Opinião, por Almir Ghiaroni (oftalmologista): “Por mais que tomemos todos os cuidados que a situação atual exige, perdemos o contato humano”

Para controlar a pandemia que enfrentamos, será necessário, além de uma vacinação em massa, um melhor entendimento dos fatores pelos quais a doença se manifesta de uma forma branda em alguns pacientes, mas leva rapidamente à falência de múltiplos órgãos e à morte tantos outros. Além disso, temos que aprofundar os estudos sobre quais tratamentos…

Salvino Oliveira: secretário da Juventude Carioca inaugura mais um memorial aos jovens de favelas e periferias cariocas

Nesta quinta (14/01), a Secretaria Especial da Juventude Carioca (JUVRio) inaugura o “Memorial da Luta da Juventude no enfrentamento à Covid-19”, na Ilha do Governador. “Os jovens periféricos foram protagonistas na mobilização para reduzir os impactos diretos da pandemia em seus territórios”, diz Salvino Oliveira, secretário especial da Juventude Carioca. Já foram inaugurados outros dois…

“Qualquer coisa que eu diga seria pouco para descrever o Braga”, diz amiga sobre a morte de Antônio Carlos de Almeida Braga, grande incentivador do Esporte

Morreu, nesta terça (12/01), Antônio Carlos Almeida Braga, o Braguinha, aos 94 anos, em Sintra, Portugal, onde estava desde o início da pandemia. Um dos maiores incentivadores do esporte brasileiro, o ex-banqueiro foi dono de uma das mais importantes seguradoras do Brasil, a Atlântica Seguros, que depois se fundiu com a Bradesco Seguros. Braguinha foi amigo…

Luciana Caravello — de 500m² no miolo de Ipanema, para uma pequena sala em SP, sem queixas: “Hoje, tenho lista de espera”

A galerista carioca Luciana Caravello, instalada, há um mês, na capital paulista, anda muito bem impressionada com a cidade: “A velha lenda de que, em São Paulo, trabalha-se, e as coisas acontecem, é verdade. Quando as pessoas me diziam que eu deveria vir pra SP (há muito tempo), eu respondia que isso era difícil, eu teria que abrir algo…

Em casa, por Manu e Marcia Müller: uma casa para trabalhar 

Uma reflexão: sua casa está se direcionando para qual finalidade? Multifuncional, ficcional, cenografia, modismo ou realidade? Qual a necessidade e interesse de usar a casa o maior tempo possível? Num mundo “vacinado”, isso vai depender das tarefas do seu cotidiano.  Para muita gente, o isolamento social transformou a casa numa espécie de prisão, ficando seus usuários…