Teatro, por Claudia Chaves: “Inocentes de Ipanema”, quando todos são culpados

A maioria das vezes familiares só se encontram em casamentos e velórios. Nesses momentos, confraternizam, repartem lembranças e, sobretudo, brigam. E a situação pode se agravar quando o morto ou a morta era ele/ela mesmo um desafeto. Com uma situação dessa Fabrisio Coelho desenvolve “Os Inocentes de Ipanema”, em cartaz no Castelinho do Flamengo. A…