Teatro, por Claudia Chaves: “Ricardo III”

Menos é mais. A máxima dos tempos contemporâneos seria totalmente descabida no século XVI — tempos de realeza, expansão dos mares, da Invencível Armada; tempos de Shakespeare, a majestade da dramaturgia, com um império de personagens, histórias grandiosas e uma corte enorme de personagens. Todas essas características estão em “Ricardo III”. Gustavo Gasparani, com a coragem…

Tá difícil até pro santo. Se benze, Rio!

  A situação da violência urbana no Rio não tem poupado nem os santos. Mal soou o sino da manhã na Paróquia de São Francisco e bandidos tentaram roubar a Igreja, na Tijuca. Não tinha missa, não tinha ninguém, só tinha o santo mesmo. Nada levaram, um fugiu e dois foram presos. Na cidade em…