A Babel chegando: vem festa nova e com arte

Vai estrear uma nova festa, a Babel, na próxima sexta-feira (07/12), no Manouche, no Jardim Botânico, segundo os organizadores Diógenes Queiroz, Glenda Kozlowski e Chris Pasqualette (nomes pela ordem da foto), pra provocar e estimular a sua criatividade com arte, luzes, som e dança. Eles vão lançar e divulgar trabalhos de artistas contemporâneos. Na primeira…

José Jorge: a visão da cruz além do aspecto religioso

A partir desta sexta-feira (07/12), o Centro de Visitantes Paineiras vai receber a exposição “Cristo Rei — Cristo Redentor e A Cruz”, do artista português José Jorge, pela primeira vez fora da Europa. São 12 quadros em acrílica e técnica mista sobre madeira. “Todos os trabalhos que criei procuram mostrar o impacto da cruz, uma…

“Concertos de Natal” com 1.500 alunos da rede pública

A escadaria do Centro Administrativo São Sebastião (CASS), na Cidade Nova, foi ocupada por 1.500 alunos de 45 escolas do município nesta segunda-feira (03/12), como parte do Programa Orquestra nas Escolas, da Prefeitura do Rio, com a série Concertos de Natal. Destaque para a participação da recém-criada Orquestra de Garrafas, que reproduz sons de sinos,…

Wilson Witzel: “Vão ter que me engolir”

Na abertura do seu discurso no almoço do LIDE, nesta segunda-feira (03/12), no Copacabana Palace, Wilson Wiltzel, sempre muito firme e fluente, disse que em 2019 vai arrumar a casa, mas em 2020 vai navegar em mar de almirante, e que do seu governo não vai ter luxo, mas todo mundo vai ter dignidade para…

O “charme” de Corello na Zona Sul carioca

Pela primeira vez o “Baile Charme Black Tie” vai acontecer na Zona Sul carioca, no Clube Manouche, no Jardim Botânico, dia 8 de dezembro. Com produção de William Vorhees, uma espécie de “instrutor do estilo de vida carioca”, o baile vai ter animação de um dos maiores nomes da black music do Rio, o DJ…

Catador de latinha vira “atração turística”

Dia de sol intenso no Rio nesse domingo (02/12), praias lotadas e aquele vaivém na orla. Mas dia de trabalho duro para alguns. Eis que no meio de Copacabana, um catador de latinhas, daquelas figuras que só o Rio tem, já satisfeito com sua coleta diária, esticou sua imensa rede de náilon cheia de reciclável…