De Próprio Punho, por Karen Acioly (autora e diretora): “A maior potência da humanidade — e também o maior dos mistérios —  está na infância”

A maior potência da humanidade — e também o maior dos mistérios —  está nas infâncias. É na infância que encontramos o portal do conhecimento mais profundo sobre afetos, imaginários, memórias, percepções e sentimentos. A diversidade das infâncias no Brasil é atravessada por simbologias de misturas culturais, uma espécie de pedra de toque rara que…

Opinião, por Silvia Buarque (atriz), sobre produzir a própria peça: “Quis imprimir meu (modéstia passou longe aqui) bom gosto, minhas escolhas”

O que significa produzir uma peça? Levantar dinheiro ou, como no meu caso em “A menina escorrendo dos olhos da mãe”, investir seu próprio dinheiro? Isso é o básico. O que leva uma atriz a isso? A possibilidade de escolher. Eu sempre tive muita sorte como atriz convidada, currículo recheado de bons diretores, bons textos,…

O réveillon na Barra praticamente virou a nova Copacabana?

Depois de Ipanema/Leblon (95%),  Barra/Recreio/Jacarepaguá (89%), na Zona Oeste, até mesmo mais que Leme/Copacabana (88%), registrouq o maior número de ocupação hoteleira durante o réveillon, pelos dados da Riotur e HotéisRIO. Foram 12 pontos de queimas de fogos em vários hotéis, shoppings e condomínios.   No Wyndham Barra, por exemplo, teve duas festas, uma no…

Com mudança na política de vistos americanos no Brasil, Música no Museu precisou substituir recitais de coros do Texas 

Os coros americanos Flower Mound Trietsch Chancel Choir e Robson Ranch Community Choir, ambos do Texas, que se apresentariam no CCBB, na quarta (10/01), às 12h30, abrindo o projeto “Concertos de Verão”, do Música no Museu, precisaram cancelar os recitais. Os integrantes foram surpreendidos pela necessidade de visto para entrar no Brasil, medida em vigor desde…

Você conhece o “encontro a seco”? 

O aplicativo de namoro Bumble, conhecido por permitir que apenas as mulheres iniciem a conversa depois do “match”, fez uma pesquisa sobre tendências e descobriu que existe um novo movimento, o “dry dating”, ou seja, encontros sem bebidas alcoólicas. Dos mais de 2,6 milhões de assinantes, 34% afirmaram que estão mais propensos a sair em…