Napoleão Lacerda: surgindo novo cantor

Napoleão Lacerda, em lugar de cantigas de ninar, ouvia seresta: era assim que seus pais embalavam o bebê em Manaus, onde nasceu. Algum tempo depois, Napoleão, que mora há anos no Rio, sempre trabalhando com moda, se viu numa depressão. Pra sair dessa fase, resolver estudar música. Matriculou-se no curso de Otávio III e Tancredo…

Pequena homenagem a Zé Luca em Saint-Tropez

Na noite desse domingo (21/07), na Les Caves du Roy, em Saint-Tropez, o DJ tocou com a camisa do Clube Boavista, de Zé Luca Magalhães Lins, que partiu-desta-pra-melhor em novembro de 2012, deixando grande parte dos cariocas arrasados. Por ser também um apaixonado por futebol, os amigos de Magalhães Lins, Henrique Cordeiro Guerra, Lenny Niemeyer,…

Papa: homenagens singelas nas ruas do Rio

O Papa Francisco, que desembarcou no Brasil às 16h desta segunda-feira (22/07), na Base Aérea do Galeão, na Ilha do Governador, com a Presidente Dilma sendo a primeira a recebê-lo, está ganhando as mais variadas homenagens pela cidade. Olha que singelo: o jornalista e antiquário Luiz Carlos Lourenço enquadrou uma foto do Papa e colocou-a…

Catito Peres: noite de 500 afetos na Atlântica

Foi uma noite de afetos, com muitos convidados e bufê mineiro. Nascido em Leopoldina, Omar “Catito” Peres manteve-se fiel às origens na festa que deu, nesse fim de semana, para comemorar seu aniversário. O local não poderia ser mais significativo: a famosa “casa de pedra da Avenida Atlântica”, que Catito comprou recentemente e vai derrubar…

Se Sua Santidade soubesse…

Segue, na íntegra, meu artigo publicado no jornal O Globo, deste domingo 21/07): Quando desembarcar no Rio, o Papa Francisco vai encontrar uma cidade bem arrumadinha – todos os caminhos por onde passar vêm merecendo atenção especial das autoridades municipais, estaduais e federais. Mas não há maquiagem que consiga disfarçar problemas antigos, que são motivo…

Morre Claude Amaral Peixoto: embaixadora-informal-da-cultura-francesa no Rio

Morreu Claude Amaral Peixoto, internada desde maio, depois de ser atropelada, em Copacabana, como noticiamos. Claude era chamada, aqui no “saite”, de embaixadora-informal-da-cultura-francesa no Rio – título que acabou incorporado, já que define realmente o seu perfil. Recebia todos os franceses com um jeito amigo, carioca e festivo, sempre promovendo eventos no bonito apartamento da Avenida…