Opinião, por Ricardo Cravo Albin: (pesquisador): “Mas cadê os 200 milhões de vacinas? Esqueceram-se de negociar, de reservar, de pagar” 

“O Brasil não tem povo, apenas público. Povo luta por seus direitos. Público só assiste de camarote.” (Lima Barreto, 1915). Esses tempos sinuosos que vivemos, em que as contradições e as perplexidades se sobrepõem, me fazem evocar a vida/obra do escritor e jornalista carioca A. H. Lima Barreto, a meu ver, um dos cinco autores…