BLOG

08/11/2018 - 17:40

Flávio Canto sobre Sensei Mehdi: “Luto no judô e no meu coração”

Na primeira foto, Flávio Canto com Georges Mehdi em recente encontro; na segunda, o Sensei Mehdi com os alunos da sua academia /Fotos: Reprodução e Divulgação

O judô, no mundo inteiro, está de luto com a morte de Sensei Mehdi, ex-treinador da Seleção brasileira. Seu corpo foi cremado nesta quinta-feira (08/11). Francês naturalizado brasileiro, Georges Mehdi chegou ao Brasil nos anos 50 e dedicou 75 anos de sua vida a essa arte. Flávio Canto é um dos campeões formados pelas suas mãos, que, até os 84 anos, manteve aberta sua academia em Ipanema, a Mehdi Judô, por onde passaram várias gerações. “Luto no judô e no meu coração – o Sensei Mehdi se foi. O mais técnico de todos que conheci, com quem tive o privilégio de aprender um pouco do tanto que ele carregava do Caminho Suave (a tradução do judô). Ele costumava me dizer: ‘Flavinho, quando achar que está rápido, está lento; quando achar que está forte, está fraco; e quando achar que sabe tudo, ainda não sabe nada. Só assim você cresce’”, lembrou Canto. 

Sebastian Pereira, bronze no Mundial de Birmingham, 1999, também foi aluno de Mehdi, além de Masahiko Kimura, Isao Okano e Anton Geesink. E claro, não poderia deixar de lado a família Gracie, num primeiro contato em 1950 e, posteriormente, quando treinou com Rickson Gracie. O psiquiatra Jorge Jaber era seu aluno mais antigo em atividade e  patrocinou um curta-metragem em sua homenagem, o “Sensei Mehdi”, que mostra as últimas imagens do mestre dando aula, dirigido pelo ex-judoca Cavi Borges, que se machucou às vésperas de embarcar para uma olimpíada, tornando-se cineasta. A produção é de Patricia Terra.


Enviado por: Redação
08/11/2018 - 16:00

Crivella: corrida de Fórmula Indy no Sambódromo em 2020

Marcelo Crivella: prefeito anuncia corrida da Fórmula Indy no Rio em 2020 /Foto: Reprodução Twitter

Enquanto a chuva cai no Rio, alagando ruas e derrubando árvores, o prefeito Marcelo Crivella anuncia, via redes sociais, nesta quinta-feira (08/11), que a cidade vai receber uma etapa da Fórmula Indy em 2020. “Recebi os organizadores da Fórmula Indy americana, e os carros do circuito vão percorrer trechos do Sambódromo e da Avenida Presidente Vargas. O público poderá acompanhar a prova de perto. A estimativa é que o evento gere cinco mil empregos provisórios”, escreveu ele em sua conta no Twitter. O Rio já teve etapas da Fórmula Indy entre 1996 e 2000, quando ainda se chamava CART, no extinto Autódromo de Jacarepaguá; São Paulo também recebeu a prova entre 2010 a 2013. A última vez da categoria no País foi em 2015, em Brasília. “Eu estive no projeto, vou publicar a corrida que estamos pensando em fazer aqui no Rio. Tenho certeza de que vocês virão, verão e vão gostar, ou pela TV, ou ao vivo. É um excelente evento para a nossa cidade e vai atrair muitos turistas”, disse no vídeo.


Enviado por: Redação
08/11/2018 - 15:20

Isaac Karabtchevsky: nova data para “Dark Side of the Moon”

Isaac Karabtchevsky à frente da sua Orquestra Petrobras Sinfônica – concerto com músicas do Pink Floyd ganha nova data /Foto: Fábio Rossi/Divulgação

Pelo tamanho do sucesso, e pela procura de ingressos – já esgotados para os dias 08, 09 e 15 de novembro no Vivo Rio – a Orquestra Petrobras Sinfônica (Opes), sob a regência de Isaac Karabtchevsky, volta a apresentar o espetáculo “Dark Side of the Moon”, da banda Pink Floyd, no dia 3 de fevereiro, na Jeunesse Arena, na Barra, com ingressos disponíveis a partir desta quinta-feira (08/11). Lançado há 45 anos, o álbum que ocupa até hoje a terceira posição entre os mais vendidos da história, com mais de 45 milhões de cópias, será tocado integralmente com arranjos inéditos de Ricardo Candido. “Vivia na Europa na época em que o disco foi lançado e me lembro do impacto – existem elementos de vários tipos de música naquele álbum, da erudita à popular, passando até por composições concretistas. Queremos mostrar ao público o quanto o clássico e o rock podem andar de mãos dadas”, disse Karabtchevsky. O show com 50 músicos é parte da série “Álbuns”, da Opes, que já homenageou os discos “Thriller”, de Michael Jackson, e “Ventura”, do Los Hermanos, e tem como objetivo “popularizar a música clássica e renovar o público do gênero”.


