Hélio de la Peña: humorista vira nome de biblioteca

Virar nome de biblioteca pode ser sonho de muita gente, mas, para Hélio de la Peña, é realidade. No sábado (06/02), o humorista vai inaugurar o espaço com seu nome na Associação Filantrópica A Arte Salva Vidas, no Complexo do Caju. O convite foi da ONG Favelivros, fundada por Demézio Batista, para levar leitura e…

Até dia 12 de fevereiro estão abertas as inscrições para o “Pode Drama”, festival de podcasts para várias categorias, criado pela jornalista e atriz Gaby de Saboya e a gestora cultural e atriz Sandra Rodrigues. Inscrições no www.poddrama.com.br

Comunicação Não Violenta, por Marie Bendelac (sobre a série “Bridgerton”): “Julgamentos costumam construir muros enquanto a empatia cria conexão”

Algum tempo atrás, escrevi sobre a série “Emily in Paris” e o quanto eu amei. Desta vez, viciei-me vendo “Bridgerton”, a série mais vista da Netflix de todos os tempos. É um drama romântico sobre o universo competitivo da alta sociedade da Regência Britânica no século XIX, com uma produção bastante surpreendente. Quebrou recordes de…

O Forum Social Mundial, que este ano será virtual, terá em sua programação o lançamento inédito de um livro brasileiro, o “Abya Yala! Genocídio, Resistência, Sobrevivência dos Povos Originários do atual continente americano”. Programação nesse link https://join.wsf2021.net/?q=pt-pt/activities/7121

Na terça (02/02), às 21h, começa o 9º Festival Levada Oi Futuro, com cobertura em tempo real pelas redes sociais simultaneamente à transmissão pelo YouTube (/levadafestival), em que fãs vão poder interagir, com mediação da cantora e atriz Luiza Loroza. 

Crítica de cinema defende “Bacurau” ao Oscar 2021 no NYT

Deu no “New York Times”: a editora e crítica de cinema Devika Girish defendeu “Bacurau” como melhor filme candidato ao Oscar, em edição do jornal americano deste domingo (31/01). Esta semana, foi anunciado que o longa de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles entrou oficialmente na disputa a uma indicação a todas as categorias do…

Doze perguntas para Luis Erlanger (jornalista): ex-diretor da Globo quer o Bolsonaro em suas lives

Luis Erlanger foi repórter de jornal, de televisão, diretor da Central Globo de Comunicação (CGCOM), escreveu livros e teve passagem no cinema e no teatro. Se aguentássemos ainda usar o “se reinventar”, caberia bem aqui. A expressão está vencida, muito ao contrário do entrevistado. Aos 65 anos, virou um dos homens-lives mais importantes da pandemia, e sem arrancar…