A pianista Fernanda Canaud interpreta Cesar Guerra-Peixe em duas apresentações: nesta quarta-feira (22/01), às 12:30, no CCBB, e no próximo domingo (26/01), às 11:30, no MAM. Amiga e grande intérprete das obras do maestro e compositor, Fernanda é curadora da homenagem que o projeto Música no Museu faz a Guerra-Peixe este mês, quando ele completaria 100…

Carioquice tem cara e nome: Taissa

Se carioquice tem cara, é essa: Taissa Buratta, designer de 25 anos, linda, loura e bronzeada. Depois de cinco semanas de disputa com mais quatro belas, foi Taissa a mais votada na eleição que virou tradição na cidade durante o verão, o “Concurso Anual do Retrato Ideal e Otimista da Carioquice Autêntica”, que chegou à…

“Acho que sou ingênua. Acabo sempre vendo só o lado bom das coisas. É escolha e também preguiça”. Da atriz Zezé Polessa, em entrevista a este ‘saite’, sobre qual considera ser o seu defeito.

O nome é sugestivo: Bruschetta Jazz Festival. Mistura de gastronomia e música ao vivo, é o evento que acontece todas as terças-feiras na Jazz In’ Champanheria, no Centro. Para acompanhar as bruschettas preparadas pelo chef Allan Rocha, que podem ser harmonizadas com espumantes, tem apresentação da banda Jazzafinando, na estrada há 15 anos, acrescentando pitadas…

Fica no Rio o milésimo hotel da rede Ibis, que está presente no mundo inteiro. Para comemorar, tem festa de inauguração oficial nesta segunda-feira (20/01), do Ibis Botafogo, com passeio pelo hotel e lançamento da campanha global da marca. Sérgio Loroza e sua banda animam o evento para convidados.

“Invertida”, com Zezé Polessa

A bela Zezé Polessa, na peça em cartaz “Quem tem medo de Virginia Woolf” – na qual interpreta Marta, mulher de Jorge, personagem vivido por seu ex-marido, Daniel Dantas -, buscou inspiração em si mesma para dar vida à personagem; ao contrário dela, Marta é amarga e explosiva. Zezé formou-se em Medicina, profissão que, logo…

A Casa da Palavra, em parceria com a Natura Musical, lança nesta terça-feira (21/01), às 19, na Brasserie Rosário (Centro), o livro “Wilson Baptista – o samba foi sua glória!”, de Rodrigo Alzuguir. O escritor apresenta a história de um dos nossos sambistas mais importantes e um precioso panorama do cenário cultural da época.