Enviado por: Redação
08/11/2018 - 14:40

Bazar de Natal: tradição de Sueli e Ricardo Stambowsky

Ângela Rocco, Ricardo Stambowsky e Monica Marinho /Foto: Marco Rodrigues

Gilda Temudo e Sueli Stambowsky – Jane Rose Klarnet e Zezé Oliveira /Fotos: Marco Rodrigues

Arnaldo e Inês Basto – Íris Bruzzi e Paula Cleophas /Fotos: Marco Rodrigues

Eduardo Machado e Mirna Bandeira de Mello – Sueli Stambowsky com a famosa Charlotte Elizabeth vestida de Papai Noel /Fotos: Marco Rodrigues

Gustavo Carvalho, Adriana Mattar e Ricardo Bruno /Foto: Marco Rodrigues

Alice Medici, Henriqueta Gomes e Bebel Niemeyer /Foto: Marco Rodrigues

Leonardo Araújo e Flávia Sampaio /Foto: Marco Rodrigues

O Bazar de Natal de Ricardo e Sueli Stambowsky, no lindo apartamento da Xavier da Silveira, em Copacabana, é programa certo para quem quer presentes diferentes, originais; menos óbvios, enfim. Nessa quarta-feira (07/11), foram 80 convidados, de gerações diferentes, nomes bem sociáveis, para conhecer as novas peças vintages garimpadas, durante o ano, pelo anfitrião. O apartamento e as mesas de doces, decorados por Leonardo Araújo, tinham plaquinhas de identificação já que Ricardo é cerimonialista, e trabalho e diversão andam juntos.


Enviado por: Redação
08/11/2018 - 12:30

Escola na Gávea faz exposição de “artistas plásticos” mirins

A cineasta Mini Kert ficou surpresa com a interpretação da Mona Lisa, de Leonardo da Vinci, feita pela filha Rita, de 12 anos (com o artista plástico Luiz Zerbini) /Foto: Cristina Granato

Mariano Di Calafiori (o “rockstar”), de 6 anos, levou os pais, Claudio Lins e Alexandra Di Calafiori, e também o padrinho, o ator Renato Rabello /Foto: Cristina Granato

A diretora da escola, Maria Luiza Soares de Souza, com o artista plástico Luiz Zerbini, pai de Rita e Violeta (de 12 e 9 anos, respectivamente, com Mini Kert) /Foto: Cristina Granato

A estilista e designer de interiores Antonia Bernardes com a filha Maria Noronha /Foto: Cristina Granato

Tentando chamar a atenção das crianças para a importância da arte na vida de todo mundo, o curso de inglês The Scole Special English Studies, na Gávea, promoveu uma ação com um-dia-de-artista-plástico, nessa quarta-feira (07/11), entre os alunos, ideia da diretora Maria Luiza Soares de Souza. Cada turma aprendeu e discutiu o trabalho de um pintor famoso, e a criançada não fez feio ao reproduzir obras de Leonardo da Vinci, Pablo Picasso, Di Cavalcanti e Claude Monet, usando diferentes materiais e expondo nas paredes da escola. O que mais se via por ali eram pais sorridentes e orgulhosos, como a cineasta Mini Kerti e o artista plástico Luiz Zerbini – a filha mais velha do casal, Rita Kerti, de 12 anos, por exemplo, desenhou uma Mona Lisa cheia de personalidade, lembrando até uma pintura de Frida Kahlo


Enviado por: Redação
08/11/2018 - 11:30

Carol Fazu: depois de “Segundo Sol”, atriz encena Janis Joplin

Carol Fazu: atriz caracterizada como Janis Joplin no espetáculo “Janis” /Foto: Lucio Luna

Carol Fazu, a Selma de “Segundo Sol”, novela de João Emanuel Carneiro que termina esta semana, não pretende tirar férias. A atriz vai engatar no teatro, com o retorno do espetáculo “Janis”, monólogo musical sobre Janis Joplin, em curta temporada no Teatro Cesgranrio, no Rio Comprido, com estreia neste sábado (10/11). Fã da cantora americana, a atriz é acompanhada de cinco músicos, relembrando a vida da artista e cantando sucessos como “Little Girl Blue”, “Kozmic Blues”, “Maybe”, “Me and Bobby McGee”, “Piece of my Heart” e “Mercedez Benz”. “Comecei a cantar inspirada em Janis e escutava muito rock em Brasília, onde nasci. Ficava gritando no quarto, tentando cantar em cima de suas músicas, mas foi tudo muito intuitivo”, diz Fazu. O espetáculo tem dramaturgia de Diogo Liberano, direção de Sergio Módena, direção musical de Ricco Viana e cenografia e figurinos de Marcelo Marques


