que vi, restou pouco de mim também…” Da réporter da TV Globo Mariana Gross, nesta sexta-feira, depois da matéria que foi fazer na Região Serrana.

“Meu material bélico é muito mais forte que o 3X4”. De Alicinha Cavalcanti, nessa quarta-feira, durante o Fashion Rio, no Píer Mauá, elogiando um fotógrafo por pegar um ângulo favorável. Segundo Alicinha, ela é muito melhor pessoalmente, já que a fotogenia não é seu forte.

“Virei uma franciscana”. De Daniela Maia, empresária, dona do portal Maismoda.tv, filha do ex-prefeito Cesar Maia, nesta segunda-feira, depois de saber que sua casa em São Conrado foi assaltada e levaram todas as joias (as antigas de família, inclusive), além de lap tops, câmeras, filmadoras etc.

‎”Tá decidido: parar no porta-malas é o novo preto”. Do jornalista de economia  Gilberto Scofield, nesta quinta-feira, dizendo que vai virar moda o caso da psicóloga Karen Tanhauser, que sumiu e foi encontrada três dias depois no porta-malas de um carro em seu prédio, no Jardim Botânico.

“Me disseram até que eu vou desfilar de biquíni. Pode uma coisa dessas?”. Da transexual Lea T., nessa segunda-feira, sobre os comentários de que desfilaria para a Rosa Chá, durante o São Paulo Fashion Week (de 28/01 a 02/02), e o que faria com o Pingolim…

“Só vou acreditar nas novelas da Globo quando aparecer uma empregada gostosa aqui em casa”. Do publicitário carioca Antonio Tabet, nesta segunda-feira, querendo que a ficção vire realidade em 2011.

“Se eu botar um biquíni no Rio, minha bunda vai parar na Internet”. De Glória Maria, explicando porque vai passar o réveillon em Florianópolis, longe das praias do Rio, onde tem sempre um fotógrafo esperando um deslize.

“Você vai estar sempre comigo porque você é como eu: faz as coisas com paixão, com alma, com amor. Adorei seu vestido rosa, mas, sendo você, poderia até ser marrom, que eu não me importaria”. De Roberto Carlos para Glória Maria, momentos antes de seu Especial de Natal, no último sábado (25/12). Como se sabe,…