Museu do Amanhã, projeto da FRM: Dilma na inauguração

A abertura do Museu do Amanhã, com solenidade para poucos convidados é nesta quinta-feira (17/12), às 19h, com a presença da presidente Dilma Rousseff. José Roberto Marinho, presidente da Fundação Roberto Marinho, é o idealizador do museu e, claro estará lá, assim como o governador Pezão, o prefeito Eduardo Paes, executivos do banco Santander e…

‘No Fio da Navalha’: fila interminável em lançamento

Ninguém nunca viu nada igual em lançamento de livro como “No Fio da Navalha” (Editora Record), de Luis Erlanger, sobre a vida de José Junior, fundador e coordenador-executivo do Grupo AfroReggae. A fila, por um lado, torturante; por outro, maravilhosa. Será que nunca alguém vai inventar uma maneira para resolver as noites de autógrafos superlotadas,…

Calliope Marcondes Ferraz: roupas leves e cariocas

Calliope Marcondes Ferraz, nascida em Cremona, na Itália, mas louca pelo Rio, onde mora desde que se casou com Paulo Fernando Marcondes Ferraz, começou a criar algumas peças pra ela e as amigas. Depois de ouvir tantos: “Quero uma igual” ou “Que linda!”, ou ainda “Não posso mais ficar sem”, resolveu investir no negócio. Nesta…

Bar Lagoa: 80 anos, com intenção de dobrar a idade

Omar Resende Peres, o Catito, comemorou 80 anos do Bar Lagoa, nessa segunda-feira (14/12), comprado por ele em maio deste ano, com almoço para convidados. No espaço, que está sendo restaurado, a tarde toda o anfitrião recebeu o carinho e palavras de ânimo dos cariocas. Catito substituiu a família Grillo na gestão do bar, um…

Cabeleireiro conhecido no Leblon está reabrindo

Cabeleireiro no Rio está praticamente igual a farmácia: quase um por habitante. Segundo consta, existe mercado para os bons. A partir desta semana começa a funcionar mais um: o Salão Pedro Paulo, sem o Pedro Paulo, morto recentemente, mas muito bem representado pelas filhas Bianca e Raphaela Marques – muito animadas, resolveram seguir com o…

Alta Ajuda, por Anna Sharp: culpa, medo, raiva!

Vivendo no medo, somos constantemente impulsionados a fazer algo para nossa proteção e para provar nossa qualificação como merecedores de amor, em quaisquer de suas manifestações.

 Realizamos apenas para demonstrar que somos capazes, e usamos o orgulho para preencher o vazio insuportável da carência. Desnorteada, a nossa antena de autopreservação fica direcionada à proteção do…