Opinião, por Edgar Duvivier (escultor): “Não se deixe enganar por esses que se acham honestos só porque amam suas famílias”

Sempre prezei minha família. Em pequeno, eu tinha o maior orgulho da enorme barriga do meu avô, sempre coberta por uma camisa branca, geralmente marcada por furinhos deixados pelas cinzas que caíam do charuto mastigado que ele guardava na boca, mesmo quando tirava um cochilo na poltrona, depois do jantar. Para mim, ele era uma…