Com o ouro de  Martine Grael e Kahena Kunze, Niterói fica conhecida como a capital da vela. Moradores invadem rede do prefeito Axel Grael

Com o ouro para Martine Grael e Kahena Kunze na vela, tornando-as bicampeãs olímpicas, a família Grael, tradição nesse esporte, soma nove medalhas em Olimpíadas, deixando a cidade de Niterói conhecida como a capital da vela no Brasil — o ambientalista Axel Grael, atual prefeito, é tio de Martine e um dos fundadores do Projeto…

Rio: alguns dramas trazidos pela onda de frio

Com o frio de matar (para os cariocas, 20 graus é friaca, imagina a céu aberto com a mínima de 8,4º?). Diante disso, os chamados para o 1746 — aquele da Prefeitura que tenta resolver a maioria dos problemas na cidade — aumentaram 31,68% em relação ao mesmo período do ano passado. De 27 a 30 de…

Nove perguntas para Maria Francisca Mauro (psiquiatra), sobre Olimpíadas, pandemia, saúde emocional: “Não somos super-heróis — somos falíveis e frágeis”

O que as Olimpíadas têm mostrado ao mundo sobre o comportamento no pós-pandemia? Segundo Maria Francisca Mauro, mestre em Psiquiatria pela UFRJ, uma das “descobertas” do século é que o ser humano é humano e não super-herói. Um dos exemplos de fragilidade emocional que muitos compartilham foi a desistência da americana Simone Biles, de 24…

De próprio punho, por Cláudia Porto (modelo):  “O envelhecimento não deveria ser recebido como um fardo, mas sim como um prêmio dado a poucos”

Minha história de ressignificação do conceito de beleza e aceitação das mudanças que vêm com a maturidade iniciou de um processo de curiosidade, de descoberta de quem eu realmente era debaixo de camadas e mais camadas de tinta aplicadas nos fios de um cabelo que, ao longo de muitos anos, foi tornando-se mais sem viço…

Entre terça e sábado (03 a 07/08), a série “Em casa com o Sesc” promove vários debates sobre as principais questões sociocultural e educativa, sempre a partir das 16h, no YouTube (/sescsp).

Opinião, por Ítala Nandi (atriz): “Já fomos mais calorosos, mais humanos. Hoje somos só preconceito!”

Sempre senti “medo” de perseguições em nosso país. Sim, meu pai foi o Capitão Bersaglieri, do exército pessoal de Mussolini. Toda a família Nandi era proprietária de metade da cidade de Treviso, Vêneto italiano; a família continua lá, tenho dupla nacionalidade. Massimo Nandi veio ao Brasil num convênio entre Getúlio Vargas e Mussolini em 1934, para introduzir no Brasil…