Enviado por: Redação
07/11/2018 - 18:40

AquaRio: atração turística comemora dois anos

AquaRio: atração turística comemora dois anos com desconto na entrada, tendo como atração principal os tubarões /Foto: Alexandre Macieira

O AquaRio comemora dois anos neste sábado (10/11), com desconto para os visitantes: cariocas e turistas que comprarem os ingressos antecipadamente pelo site, para esta sexta-feira (09/11), vão pagar R$ 50; normalmente, varia de R$ 60 a R$ 100. Entre os destaques do novo ponto turístico, os tubarões são as estrelas, como a Margarida, Donald e Gastão, Giorgio, Sharon, Ritinha e Zeca, que têm ajudado na conscientização do público para a conservação dos oceanos. “Nesses dois anos, temos percebido o quanto as pessoas saem impactadas e mais conscientes sobre o ecossistema marinho. O AquaRio é bem mais que uma atração turística: é um agente transformador”, diz o diretor Marcelo Szpilman, também citando duas importantes campanhas, a “Seu Lixo Meu — O Mar Clama por Ajuda”, e a “Campanha Nacional de Consumo Responsável dos Recursos Pesqueiros”, sobre quais espécies de peixes e crustáceos cujo consumo deve ser evitado, para amenizar o problema da pesca predatória.


Enviado por: Redação
07/11/2018 - 18:20

Sophia Abrahão: atriz “liberta” elefantinho de Copa

Sophia Abrahão: atriz libertou o elefantinho que estava em frente ao Copacabana Palace, nesta quarta-feira (07/10) /Foto: Divulgação

Todo mundo já viu ou sabe sobre os elefantinhos que estão pelas ruas da cidade, como parte da “Elephant Parade Rio”. Demos aqui os sete acorrentados para chamar atenção para a preservação da espécie, em ação da marca de licor Amarula, mas nesta quarta-feira (07/11), numa atitude simbólica, três deles foram “libertados”. A atriz e apresentadora Sophia Abrahão arrebentou as correntes da elefoa que representa “Um tarde de domingo”, da artista Linda Valente, em Copacabana. A ruiva chamou até mais atenção do que a escultura no calçadão, com muitos pedidos de selfie. A libertação dos animais também aconteceu no Pão de Açúcar, com a influenciadora digital Babi Loussie desamarrando Brenda, criada por Luca Ewbank; e também no Leblon, com a artista plástica Mariana Ravelles, que fez questão de soltar o boêmio Bob, o Carioca.


Enviado por: Redação
07/11/2018 - 17:20

Leblon: personagens autênticos – à sua maneira

A secretária Elaine Gomes e a podóloga Márcia Cilene: diplomacia para lidar com personagens do Leblon 

O All Pé (de podologia), na Praça Antero de Quental, no Leblon, resolveu cadastrar as clientes, em sua maioria, do próprio bairro. A certa altura do questionário, pergunta-se a data de nascimento, sendo que o computador não aceita se não constar o ano, o que virou um problema já que a maioria só quer colocar dia e mês. A secretária Elaine Gomes já nem discute o assunto: resolveu chutar uma data qualquer, sempre favorável, digamos assim, à pessoa em questão. Uma senhora, por exemplo, cliente da podóloga Márcia Cilene (uma das melhores do Rio, atendendo ali há três décadas), não fala a idade de jeito nenhum: “Prefiro não lembrar que já passei dos 90”, disse rindo. Elaine não teve dúvida: ao cadastrá-la, cravou 1955 no ano de nascimento, o que fez a moradora da Delfim Moreira sair de lá, felicíssima. O querido Leblon é cheio de atitudes nesse estilo, com seus personagens sempre bem-humorados e autênticos – à sua maneira! 


Enviado por: Lu Lacerda
07/11/2018 - 16:30

Paulo César Pinheiro: mais um livro

Na primeira foto, Paulo César Pinheiro com a filha, Ana Rabello; na segunda, Luciana Rabello e Mario Adnet; nesta foto, Daori Caymmi e Paulo César / Fotos: Cristina Lacerda

O poeta, compositor e teatrólogo Paulo César Pinheiro lançou seu nono livro, “Poemúsica” (editora 7 Letras), na Blooks, em Botafogo. O artista é praticamente uma fábrica de livros – para o ano que vem, tem planos de mais dois, aproveitando que vai comemorar 70 anos: um de contos, “Figuraças”, inspirado nas crônicas que fazia nos anos 70 para o jornal “O Pasquim”; outro de poesia, “Mil versos, Mil canções”, além de um álbum com músicas inéditas e um documentário sobre si mesmo. Na noite de autógrafos, recebeu amigos, como os músicos Dori Caymmi e Mário Adnet, além das artistas da família, a filha Ana Rabello e a mulher, Luciana Rabello, são cavaquinistas – pode existir no mundo profissão mais linda do que essa? 


Enviado por: Lu Lacerda

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline